EUA vão destruir no mar as armas químicas mais perigosas da Síria

30 de novembro de 2013

Internacional



EUA vão destruir no mar as armas químicas mais perigosas da Síria
http://agenciabrasil.ebc.com.br/noticia/2013-11-30/eua-vao-destruir-no-mar-armas-quimicas-mais-perigosas-da-siria
Nov 30th 2013, 17:06

Da Agência Lusa
Haia - Os Estados Unidos vão destruir a parte mais perigosa do arsenal de armas químicas da Síria em um de seus navios que estão em alto-mar, anunciou hoje (30) a Organização para a Proibição de Armas Químicas (Opaq).
"As operações de neutralização serão conduzidas em um navio norte-americano no mar, usando a hidrólise [reação química de decomposição pela água] ", disse a organização em comunicado.
A Opaq, com sede em Haia, na Holanda, diz que as forças norte-americanas estão adaptando um navio para suportar esse tipo de operação e cumprir os requisitos impostos pela própria organição.
A operação tem como objetivo destruir as "armas químicas prioritárias", as mais perigosas de todo o arsenal à disposição das Forças Armadas do regime de Bashar Al Assad, e que têm de ser retiradas do país até o fim do ano, após a assinatura de tratado internacional com Damasco para evitar uma intervenção militar externa no país.
Um plano final para a destruição das armas químicas da Síria deve ser aprovado até 17 de dezembro.
Edição: Graça Adjuto
Todo o conteúdo deste site está publicado sob a Licença Creative Commons Atribuição 3.0 Brasil. Para reproduzir as matérias, é necessário apenas dar crédito à Agência Brasil





You are receiving this email because you subscribed to this feed at https://blogtrottr.com

If you no longer wish to receive these emails, you can unsubscribe here:
https://blogtrottr.com/unsubscribe/hPP/fnCRwS

Governo brasileiro manifesta pesar a parentes de vítimas de acidente aéreo

Internacional



Governo brasileiro manifesta pesar a parentes de vítimas de acidente aéreo
http://agenciabrasil.ebc.com.br/noticia/2013-11-30/governo-brasileiro-manifesta-pesar-parentes-de-vitimas-de-acidente-aereo
Nov 30th 2013, 16:09

Da Agência Brasil
Brasília - Em nota divulgada hoje (30), o governo brasileiro manifesta condolências aos parentes das vítimas do acidente com o avião Embraer 190, da empresa Linhas Aéreas de Moçambique (LAM), que caiu nessa sexta-feira (29) em uma área florestal entre a Namíbia e Botsuana. Todos os passageiros e tripulantes - 33 pessoas - morreram, entre eles o brasileiro Sérgio Miguel Pereira Soveral.
"O governo brasileiro manifesta suas mais sentidas condolências às famílias das vítimas, ao governo e ao povo moçambicano e às demais nações que tiveram cidadãos vitimados pelo acidente", diz a nota. O voo TM 470 ia de Maputo para Luanda.
O Ministério das Relações Exteriores está prestando assistência consular à família do brasileiro por meio das embaixadas na região.

Edição: Graça Adjuto
Todo o conteúdo deste site está publicado sob a Licença Creative Commons Atribuição 3.0 Brasil. Para reproduzir as matérias, é necessário apenas dar crédito à Agência Brasil



You are receiving this email because you subscribed to this feed at https://blogtrottr.com

If you no longer wish to receive these emails, you can unsubscribe here:
https://blogtrottr.com/unsubscribe/hPP/fnCRwS

Brasileiro está entre vítimas de queda de avião na Namíbia

Internacional



Brasileiro está entre vítimas de queda de avião na Namíbia
http://agenciabrasil.ebc.com.br/noticia/2013-11-30/brasileiro-esta-entre-vitimas-de-queda-de-aviao-na-namibia
Nov 30th 2013, 14:26

Karine Melo*

Repórter da Agência Brasil
Brasília - Um brasileiro está entre as 33 vítimas da queda do avião Embraer 190, da empresa Linhas Aéreas de Moçambique (LAM), em uma área florestal entre a Namíbia e Botsuana, quando ia para Angola, nessa sexta-feira (29). Não há sobreviventes. O Ministério das Relações Exteriores do Brasil ainda não divulgou o nome, mas adiantou que é um homem e que já está em contato com a família. O Itamaraty também está em contato com os governos da Namíbia e de Angola.
Em nota, a Embraer diz que o avião foi entregue à companhia moçambicana em novembro de 2012. A empresa brasileira se solidarizou com os parentes das vítimas, se colocou à disposição para auxiliar nas investigações e vai enviar uma equipe de técnicos para o local.
O Conselho de Ministros de Moçambique anunciou hoje a criação de uma comissão de inquérito internacional e de uma nacional para apurar as circunstâncias do acidente. "O governo tomou de imediato medidas destinadas a fazer o acompanhamento do acidente e apurar as suas causas. Uma comissão de inquérito foi constituída e vai se juntar à comissão internacional de inquérito a ser liderada pela Namíbia, país onde ocorreu o acidente", disse em entrevista o ministro dos Transportes e Comunicações de Moçambique, Gabriel Muthisse, ao final da sessão extraordinária do Conselho de Ministros, convocada devido ao acidente.
Com base nas normas da Organização Internacional da Aviação Civil (Icao), Muthisse acrescentou que a comissão de inquérito internacional será constituída pela Namíbia, por Moçambique, como país proprietário do aparelho, e pelo Brasil, como fabricante.
"As razões do acidente vão ser determinadas por equipes de peritos da comissão internacional de inquérito que, de acordo com as regras de aviação civil, deve ser constituída por pelo menos três partes: a principal é o país onde ocorreu o acidente, a segunda é o país de bandeira e a terceira parte é o fabricante", disse Muthisse.
A comissão de inquérito nacional será formada por representantes dos ministérios dos Transportes e das Comunicações e por peritos da LAM, adiantou o titular dos Transportes e Comunicações moçambicano.
Gabriel Muthisse disse ainda que a queda ocorreu em área de difícil acesso e que, durante as operações de busca, a Força Aérea da Namíbia enfrenta chuvas torrenciais. Ele lembrou que o aparelho "era o mais recente" desse modelo que a LAM comprou da Embraer.
Muthisse informou que os nomes das 33 vítimas serão divulgados logo que todas as famílias forem informadas da tragédia. O governo moçambicano adiantou que vai decretar luto nacional
*Com informações da Lusa
Edição: Graça Adjuto
Todo o conteúdo deste site está publicado sob a Licença Creative Commons Atribuição 3.0 Brasil. Para reproduzir as matérias, é necessário apenas dar crédito à Agência Brasil



You are receiving this email because you subscribed to this feed at https://blogtrottr.com

If you no longer wish to receive these emails, you can unsubscribe here:
https://blogtrottr.com/unsubscribe/hPP/fnCRwS

Não há sobreviventes na queda do avião da LAM na Namíbia

Internacional



Não há sobreviventes na queda do avião da LAM na Namíbia
http://agenciabrasil.ebc.com.br/noticia/2013-11-30/nao-ha-sobreviventes-na-queda-do-aviao-da-lam-na-namibia
Nov 30th 2013, 11:05

Da Agência Brasil*
Windhoek (Namíbia) - A polícia da Namíbia informou que não há sobreviventes entre os passageiros que seguiam a bordo do avião das Linhas Aéreas de Moçambique (LAM), encontrado hoje carbonizado no Norte do país.
Segundo o coordenador da polícia da região, Okavango Willie Bampton, sua equipe encontrou a carcaça [do aparelho]. "Não há sobreviventes. O avião está totalmente carbonizado", disse.
Entre os 27 passageiros, há pelo menos cinco portugueses, informou a companhia aérea. A notícia foi confirmada pelo governo português, que alertou para a possibilidade de existirem ainda casos de dupla nacionalidade. Havia seis tripulantes.
O aparelho foi dado como desaparecido nessa sexta-feira (29), quando fazia a ligação entre Maputo e Luanda.
As autoridades angolanas criaram um centro de controle e resgate no Aeroporto Nacional 4 de Fevereiro, em Luanda, para acompanhar os trabalhos. Segundo o diretor-geral do Instituto Nacional de Aviação Civil, o centro é coordenado pela diretora de Navegação Aérea de Angola, Bernardina Paiva.
*Com informações da Agência Lusa
Edição: Graça Adjuto



You are receiving this email because you subscribed to this feed at https://blogtrottr.com

If you no longer wish to receive these emails, you can unsubscribe here:
https://blogtrottr.com/unsubscribe/hPP/fnCRwS

Maduro anuncia medidas econômicas para conter especulação financeira na Venezuela

29 de novembro de 2013

Internacional



Maduro anuncia medidas econômicas para conter especulação financeira na Venezuela
http://agenciabrasil.ebc.com.br/noticia/2013-11-29/maduro-anuncia-medidas-economicas-para-conter-especulacao-financeira-na-venezuela
Nov 29th 2013, 21:04

Leandra Felipe

Correspondente da Agência Brasil/EBC
Bogotá - O presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, anunciou hoje (29) novas medidas econômicas para conter a especulação financeira no país e o que ele chama de "guerra econômica". Em pronunciamento em cadeia nacional de rádio e televisão, ele explicou que haverá maior regulação de importações e exportações por meio da criação de um órgão específico de comércio exterior, controle dos preços de alugueis para estabelecimentos comerciais e prisão para os "crimes de especulação financeira".
"Por trás dos preços absurdamente elevados com acréscimo de 2 mil % e 3 mil %, encontramos uma dinâmica econômica que foi disparada com objetivo de caráter político", destacou. Maduro disse que a partir de amanhã (30) todas as fiscalizações que comprovem remarcação de preços depois de inspeções anteriores ou que continuem cobrando preços fora do valor estipulado pelo governo poderá resultar em prisão. "Atuaremos com toda a severidade da lei contra aqueles que persistam na cobrança fraudulenta de preços abusivos e especulativos".
A medida de controle de preços de aluguel e proteção de inquilinos de imóveis destinados ao comércio, turismo e indústria prevê que o valor cobrado pelos proprietários para este tipo de imóvel não poderá exceder a quantia mensal de 250 bolivares (R$92,23) por metro quadrado.
Para o controle da importação de produtos e incentivo às exportações das empresas venezuelanas, o governo criará um Centro Nacional de Comércio Exterior com o objetivo de regular a atividade no país, inclusive o lucro da exportação do petróleo venezuelano.
Maduro adiantou que este é só o começo da reforma econômica que o governo pretende implantar no país e que inicia agora a fase de consolidação do que ele chamou de "uma nova economia, um novo modelo econômico rumo ao socialismo".
Nos próximos dias o governo anunciará também medidas para o setor automobilístico. Os decretos expedidos hoje tem força de lei, porque a Assembleia Nacional do país aprovou uma Lei Habilitante há dez dias, que permite que Maduro tenha "poderes especiais" para governar utilizando-se de decretos, sem necessidade de aprovação pelo parlamento.

