Síria: Conselho Segurança da ONU autoriza missão para destruição de armas químicas

11 de outubro de 2013

Internacional



Síria: Conselho Segurança da ONU autoriza missão para destruição de armas químicas
http://agenciabrasil.ebc.com.br/noticia/2013-10-11/siria-conselho-seguranca-da-onu-autoriza-missao-para-destruicao-de-armas-quimicas
Oct 11th 2013, 20:54

Da Agência Lusa
Nova York – O Conselho de Segurança das Nações Unidas autorizou hoje (11) uma missão conjunta da Organização para a Proibição das Armas Químicas (Opaq) e da ONU para supervisionar a destruição do arsenal químico da Síria.
Os 15 membros do conselho aprovaram uma carta na qual se pede formalmente à Opaq (que venceu hoje o prêmio Nobel da Paz) a criação de uma missão conjunta, proposta pelo secretário-geral, Ban Ki-moon, e que será composta por uma centena de especialistas.
A verificação e destruição do arsenal químico do regime de Bashar Al Assad será feita por meio de uma operação em três fases, que começou há alguns dias e que se espera estar concluída antes de 30 de junho de 2014.
Na quinta-feira o Conselho de Segurança já tinha apoiado a iniciativa e concordado que o aval da ONU seria dado por carta e não por meio de uma resolução, para poupar tempo.
No final de setembro o Conselho de Segurança tinha aprovado uma resolução exigindo a eliminação do arsenal químico sírio até o meio do próximo ano.



You are receiving this email because you subscribed to this feed at http://blogtrottr.com

If you no longer wish to receive these emails, you can unsubscribe here:
http://blogtrottr.com/unsubscribe/hPP/fnCRwS

15º aniversário do Centro Brasileiro de Relações Internacionais (Cebri)

Internacional



15º aniversário do Centro Brasileiro de Relações Internacionais (Cebri)
http://agenciabrasil.ebc.com.br/galeria/2013-10-11/15%C2%BA-aniversario-do-centro-brasileiro-de-relacoes-internacionais-cebri
Oct 11th 2013, 20:57

Rio de Janeiro - O ministro das Relações Exteriores, Luiz Alberto Figueiredo, fala no encontro do 15º aniversário do Centro Brasileiro de Relações Internacionais (Cebri), no Palácio da Cidade. À direita, o presidente do Cebri, embaixador Luiz Augusto de Castro NevesRio de Janeiro - O ministro das Relações Exteriores, Luiz Alberto Figueiredo, participa do encontro do 15º aniversário do Centro Brasileiro de Relações Internacionais (Cebri), no Palácio da Cidade. À direita, o presidente do Cebri, embaixador Luiz Augusto de Castro NevesRio de Janeiro - O ministro das Relações Exteriores, Luiz Alberto Figueiredo, fala no encontro do 15º aniversário do Centro Brasileiro de Relações Internacionais (Cebri), no Palácio da CidadeRio de Janeiro - O ministro das Relações Exteriores, Luiz Alberto Figueiredo, participa do encontro do 15º aniversário do Centro Brasileiro de Relações Internacionais (Cebri), no Palácio da Cidade. À direita, o presidente do Cebri, embaixador Luiz Augusto de Castro NevesRio de Janeiro - Encontro do 15º aniversário do Centro Brasileiro de Relações Internacionais (Cebri), no Palácio da Cidade. Na foto, a palestra de Vera Thorstensen, da Fundação Getúlio Vargas (FGV)



You are receiving this email because you subscribed to this feed at http://blogtrottr.com

If you no longer wish to receive these emails, you can unsubscribe here:
http://blogtrottr.com/unsubscribe/hPP/fnCRwS

Dilma defende circulação livre de mercadorias entre países do Mercosul

Internacional



Dilma defende circulação livre de mercadorias entre países do Mercosul
http://agenciabrasil.ebc.com.br/noticia/2013-10-11/dilma-defende-circulacao-livre-de-mercadorias-entre-paises-do-mercosul
Oct 11th 2013, 18:20

Paulo Victor Chagas

Repórter da Agência Brasil
Brasília - Em entrevista a emissoras de rádio do Rio Grande do Sul, a presidenta Dilma defendeu a importância do Brasil em relação aos países vizinhos, criticou as restrições à comercialização de produtos entre nações do Mercosul e respondeu sobre demandas da saúde e da mobilidade urbana no estado. "É um absurdo não termos um mercado de circulação livre", disse a presidenta, se referindo à necessidade de cooperação comercial entre os países do bloco, em especial entre Brasil, Argentina, Paraguai e Uruguai.
Ao ser questionada sobre o bloqueio do governo argentino a cerca de 1 milhão de calçados produzidos no Brasil, Dilma disse que o governo brasileiro tem adotado ações constantes e sistemáticas de negociação com a Argentina para que as demandas dos produtores sejam acatadas. "Defendemos uma norma no Mercosul para licenças de importação. Nós preferíamos que não houvesse, mas como o governo argentino não concorda, estamos pedindo prazos", disse a presidenta.
Segundo Dilma, o governo brasileiro tem manifestado posição de firme desagrado a produtos que ficam parados na alfândega esperando a autorização de exportação. A presidenta defendeu ainda, nesse quesito, que a melhor atitude a ser tomada é o diálogo, pois o comércio entre os dois países é "via de mão dupla, ganhamos nós ao exportar calçados e eles ao exportar automóveis".
A entrevista foi concedida no Aeroporto de Canoas (RS), após Dilma desembarcar na cidade por volta das 15h, e durou pouco mais de 30 minutos. Ainda sobre relações diplomáticas, a presidenta ouviu questionamento sobre o momento em que será possível aos países do Mercosul fazer de forma plena os seus objetivos. Ao responder, Dilma defendeu a consolidação do bloco e tratou da importância que o Brasil tem com relação aos outros países.
"Temos que olhar para os vizinhos, a importância do Brasil exige que tenhamos [essa] responsabilidade. Todos os países têm que ter consenso sobre uma questão para atuarmos em conjunto", disse a presidenta, acrescentando que o interesse brasileiro em garantir um mercado de circulação livre passa pela ampliação dos potenciais consumidores das produções de cada país. "Integrando-se, nos fortalecem como mercado, em vez de 200 milhões, somos 300 milhões de consumidores", exemplificou a presidenta.
As presidentas foram entrevistas por jornalistas das emissoras Guaíba, Gaúcha, Pampa e ABC 900am, de Novo Hamburgo. Na pauta da conversa, também foram apresentadas a Dilma demandas locais das cidades da região. Ao responder sobre um questionamento específico sobre a situação de dois hospitais que estão com carência de leitos, a presidenta disse que o governo está preocupado em garantir mais recursos para atendimentos de média complexidade.
"A cadeia tem de estar completa. Um problema sério no Brasil foi que concentramos durante muito tempo a emergência e a urgência no hospital", disse, acrescentando que o governo está investindo na construção de unidades de Pronto-Atendimento (UPAs) para sanar a demanda. Dilma também voltou a falar do Programa Mais Médicos como uma das ações prioritárias do governo na resolução dos problemas.
Após responder as perguntas dos locutores, a presidenta seguiu de helicóptero para Novo Hamburgo, onde cumpre agenda de inauguração de quatro creches e formatura de 1.200 alunos do Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego (Pronatec). O número de formandos foi atualizado, pois dados da prefeitura de Novo Hamburgo informavam que somente 870 estudantes receberiam o diploma.



Edição: Fábio Massalli
Todo o conteúdo deste site está publicado sob a Licença Creative Commons Atribuição 3.0 Brasil. Para reproduzir as matérias é necessário apenas dar crédito à Agência Brasil



You are receiving this email because you subscribed to this feed at http://blogtrottr.com

If you no longer wish to receive these emails, you can unsubscribe here:
http://blogtrottr.com/unsubscribe/hPP/fnCRwS

Cerca de 50 imigrantes morrem em novo naufrágio na Itália

Internacional



Cerca de 50 imigrantes morrem em novo naufrágio na Itália
http://agenciabrasil.ebc.com.br/noticia/2013-10-11/cerca-de-50-imigrantes-morrem-em-novo-naufragio-na-italia
Oct 11th 2013, 17:37

Da Agência Lusa
Roma – Cerca de 50 imigrantes, incluindo uma dezena de crianças, morreram em um novo naufrágio que ocorreu hoje (11) ao sul das ilhas de Malta e de Lampedusa, anunciou a agência italiana Ansa.
Paralelamente, cerca de 150 pessoas que se encontravam a bordo da embarcação proveniente do Norte de África foram recolhidas por um navio maltês, e mais 50 por um navio da Marinha italiana.
Um balanço anterior mencionava 12 vítimas do naufrágio. Para o local, foram enviados navios da Marinha italiana, enquanto helicópteros malteses lançaram salva-vidas à água.
Esta nova tragédia ocorreu um dia após o anúncio do fim da busca de corpos no fundo do mar na sequência do naufrágio de um barco pesqueiro em 3 de outubro, frente à costa de Lampedusa, e que segundo o último balanço provocou 328 mortos.
Fontes das equipes de socorro que participam do resgate de sobreviventes no Canal da Sicília afirmaram ter observado corpos flutuando no mar.
O naufrágio do barco, em que viajavam cerca de 250 imigrantes, foi detectado por um helicóptero maltês, e os tripulantes relataram que a embarcação foi a pique.
Na sequência do desastre de Lampedusa foi aprovado na quinta-feira, e posto em prática hoje, um dispositivo de vigilância e socorro que envolve navios da Marinha de guerra italiana, uma embarcação da Capitania do Porto da Sicília e uma patrulha e dois helicópteros de Malta, país que segundo as autoridades está trabalhando de forma coordenada com a Itália.