Edição: Fábio Massalli
Todo o conteúdo deste site está publicado sob a Licença Creative Commons Atribuição 3.0 Brasil. Para reproduzir as matérias, é necessário apenas dar crédito à Agência Brasil



You are receiving this email because you subscribed to this feed at https://blogtrottr.com

If you no longer wish to receive these emails, you can unsubscribe here:
https://blogtrottr.com/unsubscribe/hPP/fnCRwS

China envia aviões de combate para nova zona de defesa aérea

Internacional



China envia aviões de combate para nova zona de defesa aérea
http://agenciabrasil.ebc.com.br/noticia/2013-11-29/china-envia-avioes-de-combate-para-nova-zona-de-defesa-aerea
Nov 29th 2013, 15:42

Da Agência Brasil*
Brasília – A China deslocou com urgência hoje (29) aviões de combate para verificar a identidade de aeronaves norte-americanas e japonesas que entraram em sua nova zona de defesa aérea, estabelecida no último sábado (23). Todas as aeronaves que passarem pela área devem se identificar, apresentar o plano de voo previamente e manter contato por rádio.
As autoridades chinesas constataram, nos últimos dias, a presença de aviões na zona recém-estabelecida, mas informaram que têm mantido o controle. As aeronaves chinesas, que incluem pelo menos dois caças, identificaram nesta sexta-feira dois aviões de vigilância norte-americanos e dez aeronaves japonesas, incluindo um F-15.
A nova zona de identificação de defesa no Mar da China Oriental, criada sábado, inclui as Ilhas Sekaku/Diaoyu, administradas pelo Japão e reivindicadas pelos chineses. O anúncio fez aumentar as tensões na região e, na quinta-feira (27), o Japão e a Coreia do Sul anunciaram ter desrespeitado a nova zona de identificação da defesa aérea, depois de bombardeiros norte-americanos B-52 terem também entrado na zona.
Hoje, o porta-voz do ministério das Relações Exteriores chinês, Qin Gang, informou que a nova área de segurança não irá causar tensão na região. "A zona defesa aérea no Mar da China Oriental não mira em nenhum país em específico ou alvo. É uma medida designada para exercer o direito à defesa de forma efetiva", informou o porta-voz.
De acordo com ele, não houve quaisquer mudanças em relação aos voos na região. "Mesmo que existam algumas disputas marítimas e territoriais entre a China e outros países, queremos resolvê-los por meios pacíficos, via negociação amigável", disse Gang.
*Com informações das agências Lusa e Xinhua

Edição: Nádia Franco
Todo o conteúdo deste site está publicado sob a Licença Creative Commons Atribuição 3.0 Brasil. Para reproduzir as matérias é necessário apenas dar crédito à Agência Brasil



You are receiving this email because you subscribed to this feed at https://blogtrottr.com

If you no longer wish to receive these emails, you can unsubscribe here:
https://blogtrottr.com/unsubscribe/hPP/fnCRwS

Em protesto, ucranianos fazem cordão humano para ligar o país à Europa

Internacional



Em protesto, ucranianos fazem cordão humano para ligar o país à Europa
http://agenciabrasil.ebc.com.br/noticia/2013-11-29/em-protesto-ucranianos-fazem-cordao-humano-para-ligar-pais-europa
Nov 29th 2013, 15:51


Da Agência Brasil *
Brasília - Milhares de ucranianos deram hoje (29) as mãos para formar um cordão humano que ligou simbolicamente o país à União Europeia, depois de o presidente Viktor Ianukovitch ter recusado assinar o Acordo de Associação com a UE, o que estava previsto para se feito nesta sexta-feira, assim como ocorreu com a Geórgia e a Moldávia. Ambos os países assinaram na Cúpula Europeia, em Vilnius, na Lituânia o Acordo de Associação.
Com bandeiras da Ucrânia e da União Europeia e gritando "A Ucrânia é Europa" os manifestantes formaram um cordão humano que começou na Praça da Independência, na capital do país, Kiev e que se estendeu por uma das principais avenidas da capital na direção do ocidente.
Em Lviv, no Oeste do país 20 mil manifestantes deram as mãos e cerca de cem deles atravessaram a fronteira com a Polónia para estender o cordão humano até território o europeu, segundo um dos organizadores do movimento.
Diferenças históricas e linguísticas dividem tradicionalmente a Ucrânia entre uma parte leste pró-russa e uma parte oeste pró-europeia. Os manifestantes pró-europeus, muitos deles jovens, saíram hoje às ruas pelo sexto dia consecutivo, depois de Ianukovitch ter recusado assinar o acordo de associação com a UE - um primeiro passo para uma futura adesão que teria simbolizado uma fratura histórica com a Rússia.
A oposição acusou Ianukovitch de trair o interesse nacional e exigiu a sua demissão.
"Hoje, Ianukovitch envergonhou a Ucrânia perante o mundo inteiro", disse à imprensa o líder opositor e campeão de boxe ucraniano Vitali Klitschko. "A Cúpula de Vilnius demonstrou a total incompatibilidade de Ianukovitch com os líderes europeus no que diz respeito a valores, padrões e atitudes", explicou.
No encontro entre os líderes europeus o presidente ucraniano informou que acredita ser importante desenvolver relações triangulares construtivas entre a Ucrânia, União Europeia e a Rússia.
"Temos de fazer o nosso melhor para construir relações normais entre a Ucrânia, a UE e a Rússia; é o nosso dever, nós estamos interessados [nisto]", disse o presidente, após uma reunião na Lituânia com o presidente francês, François Hollande.
Segundo ele é importante que este "tempo" - gerado pelo adiamento da assinatura do acordo de adesão - seja válido para abrir novas possibilidades.
* Com informações da Agência Lusa e da Itar Tass

Edição: Valéria Aguiar



You are receiving this email because you subscribed to this feed at https://blogtrottr.com

If you no longer wish to receive these emails, you can unsubscribe here:
https://blogtrottr.com/unsubscribe/hPP/fnCRwS

Pesquisador defende atuação do Brasil na crise entre China e Japão

Internacional



Pesquisador defende atuação do Brasil na crise entre China e Japão
http://agenciabrasil.ebc.com.br/noticia/2013-11-29/pesquisador-defende-atuacao-do-brasil-na-crise-entre-china-e-japao
Nov 29th 2013, 15:52

Vinícius Lisboa

Repórter da Agência Brasil
Rio de Janeiro- Brasil tem interesses e precisa se empenhar nos esforços internacionais para pôr fim à tensão territorial entre China e Japão, mesmo com capacidade limitada para atuar na questão. A avaliação foi feita pelo professor Alfredo Valladão, da Universidade Science Po Paris, que participou hoje (29) da 10ª Conferência de Internacional de Segurança do Forte de Copacabana, promovida pela Fundação Konrad Adenauer e pelo Centro Brasileiro de Relações Internacionais (Cebri), em Copacabana, zona sul do Rio.
"A questão do Japão e da China é que aquela região é chave para a economia mundial, que está toda interconectada. Nós vamos sofrer muito porque vendemos soja e ferro para a China, que é o que mantém a nossa balança comercial. Para nós, o fato de ter ou não um conflito na região vai nos atingir diretamente", disse o pesquisador.
Em caso de acirramento das tensões entre as duas potências, que são a segunda (China) e a terceira (Japão) economias do mundo, investimentos e uma das principais cadeias de valor poderiam ser paralisadas, causando prejuízos a todo o mundo. Para o Brasil, a questão seria especialmente delicada por outra questão que foge à economia, segundo lembrou o pesquisador: os laços criados pela imigração asiática.
"Temos uma grande e importante comunidade de origem japonesa. Se houver um conflito entre Japão e China, será difícil tomarmos posições e até ficarmos neutros. Teremos no Brasil sentimentos e emoções que serão difíceis. Isso criaria problemas na nossa relação estratégica com o Japão e a China", avalia Valladão.
Para o professor, a força do Brasil virá da ação multilateral. "Temos todo o interesse em tentar fazer parte dos grupos que estão tentando acalmar aquela tensão. Não podemos fazer isso sozinhos, porque não temos nenhuma força nem legitimidade para isso, mas, junto com os outros, vamos trazer mais força e legitimidade para as decisões que podem ser tomadas em comum pelas grandes potências e pela ONU".
Para Valladão, o Brasil ainda não se convenceu dessa importância. "Não estamos conscientes de que isso é da nossa conta. Agora, uma vez que estivermos conscientes, não quer dizer que temos condição de fazer alguma coisa. Temos que colaborar com os europeus e os americanos, porque são quem têm mais condições de fazer algo. Mas é preciso tomar cuidado. Se o Brasil escolher colaborar com a Índia, por exemplo, a China pode achar que estamos tomando posição, porque os dois países têm problemas".
Membro do conselho curador do Centro Brasileiro de Relações Internacionais (Cebri), o diplomata Marcos Azambuja concorda que o Brasil tem um limitado poder de ação, mas que precisa atuar na questão: "Temos que agir através das Nações Unidas e dos órgãos multilaterais, mas reconhecendo que o poder brasileiro não se estende tão longe nem tem efeito contra países tão importantes. Temos que nos, fóruns internacionais, falar pelo entendimento e a negociação".
Japão e China disputam o direito às Ilhas Senkaku/Diaoyu, na região do Oceano Pacífico conhecida como Mar da China Oriental, onde Taiwan e Coreia do Sul também reivindicam território. Reservas de recursos naturais e rivalidades históricas estão entre os motivos.
Edição: Davi Oliveira
Todo o conteúdo deste site está publicado sob a Licença Creative Commons Atribuição 3.0 Brasil. Para reproduzir as matérias, é necessário apenas dar crédito à Agência Brasil



You are receiving this email because you subscribed to this feed at https://blogtrottr.com

If you no longer wish to receive these emails, you can unsubscribe here:
https://blogtrottr.com/unsubscribe/hPP/fnCRwS

Atualizada - Nicarágua acusa Colômbia de violação de fronteira marítima

Internacional



Atualizada - Nicarágua acusa Colômbia de violação de fronteira marítima
http://agenciabrasil.ebc.com.br/noticia/2013-11-29/atualizada-nicaragua-acusa-colombia-de-violacao-de-fronteira-maritima
Nov 29th 2013, 14:29

Carolina Sarres *

Repórter da Agência Brasil
Brasília – A Corte Internacional de Justiça (CIJ) recebeu hoje (29) denúncia da Nicarágua de violação de sua fronteira marítima pela Colômbia. A Colômbia não estaria respeitando os direitos soberanos e a jurisdição da Nicarágua, reconhecidas por uma sentença anterior da Corte sobre a zona, localizada no Mar do Caribe. A área, na região do Arquipélago de San Andrés e Providência, tem aproximadamente 90 quilômetros quadrados (km²) e é um local de exploração de petróleo.
Há um ano a corte havia decidido demanda anterior, na qual a Nicarágua obteve ampliação de seu território marítimo na região do arquipélago, embora as porções de terra que compõe o departamento colombiano de San Andrés tenham sido mantidas com a Colômbia.
No último mês de setembro, no entanto, o presidente colombiano anunciou que não acataria a decisão da corte, sobre os direitos econômicos de exploração da extensão marítima de San Andrés. O governo nicaraguense evitou comentar o anúncio na época, mas agora procurou novamente a justiça internacional.
De acordo com nota da CIJ, a Nicarágua pede que a Corte declare que a Colômbia "tem a obrigação de respeitar as zonas marítimas e os direitos soberanos determinados pelo tribunal". O país ainda solicita a atuação do tribunal internacional para impedir que a Colômbia faça ameaças, por meio do uso da força, para descumprir a sentença.
Em comunicado oficial, a Nicarágua informou que cabe à CIJ estabelecer as consequências jurídicas e materiais dos ilícitos cometidos pela Colômbia e reparar os danos causados. A chanceler colombiana, María Ángela Holguín, rechaçou a denúncia e convocou a embaixadora do país em Manágua – capital nicaraguense, para esclarecimentos.
No dia 19 de novembro de 2012, a CIJ, por meio de um julgamento final e inapelável, reconheceu os direitos da Nicarágua sobre as águas do Caribe que a Colômbia considerava suas. O governo do presidente Juan Manuel Santos, no entanto, considera a determinação "inaplicável".
*Com informações da TV multiestatal Telesur // Edição: Denise Griesinger

Todo o conteúdo deste site está publicado sob a Licença Creative Commons Atribuição 3.0 Brasil. Para reproduzir as matérias é necessário apenas dar crédito à Agência Brasil



You are receiving this email because you subscribed to this feed at https://blogtrottr.com

If you no longer wish to receive these emails, you can unsubscribe here:
https://blogtrottr.com/unsubscribe/hPP/fnCRwS

Avançam negociações para suspender atividades nucleares no Irã

Internacional



Avançam negociações para suspender atividades nucleares no Irã
http://agenciabrasil.ebc.com.br/noticia/2013-11-29/avancam-negociacoes-para-suspender-atividades-nucleares-no-ira
Nov 29th 2013, 13:22

Da Agência Brasil *
Brasília – O Irã vai iniciar a suspensão por seis meses de algumas atividades nucleares, conforme previsto no acordo de Genebra, em fins de dezembro ou início de janeiro, disse hoje (29) o representante iraniano na Agência Internacional de Energia Atômica (AIEA), Reza Najafi. O acordo alcançado no último final de semana entre o Irã e os países do G5+1 (Estados Unidos, Rússia, Reino Unido, França, China e Alemanha) prevê a suspensão de certas atividades nucleares iranianas em troca de um alívio das sanções internacionais.
A suspensão das atividades tem por objetivo demonstrar um avanço iraniano no contexto do controle do programa nuclear do país. O acordo, válido por seis meses, prevê especificamente a suspensão do enriquecimento de urânio em mais de 5%, a suspensão da construção do reator de água pesada de Arak – que poderá produzir plutônio – e o aumento das inspeções internacionais às instalações nucleares.
Segundo Najafi, a Aiea vai ter papel chave na verificação da aplicação do acordo. As negociações preliminares já estão sendo conduzidas.
* Com informações da Agência Lusa // Edição: Denise Griesinger

Todo o conteúdo deste site está publicado sob a Licença Creative Commons Atribuição 3.0 Brasil. Para reproduzir as matérias é necessário apenas dar crédito à Agência Brasil





You are receiving this email because you subscribed to this feed at https://blogtrottr.com

If you no longer wish to receive these emails, you can unsubscribe here:
https://blogtrottr.com/unsubscribe/hPP/fnCRwS

Nicarágua acusa Colômbia de violação de fronteira marítima

Internacional



Nicarágua acusa Colômbia de violação de fronteira marítima
http://agenciabrasil.ebc.com.br/noticia/2013-11-29/nicaragua-acusa-colombia-de-violacao-de-fronteira-maritima
Nov 29th 2013, 12:06

Carolina Sarres *

Repórter da Agência Brasil
Brasília – A Corte Internacional de Justiça (CIJ) recebeu hoje (29) denúncia da Nicarágua de violação de sua fronteira marítima pela Colômbia. A Colômbia não estaria respeitando os direitos soberanos e a jurisdição da Nicarágua, reconhecidas por uma sentença anterior da Corte sobre a zona, localizada no Mar do Caribe. A área, de aproximadamente 90 quilômetros quadrados (km²), é um local de exploração de petróleo.
De acordo com nota da CIJ, a Nicarágua pede na denúncia que a Corte declare que a Colômbia "tem a obrigação de respeitar as zonas marítimas e os direitos soberanos determinados pelo tribunal". O país ainda solicita a atuação do tribunal internacional para impedir que a Colômbia faça ameaças, por meio do uso da força, para descumprir a sentença.
Em comunicado oficial, a Nicarágua informou que cabe à CIJ estabelecer as consequências jurídicas e materiais dos ilícitos cometidos pela Colômbia e reparar os danos causados. A chanceler colombiana, María Ángela Holguín, rechaçou a denúncia e convocou a embaixadora do país em Manágua – capital nicaraguense, para esclarecimentos.
No dia 19 de novembro de 2012, a CIJ, por meio de um julgamento final e inapelável, reconheceu os direitos da Nicarágua sobre as águas do Caribe que a Colômbia considerava suas. O governo do presidente Juan Manuel Santos, no entanto, considera a determinação "inaplicável".
*Com informações da TV multiestatal Telesur // Edição: Denise Griesinger

Todo o conteúdo deste site está publicado sob a Licença Creative Commons Atribuição 3.0 Brasil. Para reproduzir as matérias é necessário apenas dar crédito à Agência Brasil



You are receiving this email because you subscribed to this feed at https://blogtrottr.com

If you no longer wish to receive these emails, you can unsubscribe here:
https://blogtrottr.com/unsubscribe/hPP/fnCRwS

China cria centro de monitoramento de tsunamis

Internacional



China cria centro de monitoramento de tsunamis
http://agenciabrasil.ebc.com.br/noticia/2013-11-29/china-cria-centro-de-monitoramento-de-tsunamis
Nov 29th 2013, 10:38

Da Agência Brasil*
Brasília - A China criou um centro de monitoramento de tsunamis com o objetivo de responder a alertas de forma rápida e evitar desastres secundários. A unidade será ligada ao Centro Nacional de Previsão Marinha e Ambiental e irá fortalecer o acompanhamento de terremotos no assoalho marinho e de tsunamis na costa da China e no Mar do Sul.
De acordo com comunicado emitido ontem (28), o novo órgão servirá não só à China, mas também a outros países da região - como as Filipinas, a Indonésia, o Vietnã, a Malásia e Cingapura. O centro fará ainda o planejamento de exercícios de contingência e promoverá campanhas para alertar a população em casos de tsunami.
Nas instalações do centro, haverá um instituto nacional de pesquisa e um laboratório para monitoramento e emissão de alertas.
O Mar do Sul da China é uma área de instabilidade, vulnerável a tsunamis, porque está em um local de convergência de diversas placas tectônicas - Eurasiática, Australiana, das Filipinas e do Pacífico. Quando essas placas, blocos que compõem a camada sólida da Terra, se chocam em terra firme, causam terremotos. Quando se chocam no assoalho marinho, geram tsunamis.
*Com informações da agência de notícias da China, Xinhua
Edição: Graça Adjuto



You are receiving this email because you subscribed to this feed at https://blogtrottr.com

If you no longer wish to receive these emails, you can unsubscribe here:
https://blogtrottr.com/unsubscribe/hPP/fnCRwS

Unicef: 850 mil casos de transmissão de HIV foram evitados entre 2005 e 2012

Internacional



Unicef: 850 mil casos de transmissão de HIV foram evitados entre 2005 e 2012
http://agenciabrasil.ebc.com.br/noticia/2013-11-29/unicef-850-mil-casos-de-transmissao-de-hiv-foram-evitados-entre-2005-e-2012
Nov 29th 2013, 09:50