You are receiving this email because you subscribed to this feed at http://blogtrottr.com

If you no longer wish to receive these emails, you can unsubscribe here:
http://blogtrottr.com/unsubscribe/hPP/fnCRwS

Cristina Kirchner volta a se alimentar normalmente

Internacional



Cristina Kirchner volta a se alimentar normalmente
http://agenciabrasil.ebc.com.br/noticia/2013-10-11/cristina-kirchner-volta-se-alimentar-normalmente
Oct 11th 2013, 15:14

Monica Yanakiew

Correspondente da Agência Brasil/EBC
Buenos Aires – No quarto dia após uma operação para retirada de um coágulo no cérebro, a presidenta da Argentina, Cristina Kirchner, caminha pelo quarto no qual está internada no Hospital Universitário Fundación Favaloro.
A informação foi divulgada hoje (11) pelo porta-voz da presidência, Alfredo Scoccimaro. "Ontem ela jantou massas e hoje almoçou carne e verduras. O porta-voz não soube informar se a presidenta receberá alta no final de semana. "A decisão é dos médicos", disse.
O hospital divulgará amanhã (12) novo boletim sobre o estado de saúde da presidenta. O coágulo foi causado por uma batida na cabeça que Cristina Kirchner levou em agosto passado – mas, na época, os exames deram resultados normais. Dois meses depois, verificou-se que houve sangramento interno, que produziu um hematoma, entre a meninge e o cérebro, que teve que ser drenado.
A presidenta, segundo Scoccimaro, mandou "um beijo para todos os argentinos" e todos aqueles, de outros países, que enviaram mensagens desejando uma rápida recuperação. Entre eles, o papa Francisco – que também é argentino.


Edição: Beto Coura

Todo o conteúdo deste site está publicado sob a Licença Creative Commons Atribuição 3.0 Brasil. Para reproduzir as matérias é necessário apenas dar crédito à Agência Brasil



You are receiving this email because you subscribed to this feed at http://blogtrottr.com

If you no longer wish to receive these emails, you can unsubscribe here:
http://blogtrottr.com/unsubscribe/hPP/fnCRwS

Itamaraty quer solução rápida para o caso da brasileira presa na Rússia

Internacional



Itamaraty quer solução rápida para o caso da brasileira presa na Rússia
http://agenciabrasil.ebc.com.br/noticia/2013-10-11/itamaraty-quer-solucao-rapida-para-caso-da-brasileira-presa-na-russia
Oct 11th 2013, 09:10

Ana Cristina Campos

Repórter da Agência Brasil
Brasília – O Ministério das Relações Exteriores informou que continuará prestando toda a assistência à bióloga brasileira Ana Paula Maciel, acusada de pirataria depois de ser presa com mais 29 militantes da organização não governamental Greenpeace durante protesto contra a exploração de petróleo no Ártico. Em sua conta no Twitter, o Itamaraty disse que "não medirá esforços para buscar solução rápida para o caso."
"O Itamaraty e a Embaixada do Brasil em Moscou acompanham o caso da ativista brasileira Ana Paula Maciel desde a sua prisão na Rússia. Como resultado das gestões da diplomacia brasileira, permitiu-se que Ana Paula telefonasse para sua família hoje [ontem, 10] de manhã", informou o ministério.
Ontem (10), a presidenta Dilma Rousseff solicitou ao ministro das Relações Exteriores, Luiz Alberto Figueiredo, contato de alto nível (entre as cúpulas governamentais) com a Rússia para encontrar uma solução para o caso da brasileira.
"Determinei ao Ministério das Relações Exteriores que desse toda a assistência à brasileira Ana Paula Maciel, detida na Rússia durante protesto ambiental", escreveu Dilma, em sua conta no Twitter. "Solicitei ao ministro Figueiredo contato de alto nível com o governo russo para encontrar solução para Ana Paula", completou.
Ana Paula foi detida em Murmansk, no Norte da Rússia, no dia 18 de setembro. Os ativistas eram tripulantes do navio quebra-gelo Arctic Sunrise e estavam no local para protestar contra a estatal russa Gasprom. Os ativistas foram presos ao tentar escalar a plataforma Prirazlomnaya, que é a primeira em alto-mar na região e, segundo a organização, tem previsão para começar a operar no próximo ano.
Edição: Graça Adjuto
Todo o conteúdo deste site está publicado sob a Licença Creative Commons Atribuição 3.0 Brasil. Para reproduzir a matéria, é necessário apenas dar crédito à Agência Brasil