Carolina Sarres*

Repórter da Agência Brasil
Brasília - O Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef) estima que, entre 2005 e 2012, mais de 850 mil casos de transmissão do vírus HIV de mãe para filho tenham sido evitados. Uma das razões para isso é o uso de um novo tratamento antirretroviral, conhecido como Option B+, que aumentou a probabilidade de tratar de forma eficaz mulheres com HIV e prevenir a transmissão do vírus aos filhos durante a gravidez, informa o relatório As Crianças e a Aids: Um Balanço sobre a Situação em 2013, divulgado hoje (29) pelo Unicef. Ainda assim, só em 2012, cerca de 210 mil crianças morreram de doenças relacionadas à aids.
"Graças a um novo tratamento antirretroviral simplificado, que deve ser feito durante toda a vida [Option B+], há agora mais possibilidades de tratar eficazmente mulheres que vivem com o HIV e prevenir a transmissão do vírus aos seus bebês durante a gravidez, o parto e a amamentação", acrescenta o estudo.
De acordo com o diretor executivo do Unicef, Anthony Lake, é possível que hoje uma mulher portadora do vírus HIV tenha uma vida saudável. "Hoje em dia, mesmo que uma mulher grávida viva com o HIV, isso não significa que o seu bebê tenha de ter o mesmo destino", disse.
Segundo o relatório do fundo da ONU, o Malawi, no Sudeste da África, foi o país pioneiro na oferta do tratamento Option B+, que é usado desde 2011. O país foi um dos que alcançaram os melhores avanços em relação à prevenção de novas infecções em recém-nascidos, com redução de 52% entre 2009 e 2012. Na região da África Subsaariana foram registrados os melhores progressos no mesmo período - as novas infecções em crianças recém-nascidas diminuíram 76% em Gana, 58% na Namíbia, 55% no Zimbábue, 52% em Botsuana e 50% na Zâmbia e na Etiópia.
Para o Unicef, é necessário que as crianças com o vírus recebam tratamento antirretroviral para que uma geração livre de aids se torne realidade. Em 2012, apenas 34% das crianças que vivem com HIV em países de baixo e médio rendimento receberam o tratamento de que precisavam. No caso de adultos, o percentual foi 64%.
De acordo com o fundo, além da melhoria dos índices de transmissão do vírus de mãe para filho, houve redução de novos casos de aids entre crianças. Em 2005, foram 540 mil novos casos. Em 2010, 260 mil.
Ao contrário da transmissão em recém-nascidos e crianças, o Unicef constatou que mortes de jovens entre 10 e 19 anos relacionadas ao vírus HIV aumentaram mais de 50% entre 2005 e 2012 - de 71 mil para 110 mil. Em 2012, havia 2,1 milhões de adolescentes portadores da doença.
O Unicef informou que se houver aumento de investimentos em intervenções de alto impacto até 2014, poderá ser evitada a contaminação de 2 milhões de adolescentes, especialmente meninas, até 2020. Essas intervenções incluiriam o uso de preservativos, tratamento antirretroviral, a prevenção da transmissão de mãe para filho e campanhas para mudança de comportamento
"Se intervenções de alto impacto forem ampliadas por meio do uso de uma abordagem integrada, podemos reduzir pela metade o número de novas infecções entre adolescentes até 2020. É uma questão de alcançar os adolescentes mais vulneráveis por meio de programas efetivos", disse o diretor.
*Com informações da Agência Lusa
Edição: Graça Adjuto



You are receiving this email because you subscribed to this feed at https://blogtrottr.com

If you no longer wish to receive these emails, you can unsubscribe here:
https://blogtrottr.com/unsubscribe/hPP/fnCRwS

Governo da Guatemala cria programa de proteção a jornalistas

Internacional



Governo da Guatemala cria programa de proteção a jornalistas
http://agenciabrasil.ebc.com.br/noticia/2013-11-29/governo-da-guatemala-cria-programa-de-protecao-jornalistas
Nov 29th 2013, 05:50

Leandra Felipe*

Correspondente da Agência Brasil/EBC
Bogotá - O governo da Guatemala anunciou nessa quinta-feira (29) a criação do Programa de Proteção a Jornalistas. De acordo com o presidente guatemalteco, Otto Pérez, a iniciativa tem apoio da Organização das Nações Unidas (ONU). Só este ano, quatro jornalistas foram assassinados no país.
O programa adotará estratégias semelhantes às adotadas na Colômbia e no México. O governo criará mecanismos de denúncia e de proteção a jornalistas que sofram ameaças devido ao trabalho que executam.
Segundo Pérez, isso requer o envolvimento de várias instituições, entre elas instâncias preventivas e outras de investigação, além do acompanhamento de cada caso. "Devemos garantir o cumprimento dos direitos humanos para respeitar a vida e o trabalho jornalístico", explicou.
O plano será monitorado pela ONU e pela Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco). O programa terá várias fases de execução.
A primeira é baseada na criação de uma mesa integrada pelo Ministério do Interior, a Procuradoria e Secretaria de Comunicação Social da Presidência da República do país. Integrantes desses órgãos farão parte de uma mesa de trabalho que se encarregará dos casos de violência. Na segunda fase, serão criados escritórios regionais para atender às denuncias dos jornalistas.
O presidente informou que nos últimos dez anos 26 jornalistas foram assassinados no país, que tem uma das mais altas taxas de violência da América Latina: 16 mortes por dia.
A violência contra jornalistas é comum nos países da América Central e no México. No último levantamento da Unesco, divulgado em maio deste ano, Honduras foi apontada como o país com maior quantidade de assassinatos per capita do continente. Em 2012, nove jornalistas hondurenhos foram assassinados e 20 foram vítimas de atentados e ameaças. No México, entre 2000 e 2013, mais de 70 jornalistas foram assassinados
O presidente da Guatemala chamou a atenção para a necessidade de criar "planos de contingência" diante da presença do narcotráfico e de gangues criminosas que operam na região, especialmente em Honduras, El Salvador e na Guatemala.
Em estudo divulgado em agosto, a Organização dos Estados Americanos (OEA) revelou que o crime organizado é o principal responsável pela morte de jornalistas na América Latina.
Vários casos de assassinato são relacionados ao trabalho investigativo de jornalistas sobre cartéis de drogas mexicanos e colombianos, que atuam na produção e distribuição.
*Com informações da TV Multiestatal Telesur
Edição: Graça Adjuto



You are receiving this email because you subscribed to this feed at https://blogtrottr.com

If you no longer wish to receive these emails, you can unsubscribe here:
https://blogtrottr.com/unsubscribe/hPP/fnCRwS

Corte Interamericana de Direitos Humanos terá presidente colombiano e vice brasileiro

28 de novembro de 2013

Internacional



Corte Interamericana de Direitos Humanos terá presidente colombiano e vice brasileiro
http://agenciabrasil.ebc.com.br/noticia/2013-11-28/corte-interamericana-de-direitos-humanos-tera-presidente-colombiano-e-vice-brasileiro
Nov 28th 2013, 22:29


Leandra Felipe

Correspondente da Agência Brasil/EBC
Bogotá - A Corte Internamericana de Direitos Humanos (Corte IDH), tribunal que compõe o Sistema Interamericano de Direitos Humanos, elegeu hoje (28), na Costa Rica, os juízes que a presidirão nos próximos dois anos (biênio 2014-2015). A presidência da corte ficará a cargo do juiz colombiano Humberto Antonio Sierra Porto, e a vice-presidência com o brasileiro Roberto de Figueiredo Caldas.
Nascido em Cartagena, Antônio Sierra Porto já presidiu a Corte Constitucional colombiana e é advogado da Universidade Externado de Colômbia. Roberto Figueiredo é de Aracaju, capital do estado de Sergipe. É advogado da Universidade de Brasília, foi conselheiro da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) e dirigiu várias entidades de defesa de direitos humanos no Brasil.
O atual presidente da Corte IDH, juiz peruano Diego García Sayán, encerra seu segundo mandato no tribunal, no próximo dia 31 de dezembro. Ele presidiu a 49ª Sessão Extraordinária da corte, ocorrida em Brasília, na primeira quinzena deste mês, quando foram ouvidas testemunhas do caso Rodríguez-Vera e outros contra a Colômbia.
Durante a audiência, o Estado colombiano reconheceu, pela primeira vez, a sua responsabilidade internacional no incidente de retomada do Palácio de Justiça, em Bogotá, em novembro de 1985, após a ocupação do local por integrantes do grupo guerrilheiro M-19. Com a ação militar, 13 pessoas desapareceram ou morreram.

Edição: Aécio Amado
Todo o conteúdo deste site está publicado sob a Licença Creative Commons Atribuição 3.0 Brasil. É necessário apenas dar crédito à Agência Brasil



You are receiving this email because you subscribed to this feed at https://blogtrottr.com

If you no longer wish to receive these emails, you can unsubscribe here:
https://blogtrottr.com/unsubscribe/hPP/fnCRwS

Farc dizem que combate as drogas não deve punir camponeses produtores de folha de coca

Internacional



Farc dizem que combate as drogas não deve punir camponeses produtores de folha de coca
http://agenciabrasil.ebc.com.br/noticia/2013-11-28/farc-dizem-que-combate-drogas-nao-deve-punir-camponeses-produtores-de-folha-de-coca
Nov 28th 2013, 20:17

Leandra Felipe

Correspondente da Agência Brasil/EBC
Bogotá - As Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc) defenderam hoje (28) em Havana, Cuba, que a solução para o problema do narcotráfico no mundo não depende da extinção das plantações de coca. Antes de começar o décimo sétimo ciclo de conversações com o governo colombiano para pôr fim ao conflito armado no país, o negociador chefe da guerrilha, Iván Marquez, disse que ações punitivas contra o plantio não resolve a questão.
"O rigor da repressão e das medidas punitivas contra a criminalidade gerada pelos processos de produção, comercialização e consumo das chamadas drogas ilícitas, derivadas do processamento da folha de coca e de outras plantas, não deve recair sobre a parte mais frágil da cadeia, que são os consumidores e os camponeses", explicou.
Marquez ressaltou que os principais beneficiários das drogas são os "grandes circuitos financeiros da economia global". Por isso, para a guerrilha, a solução deve reunir ao conjunto de nações. "O fenômeno não é exclusivo do nosso país. Hoje em dia se reconhece que o dinheiro do narcotráfico e de outras atividades ilegais contaminaram a economia mundial", acrescentou.
A produção de cocaína na Colômbia se estabeleceu na economia do país no final dos anos 1970, com o narcotraficante Pablo Escobar, que liderou o Cartel de Medellín, e de outros cartéis, como o de Cali.
O combate ao narcotráfico no país teve apoio do governo dos Estados Unidos. O país é um dos maiores consumidores da droga produzida na Colômbia. Na época dos grandes cartéis e, depois, com a dissolução dessas organizações criminosas, com "megaestrutura", houve mudanças na dinâmica interna, mas o país ainda se mantém entre os três maiores produtores de coca do mundo.
Com o declínio dos cartéis, no fim dos anos 1980, extradições, prisões de traficantes e da morte de Pablo Escobar, em dezembro de 1993, o tráfico passou a ser controlado na Colômbia pelas guerrilhas como as Farc e o Exército da Libertação Nacional (ELN).
Atualmente, as Farc, ELN e grupos criminosos comuns (as chamadas bandas criminais) movimentam o narcotráfico no país, às vezes, em parte da cadeia produtiva, em outras, na refinação e comercialização.
Em suas declarações na mesa de negociação, em Cuba, o líder das Farc declarou, contudo, que os nexos do narcotráfico no país perpetram também as estruturas legais. "Há duas décadas o ex-diretor do DEA (do inglês, Drug Enforcement Administration) dos EUA, Joe Toff disse que a Colômbia era uma narcodemocracia", relembrando as suspeitas da relação entre o narcotráfico e as estruturas do Estado no país. O órgão atua no combate ao narcotráfico no país e em regiões produtoras, como América Andina (Bolívia, Peru, Colômbia e Equador) ou ao tráfico de drogas na América Central e no México.

Edição: Aécio Amado
Todo o conteúdo deste site está publicado sob a Licença Creative Commons Atribuição 3.0 Brasil. É necessário apenas dar crédito à Agência Brasil



You are receiving this email because you subscribed to this feed at https://blogtrottr.com

If you no longer wish to receive these emails, you can unsubscribe here:
https://blogtrottr.com/unsubscribe/hPP/fnCRwS

Após pressão popular, Senado do Paraguai cassa imunidade de parlamentar

Internacional



Após pressão popular, Senado do Paraguai cassa imunidade de parlamentar
http://agenciabrasil.ebc.com.br/noticia/2013-11-28/apos-pressao-popular-senado-do-paraguai-cassa-imunidade-de-parlamentar
Nov 28th 2013, 18:30

Carolina Sarres *

Repórter da Agência Brasil
Brasília – Manifestações populares levaram o Senado do Paraguai a reavaliar hoje (28) o processo de cassação da imunidade de um senador, que havia sido negada pelos parlamentares no dia 14 de novembro, quando 23 membros da Casa votaram contra a perda do benefício do colega.
A decisão dos senadores provocou uma onda de insatisfação entre os paraguaios, que organizaram protestos nas últimas semanas na capital do país, Assunção. Estima-se que o maior protesto desde então, do dia 15 de novembro, tenha reunido aproximadamente 20 mil pessoas em frente ao Congresso Nacional.
Nesta quinta-feira, os parlamentares voltaram atrás e o senador Victor Bogado, do Partido Colorado, perdeu a imunidade. Ele poderá responder na Justiça por má conduta administrativa, fraude e cobrança ilegal de impostos. O estopim para o caso foi a denúncia de que a babá de suas filhas estaria recebendo mais dois salários - como empregada da Câmara dos Deputados e comissionada da Hidrelétrica Itaipu. O senador se declara inocente das acusações.
Os protestos contrários à manutenção da imunidade de Bogado tiveram a adesão de diversos estabelecimentos comerciais, especialmente restaurantes. Isso porque no mesmo dia em que o senador conseguiu manter o benefício, o político foi a uma churrascaria. Um dos parlamentares que votou pela absolvição foi a uma pizzaria e acabou expulso do local a gritos, empurrões e insultos, entre eles, "ratazana sem vergonha". Nos dias seguintes, vários restaurantes penduraram nas portas o seguinte aviso: "Aqui não servimos ratos".
Nos últimos dias, restaurantes, bares, comércios, lojas, shoppings, estádios de futebol e prestadores de serviços de todo tipo passaram a anunciar que barrariam a entrada dos 23 senadores "cúmplices da impunidade", que votaram a favor da manutenção da imunidade.
Hospitais declararam que atenderiam os referidos políticos somente em caso de urgência. Foi criada uma página na internet para identificar os parlamentares que se posicionaram favoravelmente a Bogado, com notícias, fotos e contatos. Os estabelecimentos que aderiram ao movimento de não aceitar a presença dos senadores chegam a 150. Uma funerária, ligada a um cemitério particular, foi a exceção - informou que, diferentemente dos demais, está disposta a recebê-los.
O Paraguai, que foi governado durante 35 anos pelo governo militar de Alfredo Stroessner, cuja ditadura terminou em 1985, jamais havia passado por onda de insatisfação semelhante, com a manifestação popular.
O empresário Eduardo Fernandez se diz favorável aos protestos da população e explica que ir às ruas foi uma forma de exigir uma melhor conduta dos políticos no país. Segundo ele, isso reflete uma nova mentalidade no país, favorecida pelo melhor acesso à informação.
"Tudo começou em uma pizzaria. Depois, todo mundo começou a fazer a mesma coisa. Até então, no Paraguai, os políticos podiam fazer o que eles queriam e o povo não fazia nada. Hoje em dia as coisas mudaram, mais pessoas tem acesso à informação. Há mais smartphones do que pessoas no país, tudo vai parar em redes sociais", disse o empresário.
Os últimos fatos no país estão no contexto do novo governo do presidente Horacio Cartes, empossado em agosto deste ano, que é filiado ao Partido Colorado. Em sua gestão, foi criada uma página na internet que disponibiliza dados de funcionários do Estado, em uma espécie de página de transparência. A partir daí, a imprensa passou a revelar denúncias de fraudes com recursos públicos, como a que envolveu o senador Victor Bogado.

* Com informações da agência pública de notícias do Paraguai, IPParaguay


Edição: Carolina Pimentel
Todo o conteúdo deste site está publicado sob a Licença Creative Commons Atribuição 3.0 Brasil. É necessário apenas dar crédito à Agência Brasil



You are receiving this email because you subscribed to this feed at https://blogtrottr.com

If you no longer wish to receive these emails, you can unsubscribe here:
https://blogtrottr.com/unsubscribe/hPP/fnCRwS

Comissão da ONU aprova resolução histórica em defesa dos direitos das mulheres

Internacional



Comissão da ONU aprova resolução histórica em defesa dos direitos das mulheres
http://agenciabrasil.ebc.com.br/noticia/2013-11-28/comissao-da-onu-aprova-resolucao-historica-em-defesa-dos-direitos-das-mulheres
Nov 28th 2013, 12:30

Da Agência Lusa
Nova York - Uma comissão sobre direitos humanos da Assembleia Geral das Nações Unidas (ONU) adotou uma resolução histórica em defesa dos direitos das mulheres, apesar de uma forte campanha contra o texto. Para conseguir aprovação por consenso, os promotores da resolução, liderados pela Noruega, tiveram de retirar um parágrafo que condenava "todas as formas de violência contra as mulheres".
A resolução apela para que todos os países condenem publicamente a violência contra os defensores dos direitos das mulheres, modifiquem legislações nacionais que os impeçam de atuar e facilitem o acesso gratuito dos militantes aos organismos das Nações Unidas.
Países africanos, o Vaticano, o Irã, a Rússia, a China e Estados islâmicos conservadores foram os principais opositores da resolução aprovada pela comissão na noite de ontem (27), informaram diplomatas e militantes. Segunda-feira (25), a ONU celebrou o Dia Internacional para a Eliminação da Violência contra a Mulher.
De acordo com defensores dos direitos das mulheres, a campanha para a aprovação da resolução foi beneficiada, nos últimos meses, pelos casos de Malala Yousafzai - a adolescente paquistanesa ferida por radicais islâmicos por ter defendido o direito à educação para as mulheres - e de Denis Mukwege - médico da República Popular do Congo obrigado a exilar-se depois de ameaçado pelo trabalho de ajuda às vítimas de violação. Ambos foram candidatos ao Prêmio Nobel da Paz deste ano.
"A comunidade internacional enviou uma mensagem clara. É inaceitável criminalizar, estigmatizar ou restringir os direitos dos defensores dos direitos das mulheres", disse o líder dos negociadores do governo norueguês sobre a resolução, Geir Sjober.
Sjoberg acrescentou que o objetivo principal atualmente é garantir que os governos respeitem os compromissos assumidos no texto. "Há uma grande distância entre as realidades das mulheres corajosas e o que foi acordado hoje [quarta-feira]. O verdadeiro trabalho começa agora", explicou o norueguês.
A aprovação da resolução exigiu duras negociações. Os países africanos insistiram no respeito dos costumes e das tradições, enquanto a Rússia, o Irã e a China exigiram que os defensores dos direitos respeitassem as leis de cada país. Em resposta, a Noruega decidiu estipular que os Estados devem "condenar firmemente todas as formas de violência contra as mulheres e contra as defensoras dos direitos humanos e abster-se de invocar os costumes, as tradições ou a religião para esquecer obrigações".
Mais de 30 países europeus, entre os quais o Reino Unido, a França e a Alemanha, retiraram-se da coautoria da resolução em protesto a essa concessão. A Islândia manteve-se como coautora, mas a embaixadora do país nas Nações Unidas, Greta Gunnarsdottir, disse que a concessão era "um mau ponto" para a comissão da ONU.
O Vaticano liderou os opositores com relação às referências em defesa dos militantes nos domínios da sexualidade, da procriação e da igualdade dos sexos, disseram observadores. A resolução foi apoiada pelo ex-presidente dos Estados Jimmy Carter e pelo ex-secretário-geral da ONU, Kofi Annan - ambos ganhadores do Prêmio Nobel da Paz.



You are receiving this email because you subscribed to this feed at https://blogtrottr.com

If you no longer wish to receive these emails, you can unsubscribe here:
https://blogtrottr.com/unsubscribe/hPP/fnCRwS

Órgão de fiscalização dos Estados Unidos multa a Gol por omitir informações no site

Internacional



Órgão de fiscalização dos Estados Unidos multa a Gol por omitir informações no site
http://agenciabrasil.ebc.com.br/noticia/2013-11-28/orgao-de-fiscalizacao-dos-estados-unidos-multa-gol-por-omitir-informacoes-no-site
Nov 28th 2013, 12:41

Ivan Richard

Repórter da Agência Brasil
Brasília - A companhia aérea Gol foi multada em US$ 250 mil – cerca de R$ 580 mil - pelo Departamento de Transportes dos Estados Unidos (DOT, na sigla em inglês) por omitir informações aos consumidores no site da empresa nos Estados Unidos. O valor da multa é o maior aplicado por violação das regras exigidas pelo órgão norte-americano.
Segundo o DOT, a página da Gol, lançada em novembro de 2012, deixou de informar sobre um plano de contingência para lidar com atrasos e não disponibilizou um link a partir da página inicial para uma lista de taxas para bagagem e outros serviços opcionais. A empresa ainda omitiu informações sobre como os consumidores podem apresentar uma queixa na companhia aérea.
Em nota, a Gol informou que ajustou a forma de acesso dos clientes a dados já disponíveis no site de compras da companhia para clientes situados nos Estados Unidos. Disse ainda que corrigiu as inconformidades e que vai pagar a multa.
Edição: Davi Oliveira
Todo o conteúdo deste site está publicado sob a Licença Creative Commons Atribuição 3.0 Brasil. Para reproduzir as matérias, é necessário apenas dar crédito à Agência Brasil



You are receiving this email because you subscribed to this feed at https://blogtrottr.com

If you no longer wish to receive these emails, you can unsubscribe here:
https://blogtrottr.com/unsubscribe/hPP/fnCRwS