You are receiving this email because you subscribed to this feed at http://blogtrottr.com

If you no longer wish to receive these emails, you can unsubscribe here:
http://blogtrottr.com/unsubscribe/hPP/fnCRwS

OMS quer eliminar até 2020 termômetros e outros aparelhos que contêm mercúrio

Internacional



OMS quer eliminar até 2020 termômetros e outros aparelhos que contêm mercúrio
http://agenciabrasil.ebc.com.br/noticia/2013-10-11/oms-quer-eliminar-ate-2020-termometros-e-outros-aparelhos-que-contem-mercurio
Oct 11th 2013, 08:26

Da Agência Lusa
Genebra – A Organização Mundial da Saúde (OMS) fez hoje (11) um apelo para a eliminação progressiva até 2020 dos termômetros e aparelhos de medição da tensão que contenham mercúrio, devido aos efeitos graves na saúde pública. Em comunicado divulgado em Genebra, na Suíça, a OMS diz que o apelo é feito em conjunto com a organização Health Care without Harm.
A operação, chamada Cuidados de Saúde sem Mercúrio até 2010, foi lançada para marcar a assinatura da Convenção de Minimatat sobre o Mercúrio nessa quinta-feira.
O mercúrio e os seus diferentes componentes são "uma preocupação para a saúde pública mundial e têm vários efeitos graves", lembrou a OMS, citando uma série de problemas neurológicos, principalmente nos jovens. O mercúrio pode também ter efeitos nefastos nos rins e no sistema digestivo, acrescentou a organização.
A Convenção de Minimata autoriza a utilização de mercúrio nos termômetros apenas até o ano 2020, embora aceite algumas exceções até 2030, informou a OMS, acrescentando que as consequências do mercúrio para a saúde pública "são tão graves que tornam muito importante respeitar o prazo de 2020 fixado pela convenção".
"A assinatura da Convenção de Minimata sobre o mercúrio é um grande passo para a proteção definitiva das consequências devastadoras do mercúrio para a saúde", disse a diretora-geral da OMS, Margaret Chan. Segundo ela, o mercúrio é uma das 10 substâncias químicas que mais preocupam em relação à saúde pública. A convenção orienta os países sobre as medidas que devem ser adotadas para eliminar as formas mais nocivas de utilização do produto.
A OMS pretende ainda eliminar progressivamente os desinfetantes e produtos cosméticos que clareiam a pele e que são feitos à base de mercúrio. Além disso, quer elaborar um conjunto de medidas para eliminar a utilização do metal nos tratamentos dentários.
A Convenção de Minamata foi assinada em Kumamoto (Japão) e ficará aberta para adesões até 9 de outubro do próximo ano.



You are receiving this email because you subscribed to this feed at http://blogtrottr.com

If you no longer wish to receive these emails, you can unsubscribe here:
http://blogtrottr.com/unsubscribe/hPP/fnCRwS

Atualizada - Prêmio Nobel da Paz é da Organização para a Proibição de Armas Químicas

Internacional



Atualizada - Prêmio Nobel da Paz é da Organização para a Proibição de Armas Químicas
http://agenciabrasil.ebc.com.br/noticia/2013-10-11/atualizada-premio-nobel-da-paz-e-da-organizacao-para-proibicao-de-armas-quimicas
Oct 11th 2013, 06:35

Da Agência Brasil*
Brasília - O Prêmio Nobel da Paz foi concedido à Organização para a Proibição de Armas Químicas (Opaq) pelo trabalho na eliminação dessas armas, anunciou hoje (11) o Comitê do Nobel na Noruega. A Opaq é sediada em Haia (Holanda).
Criada em 1977 pelos países países que já participavam da Convenção de Armas Químicas, a Opaq é uma organização internacional independente e trabalha em cooperação com as Nações Unidas. Todos os países participam da organização, com exceção de Angola, da Coreia do Norte, do Egito, da Somália e Síria. O brasileiro José Maurício Bustani foi dirigente da Opaq desde o ano da fundação até 2002.
De acordo com o comunicado oficial, "por meio da atribuição do prêmio, o comitê pretende contribuir para a eliminação das armas químicas" no mundo. "Os recentes acontecimentos na Síria, onde voltaram a ser usadas armas químicas, tornaram evidente a necessidade de aumentar os esforços para eliminar essas armas", afirmou Thorbjorn Jagland, secretário do Comitê do Nobel.
Na nota, a instituição lembra que o desarmamento era uma das principais preocupações do criador do prêmio, o químico e industrial sueco Alfred Nobel (1833-1896) e que isso se refletiu na escolha de vários premiados.
Durante a 1ª Guerra Mundial, as armas químicas foram largamente usadas. A Convenção de Genebra de 1925 proibiu o uso, mas não a produção ou o armazenamento desse tipo de armamento. Na 2ª Guerra Mundial, as armas químicas foram a escolha de Adolf Hitler para os campos de extermínio.
Ao longo da história, essas armas têm sido usadas, em diferentes ocasiões, por Estados e terroristas. Em 1992-1993 foi definida uma convenção de proibição que incluiu a produção e o armazenamento. Ela entrou em vigor em 1997. A Opaq tem, por meio de inspeções, da destruição de armas e de outros meios, procurado implementar a convenção, assinada por 189 países.
A guerra civil na Síria, onde os peritos estimam a existência de cerca de mil toneladas de gás sarin e mostarda e outras armas químicas, veio reforçar a necessidade do trabalho de erradicação dessas armas. O conflito começou há dois anos e meio, depois de um protesto pacífico, reprimido de forma violenta, que se transformou em guerra civil para derrubar o regime de Bashar Al Assad. O conflito já deixou mais de 115 mil mortos e 6 milhões de refugiados, de acordo com dados da Organização das Nações Unidas.
O Prêmio Nobel da Paz é o único atribuído fora de Estocolmo, de acordo com a decisão de Alfred Nobel, já que na época a Noruega integrava o Reino da Suécia.
A entrega do Nobel é feita em duas cerimônias paralelas no dia 10 de dezembro - uma em Oslo para o da Paz e em Estocolmo para os demais. O dia 10 de dezembro é aniversário da morte do criador do prêmio.
*Com informações da Agência Lusa
Edição: Graça Adjuto



You are receiving this email because you subscribed to this feed at http://blogtrottr.com

If you no longer wish to receive these emails, you can unsubscribe here:
http://blogtrottr.com/unsubscribe/hPP/fnCRwS

Obama diz que teve "boa reunião" com republicanos, mas impasse continua

Internacional



Obama diz que teve "boa reunião" com republicanos, mas impasse continua
http://agenciabrasil.ebc.com.br/noticia/2013-10-11/obama-diz-que-teve-boa-reuniao-com-republicanos-mas-impasse-continua
Oct 11th 2013, 05:36

Da Agência Lusa
Washington – O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, teve nessa quinta-feira "uma boa reunião" com os líderes republicanos da Câmara dos Representantes sobre o aumento do limite da dívida, mas não se pronunciou sobre a proposta da oposição, informou a Casa Branca.
"Depois de uma discussão sobre caminhos possíveis para avançar, não se tomou uma decisão específica. O presidente espera continuar a fazer progressos continuados com membros dos dois partidos", acrescentou a Presidência norte-americana, em comunicado, ao final de uma reunião com negociadores republicanos.
Os líderes apresentaram um plano para elevar temporariamente, durante seis semanas, a partir de 17 de outubro, o limite da dívida, período durante o qual será negociada a reabertura dos serviços federais e a redução do déficit.



You are receiving this email because you subscribed to this feed at http://blogtrottr.com

If you no longer wish to receive these emails, you can unsubscribe here:
http://blogtrottr.com/unsubscribe/hPP/fnCRwS

Explore o MAXX

Notícias
Nacional

Internacional
Finanças
Política
Justiça
Segundo Caderno
Esportes


Educação
Inovação

Serviços
Barra de Ferramentas

Buscador
Previsão do Tempo
Tradutor
Viagens

Entretenimento
Cultura

Famosos
MAXX FM
Música
Sobre Rodas
Stations (Busca Rádios)

Estilo de vida
Homem

Mulher

Chat
Amizade

Encontros
Livre
Paquera
Sexo (+ 18 anos)
Webmasters
Outras salas

Fale conosco
Atendimento Virtual
Avalie-nos
E-mail

Fone Fácil
Fórum
Reclame Aqui
Redes Sociais

Copyright 2008 - 2017 © Ouni - Todos os direitos reservados.
"O uso desse website significa que você aceita os Termos de Uso e a Política de Privacidade, em especial no que tange ao uso de cookies."

Informações Importantes | Política de Privacidade | Termos de Uso

Vá para o Ouni