Acidente em estádio da Copa tem repercussão na imprensa internacional

Internacional



Acidente em estádio da Copa tem repercussão na imprensa internacional
http://agenciabrasil.ebc.com.br/noticia/2013-11-28/acidente-em-estadio-da-copa-tem-repercussao-na-imprensa-internacional
Nov 28th 2013, 11:37

Carolina Sarres

Repórter da Agência Brasil
Brasília - O acidente no estádio do Corinthians na tarde de ontem (27) repercutiu negativamente hoje (28) na imprensa internacional. Foram divulgadas informações sobre o ocorrido na página da internet de diversos jornais do mundo. No jornal norte-americano The New York Times o acidente suscitou questionamentos sobre a capacidade de o Brasil concluir as obras das "extravagantes arenas", em que há atrasos e especulações sobre custos. De acordo com a publicação o ocorrido é preocupante devido à proximidade da abertura da Copa do Mundo de 2014, que será em São Paulo.
De acordo com o jornal norte-americano a notícia do Brasil sediar o mundial foi vista, na época, como a confirmação do país como uma potência do mundo em desenvolvimento, mas os gastos com a infraestrutura necessária são questionados - especialmente agora, com o acidente, em relação à segurança dos trabalhadores.
No diário francês Le Monde descreve o acidente e menciona a "corrida contra o relógio" nas obras ainda pendentes para a Copa a ser entregues à Federação Internacional de Futebol (Fifa) até o dia 31 de dezembro, que requereu um prazo de seis meses para fazer testes nos estádios antes da competição. No jornal italiano La Reppublica foi publicada uma galeria de fotos do acidente.
No jornal argentino Clarín, o ocorrido é descrito como um "perigo mundial". A publicação enfatizou o fato de o acidente ter acontecido menos de dez dias antes do sorteio das chaves dos jogos na Costa do Sauípe, na Bahia, no dia 6 de dezembro. A publicação se refere ao estádio do Corinthians como uma referência, assim como o Maracanã, no Rio de Janeiro. Na matéria, questiona-se a possibilidade de a obra continuar em um ritmo suficiente para ser entregue até o final do ano.
A publicação da Espanha o El País noticiou o acidente em São Paulo com destaque e repercutiu o assunto - já foram gastos mais de R$ 8 bilhões nas obras - valor superior à soma do que foi utilizado nas duas últimas copas, na África do Sul e na Alemanha. Para o jornal, o acidente "aumenta a inquietação internacional sobre a capacidade de o país acolher o Mundial".
De acordo com El País para a Copa de 2006 a Alemanha gastou R$ 3,6 bilhões para o mesmo número de estádios. Na África do Sul, em 2010, R$ 3,2 bilhões para a construção de dez estádios. O jornal destaca que quando Brasil foi escolhido pela Fifa para sediar o Mundial, a estimativa era a de que os gastos chegassem a cerca de R$ 2,5 bilhões.

Edição: Valéria Aguiar

Todo o conteúdo deste site está publicado sob a Licença Creative Commons Atribuição 3.0 Brasil. É necessário apenas dar crédito à Agência Brasil




You are receiving this email because you subscribed to this feed at https://blogtrottr.com

If you no longer wish to receive these emails, you can unsubscribe here:
https://blogtrottr.com/unsubscribe/hPP/fnCRwS

Tribunal Eleitoral de Honduras declara Hernandez vencedor

Internacional



Tribunal Eleitoral de Honduras declara Hernandez vencedor
http://agenciabrasil.ebc.com.br/noticia/2013-11-28/tribunal-eleitoral-de-honduras-declara-hernandez-vencedor
Nov 28th 2013, 09:07

Da Agência Brasil*
Tegucigalpa - O Supremo Tribunal Eleitoral de Honduras declarou, na noite dessa quarta-feira, o conservador Juan Orlando Hernandez, do Partido Nacional, como vencedor das eleições presidenciais, antes de concluída a contagem dos votos.
"Os números que revelamos hoje indicam claramente que o vencedor das eleições é Juan Orlando Hernandez", disse o presidente do tribunal, David Matamoros, às emissoras de rádio e televisão do país.
Com 81,5% dos votos contados, Hernandez lidera com 35,88%, contra 29,14% de Xiomara Castro, do Partido Liberdade e Refundação (Libre), mulher do ex-presidente Manuel Zelaya. Ela fez um apelo aos seus eleitores para que participem de manifestação no sábado (29) contra os resultados anunciados pelo tribunal.
*Com informações da Agência Lusa
Edição: Graça Adjuto



You are receiving this email because you subscribed to this feed at https://blogtrottr.com

If you no longer wish to receive these emails, you can unsubscribe here:
https://blogtrottr.com/unsubscribe/hPP/fnCRwS

Colômbia: começa décimo sétimo ciclo de conversações entre governo e Farc

Internacional



Colômbia: começa décimo sétimo ciclo de conversações entre governo e Farc
http://agenciabrasil.ebc.com.br/noticia/2013-11-28/colombia-comeca-decimo-setimo-ciclo-de-conversacoes-entre-governo-e-farc
Nov 28th 2013, 07:19

Leandra Felipe

Correspondente da Agência Brasil/EBC
Bogotá – A mesa de negociação entre o governo colombiano e as Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc) retoma hoje (28) os diálogos do processo de paz em Havana, Cuba. Os negociadores iniciam o décimo sétimo ciclo de conversações em busca de uma "Colômbia sem coca", disse o chefe da equipe negociadora do governo, Humberto de la Calle, antes de partir para Havana nessa quinta-feira.
Após quase seis meses de negociação sobre a participação política da Farc em um eventual processo de paz, os negociadores iniciam hoje a discussão do terceiro ponto da agenda: soluções para o problema das drogas ilegais no país.
"Queremos um campo sem coca. Queremos que nossos camponeses deixem para trás esses cultivos que só deixaram violência, pobreza e marginalidade nessas regiões. Queremos colocar na mesa o tema do processamento e da comercialização de drogas, que alimenta o conflito e a criminalidade", acrescentou de la Calle, em rápida entrevista coletiva.



Em momentos anteriores, as Farc sinalizaram que o debate do tema é importante e propuseram, inclusive, que a produção de coca e maconha possam ser legalizadas no país, como alternativa de renda para os camponeses e agricultores familiares.
O assunto já foi abordado em fóruns de cidadania que discutiram soluções para o problema das drogas no âmbito do conflito. Assim como o discurso das Farc, o governo também começou a adotar essa possibilidade como alternativa, ainda que de forma discreta.
Humberto de la Calle disse que para pensar em um país sem conflito é necessário atacar o problema das drogas e dos cultivos ilícitos. "Não haverá fim do conflito verdadeiro sem atacar profundamente esse fenômeno", destacou. Ele lembrou, porém, que o país quer encontrar novas maneiras de reforçar os programas de saúde pública e combater o consumo.
Ao iniciar a discussão do tema, o governo contará com dois novos reforços na equipe negociadora, María Paulina Riveros e Nigeria Rentería. La Calle explicou que elas vão ajudar na busca de consenso para o tema das drogas no país, assunto que está diretamente relacionado ao desenvolvimento agrário (primeiro tema tratado durante o processo).
Em junho deste ano, a Agência Brasil viajou por regiões colombianas em que o conflito armado segue ativo. Em Toríbio, no departamento colombiano de Cauca, a reportagem conheceu zonas com intensa presença das Farc e constatou a relação entre a guerra, os cultivos ilegais de coca e maconha e a pobreza.
A mesa que negocia o fim do conflito colombiano completou um ano de trabalho neste mês de novembro. Até agora houve acordo parcial sobre o tema agrário e a participação política das Farc. Depois de discutir soluções para o problema das drogas, a agenda ainda terá que avaliar mais três assuntos - a reparação das vítimas do conflito, o desarmamento e a desmobilização de guerrilheiros e as garantias para o cumprimento dos acordos firmados.
Edição: Graça Adjuto
Todo o conteúdo deste site está publicado sob a Licença Creative Commons Atribuição 3.0 Brasil. Para reproduzir as matérias é necessário apenas dar crédito à Agência Brasil



You are receiving this email because you subscribed to this feed at https://blogtrottr.com

If you no longer wish to receive these emails, you can unsubscribe here:
https://blogtrottr.com/unsubscribe/hPP/fnCRwS

Dubai é escolhida como sede da Expo 2020

27 de novembro de 2013

Internacional



Dubai é escolhida como sede da Expo 2020
http://agenciabrasil.ebc.com.br/noticia/2013-11-27/dubai-e-escolhida-como-sede-da-expo-2020
Nov 27th 2013, 21:21

Bruno Bocchini

Repórter da Agência Brasil
São Paulo – A cidade de Dubai, nos Emirados Árabes Unidos, foi escolhida para sediar a Exposição Universal de 2020, a Expo 2020. São Paulo; Izmir, na Turquia; e Ekaterinburg, na Rússia, eram os demais concorrentes que chegaram à fase final da disputa.
A Expo2020 é considerada o terceiro maior evento internacional em número de visitantes e de impacto econômico, ficando apenas atrás da Copa do Mundo e dos Jogos Olímpicos. A votação para escolha da cidade-sede, coordenada pelo Bureau Internacional de Exposições (BIE), foi feita em três turnos. A cada turno, a cidade menos votada era eliminada.
Na primeira rodada de votações, São Paulo recebeu 13 votos; Dubai, 77; Ekaterinburg, 39; e Izmir, 33. Na segunda rodada, Dubai recebeu 87 votos; Ekaterinburg, 41; e Izmir, 36. No último turno, Dubai recebeu 116 votos; e Ekaterinburg, 47. Representantes de 162 países têm direito a voto.
O tema escolhido por São Paulo foi Força da Diversidade, Harmonia para o Crescimento, que pretendia estimular a criação de projetos de inovação, novas políticas sociais e econômicas.

Edição: Fábio Massalli
Todo o conteúdo deste site está publicado sob a Licença Creative Commons Atribuição 3.0 Brasil. Para reproduzir as matérias é necessário apenas dar crédito à Agência Brasil



You are receiving this email because you subscribed to this feed at https://blogtrottr.com

If you no longer wish to receive these emails, you can unsubscribe here:
https://blogtrottr.com/unsubscribe/hPP/fnCRwS

Senado da Itália cassa mandato do ex-primeiro-ministro Silvio Berlusconi

Internacional



Senado da Itália cassa mandato do ex-primeiro-ministro Silvio Berlusconi
http://agenciabrasil.ebc.com.br/noticia/2013-11-27/senado-da-italia-cassa-mandato-do-ex-primeiro-ministro-silvio-berlusconi
Nov 27th 2013, 17:03

Da Agência Lusa
Roma – O Senado italiano decidiu hoje (27) destituir do cargo de senador o ex-primeiro-ministro Silvio Berlusconi depois de ter sido condenado a quatro anos de prisão por fraude fiscal.
O Senado, a Câmara Alta do Parlamento italiano, rejeitou nove propostas apresentadas por vários senadores para que não fosse aplicada a Berlusconi a chamada Lei Severino, aprovada pelo governo anterior liderado por Mario Monti, que estabelece a expulsão do Parlamento dos condenados a penas superiores a dois anos de prisão.
A decisão de afastar Berlusconi foi anunciada pelo presidente do Senado, Pietro Grasso.
A medida contou com o apoio, entre outros, do Partido Democrata do atual primeiro-ministro italiano Enrico Letta; do Movimento 5 Estrelas, do comediante Beppe Grillo; e do grupo Eleição Cívica, do ex-primeiro-ministro Mario Monti.
Votaram contra, entre outros, o Forza Italia, partido do antigo governante; a Liga Norte e os antigos parceiros políticos do Il Cavaliere (que significa o cavaleiro, apelido de Berlusconi), o grupo Novo Centro-Direita, liderado pelo vice-primeiro-ministro italiano e delfim político de Berlusconi, Angelino Alfano.
"É um dia amargo, um dia de luto", disse Silvio Berlusconi, com a mão sobre o coração, dirigindo-se aos seus apoiadores concentrados em Roma.
"É um dia de luto para a lei, para o direito, para a democracia", repetiu o antigo governante, diante de milhares de apoiadores.
No dia 1º de agosto, o Tribunal Supremo da Itália confirmou a condenação de Berlusconi a quatro anos de prisão por fraude fiscal no âmbito do caso Mediaset.
O caso Mediaset remonta a 2006, quando a empresa de Berlusconi foi acusada de inflacionar o preço dos direitos de transmissão de filmes norte-americanos, adquiridos através de sociedades também depropriedade do político, também conhecido como Il Cavaliere.
Na segunda-feira, Berlusconi, de 77 anos, anunciou que ia pedir a revisão do processo, afirmando que detinha novos documentos sobre o caso.



You are receiving this email because you subscribed to this feed at https://blogtrottr.com

If you no longer wish to receive these emails, you can unsubscribe here:
https://blogtrottr.com/unsubscribe/hPP/fnCRwS

Moçambique marca eleição presidencial para outubro do próximo ano

Internacional



Moçambique marca eleição presidencial para outubro do próximo ano
http://agenciabrasil.ebc.com.br/noticia/2013-11-27/mocambique-marca-eleicao-presidencial-para-outubro-do-proximo-ano
Nov 27th 2013, 12:54

Da Agência Brasil*
Brasília - O governo de Moçambique anunciou que as eleições presidenciais do país vão ocorrer no dia 15 de outubro do próximo ano. Será o quarto pleito desde a guerra civil, que durou 15 anos, de 1977 a 1992. O atual presidente, Armando Guebuza, da Frente de Libertação de Moçambique (Frelimo), disse que vai respeitar o limite estabelecido pela legislação e que não vai concorrer novamente. Guebuza foi eleito em 2004 e reeleito em 2009. O mandato em Moçambique tem cinco anos e o candidato pode tentar uma reeleição.
O líder do maior partido de oposição, o Resistência Nacional Moçambicana (Renamo), Afonso Dhlakama, informou que a legenda vai boicotar as eleições contra a atual legislação eleitoral, que favorece, segundo ele, a Frelimo. A Renamo também boicotou as eleições municipais realizadas na semana passada. Outro líder da oposição, Daviz Simango, do Movimento Democrático Moçambicano (MDM), eleito prefeito de Beira, no Sul do país, anunciou a intenção de entrar na corrida presidencial.
Além da disputa presidencial, em 2014, irão à eleição 250 assentos no Parlamento. Atualmente, a Frelimo tem 144 assentos; a Renamo, 90; e o MDM, seis.
O anúncio sobre as próximas eleições presidenciais foi feito depois de a autoridade eleitoral do país ter feito a contagem de votos do pleito municipal. Ainda não há resultados oficiais sobre as eleições, cujos votos ainda têm de ser verificados pela Comissão Nacional Eleitoral (CNE) e depois validados e proclamados pelo Conselho Constitucional. O prazo para que os resultados sejam divulgados é 15 dias.
*Com informações da Agência de Informação de Moçambique (AIM) e da agência de notícias da China, Xinhua
Edição: Davi Oliveira
Todo o conteúdo deste site está publicado sob a Licença Creative Commons Atribuição 3.0 Brasil. Para reproduzir as matérias, é necessário apenas dar crédito à Agência Brasil



You are receiving this email because you subscribed to this feed at https://blogtrottr.com

If you no longer wish to receive these emails, you can unsubscribe here:
https://blogtrottr.com/unsubscribe/hPP/fnCRwS

Brasil faz doação de cédulas ao Haiti

Internacional



Brasil faz doação de cédulas ao Haiti
http://agenciabrasil.ebc.com.br/noticia/2013-11-27/brasil-faz-doacao-de-cedulas-ao-haiti
Nov 27th 2013, 12:46

Kelly Oliveira
Repórter da Agência Brasil
Brasília - A Casa da Moeda do Brasil informou hoje (27) que entregou, esta semana, 47,4 milhões de cédulas ao Haiti. As cédulas são de 20 gourdes (moeda do Haiti) e foram doadas pelo governo brasileiro. Essa doação faz parte da ajuda humanitária do Brasil ao Haiti, após o terremoto de janeiro de 2010, que devastou o país. A destruição atingiu vários bancos, lembrou a Casa da Moeda.
A Lei 12.409 autorizou a Casa da Moeda a doar 100 milhões de cédulas ao Haiti, com custo total limitado a R$ 4,8 milhões. Também coube à empresa o transporte do dinheiro. Um navio fretado partiu do Rio de Janeiro no dia 28 de outubro e chegou a Porto Príncipe em 21 de novembro.
Para que o restante das cédulas possa ser fabricado, a Casa da Moeda informou que depende de autorização legal, com ampliação do limite de gastos. A empresa informou que encaminhará o pedido ao Ministério da Fazenda para avaliação.
Assim como as cédulas da Segunda Família do Real, a nota de 20 gourdes contém vários elementos de segurança como fio magnético e impressão offset. As cédulas também contam com uma faixa transparente, que imita as cores do arco-íris.

Edição: José Romildo
Todo o conteúdo deste site está publicado sob a Licença Creative Commons Atribuição 3.0 Brasil. Para reproduzir as matérias, é necessário apenas dar crédito à Agência Brasil









You are receiving this email because you subscribed to this feed at https://blogtrottr.com

If you no longer wish to receive these emails, you can unsubscribe here:
https://blogtrottr.com/unsubscribe/hPP/fnCRwS

Merkel finaliza coalizão conservadora para os próximos 4 anos

Internacional



Merkel finaliza coalizão conservadora para os próximos 4 anos
http://agenciabrasil.ebc.com.br/noticia/2013-11-27/merkel-finaliza-coalizao-conservadora-para-os-proximos-4-anos
Nov 27th 2013, 11:52

Da Agência Brasil *
Brasília - O bloco conservador alemão liderado pela chanceler Angela Merkel chegou hoje (27) a um acordo com o Partido Social Democrata (PSD) para o governo nos próximos quatro anos, formando uma grande coalizão de três partidos - o PSD; a União Democrata-Cristã, de Merkel; e a União Social-Cristã. O acordo em que foi formada a coalizão está expresso em um documento de 170 páginas.
De acordo com a chanceler a consolidação fiscal, o reforço do bem-estar geral e a melhoria da justiça social são os pilares do novo governo de coligação. Para ela a redução da dívida, a criação de emprego, os progressos na reforma energética e o aumento do investimento em educação, investigação e infraestruturas são pontos importantes a ser trabalhados.
"A grande coligação tem perante si grandes tarefas", disse Merkel.
O pacto entre os partidos coloca um ponto final após um mês de reuniões e conclui o processo eleitoral alemão, em que Angela Merkel obteve uma vitória expressiva que a deixou no quinto lugar da maioria absoluta.
O último passo para a formalização do acordo será a consulta do PSD às bases, já que o partido se comprometeu a submeter à decisão dos 470 mil militantes um eventual pacto de coligação. O resultado da consulta deverá sair até o dia 14 de dezembro e, se aprovado, permitirá que Angela Merkel tome posse no dia 17 de dezembro, com 504 dos 631 deputados.
Com a formalização dessa coligação, a oposição será formada pelo Die Linke (Esquerda, em português), formado por antigos comunistas e dissidentes do PSD; e pelo Die Grünen (Os Verdes, em português), partido com o qual Merkel havia pensado em formar governo após as eleições.
* Com informações da Agência Lusa
Edição: Valéria Aguiar



You are receiving this email because you subscribed to this feed at https://blogtrottr.com

If you no longer wish to receive these emails, you can unsubscribe here:
https://blogtrottr.com/unsubscribe/hPP/fnCRwS

Governo da Tailândia se dispõe a negociar com a oposição

Internacional



Governo da Tailândia se dispõe a negociar com a oposição
http://agenciabrasil.ebc.com.br/noticia/2013-11-27/governo-da-tailandia-se-dispoe-negociar-com-oposicao
Nov 27th 2013, 09:16

Da Agência Brasil*
Brasília - A primeira-ministra da Tailândia, Yingluck Shinawatra, pediu hoje (27) que manifestantes desocupem prédios públicos da capital, Bangcoc, em troca de negociação com as lideranças da oposição, que tem organizado os protestos na cidade nos últimos dias.
"Estamos prontos para começar a dialogar com os grupos de manifestantes para superar essa crise no país", disse a primeira-ministra. A chefe de Governo convocou reunião de emergência para avaliar como seu gabinete pode conduzir as atividades em meio aos protestos e bloqueios de ministérios.
Funcionários do Departamento de Investigação Social da Tailândia tiveram de deixar o edifício nesta quarta-feira, depois de ele ser cercado pela oposição. Milhares de manifestantes montaram um cordão humano em torno de prédios próximos, como os ministérios da Indústria, do Comércio e do Trabalho.
A base dos protestos na capital tailandesa tem sido o Monumento da Democracia, no centro da cidade. Os ministérios da Agricultura e dos Transportes estão ocupados. O Ministério do Turismo está cercado por manifestantes.
A ocupação dos prédios públicos tem sido liderada pelo antigo vice-primeiro-ministro Suthep Thaugsuban, contra quem há ordem de prisão expedida. Thaugsuban, que recentemente renunciou ao mandato de deputado, estimulou um grupo de manifestantes que tomou na segunda-feira (25) o edifício do Ministério das Finanças, onde instalou o posto avançado de oposição ao governo. Ontem (26), os manifestantes chegaram a ocupar o Ministério dos Negócios Estrangeiros, mas deixaram o local em seguida.
De acordo com a organização dos protestos, quase 1 milhão de pessoas estão reunidas no movimento contra o governo. As autoridades reduzem esse número para 100 mil. As manifestações em Bangcoc começaram no fim de outubro e se intensificaram ontem (26), com a ocupação dos prédios públicos.
Os manifestantes querem a demissão da primeira-ministra Yingluck Shinawatra, a quem acusam de corrupção e de ser uma executante das ordens do irmão, o ex-primeiro-minitro Thaksin Shinawatra, deposto por golpe militar em 2006. Thaksin Shinawatra seria julgado por corrupção por tribunais tailandeses, o que não ocorreu por ter se exilado no exterior.
*Com informações da Agência Lusa e da Itar Tass, da Rússia
Edição: Graça Adjuto



You are receiving this email because you subscribed to this feed at https://blogtrottr.com

If you no longer wish to receive these emails, you can unsubscribe here:
https://blogtrottr.com/unsubscribe/hPP/fnCRwS

Oposição ucraniana tenta manter adesão à União Europeia

Internacional



Oposição ucraniana tenta manter adesão à União Europeia
http://agenciabrasil.ebc.com.br/noticia/2013-11-27/oposicao-ucraniana-tenta-manter-adesao-uniao-europeia
Nov 27th 2013, 10:01

Da Agência Brasil *
Brasília – Líderes da oposição ucraniana planejam uma reunião de governo hoje (27) com o objetivo de anular a decisão de suspender a adesão da Ucrânia à União Europeia (UE). Na semana passada, o governo do país anunciou a suspensão da assinatura do Acordo de Adesão ao bloco europeu, que estava previsto para ser assinado esta semana, na cúpula da União Europeia com os países do Leste do continente, em Vilnius, na Lituânia.
O recuo da Ucrânia gerou protestos por parte da oposição, que defende a aproximação do país com a Europa e o distanciamento em relação à Rússia. "Nós decidimos visitar a reunião de gabinete com líderes das facções parlamentares dos partidos Udar (Golpe, em português) e Svoboda (Liberdade, em português), Vitaly Klitschko e Oleg Tyagnibok. Exigimos que o governo revogue essa decisão inconstitucional e ilegal de suspender as preparações para assinar um acordo de associação com a União Europeia", informou Arseny Yatsenyuk, líder do partido Batkivshchina (Pátria, em português), da ex-primeira-ministra Yulia Timoshenko.
De acordo com Yatsenyuk, a oposição, favorável à integração com o bloco europeu, vai à reunião de Vilnius nesta semana para tentar persuadir os líderes da UE a não "fechar as portas à Ucrânia".
Ontem (26), o primeiro-ministro ucraniano, Mykola Azarov, admitiu que o governo russo pediu à Ucrânia o adiamento da adesão. Segundo ele, a Rússia não prometeu contrapartidas ou revisão dos preços do gás russo vendido ao mercado ucraniano.
A recente mobilização da oposição no país é considerada a mais contundente desde a Revolução Laranja, entre 2004 e 2005, quando uma séria de protestos foram organizados, após denúncias de corrupção e fraude nas eleições presidenciais.

*Com informações da Itar Tass

Edição: Denise Griesinger

Todo o conteúdo deste site está publicado sob a Licença Creative Commons Atribuição 3.0 Brasil. Para reproduzir as matérias é necessário apenas dar crédito à Agência Brasil



You are receiving this email because you subscribed to this feed at https://blogtrottr.com

If you no longer wish to receive these emails, you can unsubscribe here:
https://blogtrottr.com/unsubscribe/hPP/fnCRwS

Brasil comemora confirmação da segunda conferência sobre crise síria

Internacional



Brasil comemora confirmação da segunda conferência sobre crise síria
http://agenciabrasil.ebc.com.br/noticia/2013-11-27/brasil-comemora-confirmacao-da-segunda-conferencia-sobre-crise-siria
Nov 27th 2013, 06:36

Paulo Victor Chagas

Repórter da Agência Brasil
Brasília - O Brasil comemorou nessa terça-feira a notícia da realização, daqui a dois meses, da 2ª Conferência Internacional sobre a Síria. De acordo com o Itamaraty, "o governo brasileiro tomou conhecimento, com satisfação, da decisão do secretário-geral das Nações Unidas de realizar" o evento.
A data da Conferência Genebra 2 - 22 de janeiro de 2014 - foi agendada segunda-feira (25) pelo secretário Ban Ki-moon. Segundo nota divulgada pelo Ministério das Relações Exteriores, o encontro deve "promover o diálogo entre os sírios, contribuir para o fim definitivo da violência e para um acordo político entre o governo e a oposição, que atenda plenamente às legítimas aspirações da sociedade local, nos termos do Comunicado do Grupo de Ação de Genebra, de 30 de junho de 2012".
Além disso, o Itamaraty reafirmou a posição do governo brasileiro de não haver solução militar para o conflito sírio. Em setembro, durante a abertura da 68ª Assembleia Geral da ONU, a presidenta Dilma Rousseff disse que o conflito armado no país comove e provoca indignação, com mortes e destruição que causaram o maior desastre humanitário do século.
"O Brasil reafirma seu pleno apoio ao trabalho realizado pelo representante especial da ONU e da Liga Árabe, Lakhdar Brahimi, e pela Comissão Internacional de Inquérito sobre a Síria, do Conselho de Direitos Humanos, presidida pelo professor Paulo Sérgio Pinheiro", concluiu o comunicado.
Edição: Graça Adjuto
Todo o conteúdo deste site está publicado sob a Licença Creative Commons Atribuição 3.0 Brasil. Para reproduzir as matérias é necessário apenas dar crédito à Agência Brasil



You are receiving this email because you subscribed to this feed at https://blogtrottr.com

If you no longer wish to receive these emails, you can unsubscribe here:
https://blogtrottr.com/unsubscribe/hPP/fnCRwS

Comissão da ONU aprova proposta para limitar espionagem eletrônica

26 de novembro de 2013

Internacional



Comissão da ONU aprova proposta para limitar espionagem eletrônica
http://agenciabrasil.ebc.com.br/noticia/2013-11-26/comissao-da-onu-aprova-proposta-para-limitar-espionagem-eletronica
Nov 26th 2013, 21:15

Wellton Máximo

Repórter da Agência Brasil
Brasília – Uma comissão da Assembleia Geral das Nações Unidas aprovou hoje (26), por consenso, a proposta conjunta apresentada por Brasil e Alemanha para limitar a espionagem eletrônica. A resolução deve ser votada pelos 193 países que compõem a Assembleia Geral no próximo mês.
Apoiada por 55 países, a proposta conclama os governos a revisar procedimentos, prática e leis em relação à vigilância, à interceptação das comunicações e à coleta de dados pessoais. Esses procedimentos, reivindica a proposta, devem respeitar o direito à privacidade, expresso no Artigo 12 da Declaração Universal dos Direitos Humanos e no Artigo 17 do Pacto Internacional dos Direitos Civis e Políticos.
O texto não cita exemplos específicos, mas foi elaborado após as denúncias do ex-técnico de inteligência norte-americano Edward Snowden divulgar detalhes de um programa de espionagem global empreendido pela Agência de Segurança Nacional. Segundo os documentos vazados por Snowden, Estados Unidos, Reino Unido, Austrália, Canadá e Nova Zelândia atuam em conjunto para espionar comunicações privadas em todo o planeta.
De acordo com as denúncias, comunicações entre empresas brasileiras, de membros do governo e até da presidenta Dilma Rousseff foram interceptadas, o que levou a presidenta a abordar o tema durante o discurso de abertura da Assembleia Geral das Nações Unidas em setembro. A Alemanha passou a ajudar o Brasil na elaboração do texto após a descoberta de que o celular da primeira-ministra do país, Angela Merkel, teve o telefone celular grampeado.
Além de pedir a revisão de procedimentos de espionagem, a proposta sugere que o escritório da Alta Comissária das Nações Unidas para os Direitos Humanos apresente, nos próximos dois anos, relatórios sobre a proteção do direito à privacidade em relação ao uso de ferramentas de monitoramento de comunicações.
Em nota, o Itamaraty informou que o governo brasileiro recebe, com satisfação, a aprovação da proposta. As resoluções da Assembleia Geral das Nações Unidas têm apenas força de recomendação. No entanto, se aprovadas por um grande número de países, elas têm força política para serem implementadas.

Edição: Fábio Massalli
Todo o conteúdo deste site está publicado sob a Licença Creative Commons Atribuição 3.0 Brasil. Para reproduzir as matérias é necessário apenas dar crédito à Agência Brasil



You are receiving this email because you subscribed to this feed at https://blogtrottr.com

If you no longer wish to receive these emails, you can unsubscribe here:
https://blogtrottr.com/unsubscribe/hPP/fnCRwS

Explore o MAXX

Notícias
Nacional

Internacional
Finanças
Política
Justiça
Segundo Caderno
Esportes


Educação
Inovação

Serviços
Barra de Ferramentas

Buscador
Previsão do Tempo
Tradutor
Viagens

Entretenimento
Cultura

Famosos
MAXX FM
Música
Sobre Rodas
Stations (Busca Rádios)

Estilo de vida
Homem

Mulher

Chat
Amizade

Encontros
Livre
Paquera
Sexo (+ 18 anos)
Webmasters
Outras salas

Fale conosco
Atendimento Virtual
Avalie-nos
E-mail

Fone Fácil
Fórum
Reclame Aqui
Redes Sociais

Copyright 2008 - 2017 © Ouni - Todos os direitos reservados.
"O uso desse website significa que você aceita os Termos de Uso e a Política de Privacidade, em especial no que tange ao uso de cookies."

Informações Importantes | Política de Privacidade | Termos de Uso

Vá para o Ouni