Alto índice de polônio levanta suspeita de assassinato de Arafat

7 de novembro de 2013

Internacional



Alto índice de polônio levanta suspeita de assassinato de Arafat
http://agenciabrasil.ebc.com.br/noticia/2013-11-07/alto-indice-de-polonio-levanta-suspeita-de-assassinato-de-arafat
Nov 7th 2013, 18:03

Da Agência Lusa
Lausanne (Suiça) – Especialistas suíços consideraram hoje (7) que as doses de polônio detectadas nos restos mortais do líder da Organização de Libertação da Palestina (OLP), Yasser Arafat, "sugerem de forma incontestável a intervenção de terceiros". Israel voltou a rejeitar qualquer envolvimento na morte do líder palestino.
Os peritos que efetuaram as análises referem ter detectado doses 20 vezes superiores ao tolerável pelo corpo humano. "Isso sugere de forma incontestável a intervenção de um terceiro", declarou o professor François Bochud, diretor do Instituto de Radiofísica Aplicada, em entrevista à imprensa.
"Os nossos resultados confirmam de forma razoável a tese de envenenamento", acrescentou Bochud. No entanto, o diretor do instituto reconheceu que as conclusões científicas podem ser contestadas. "Não podemos dizer que o polônio foi a causa da morte" de Arafat, sublinhou François Bochud. "Mas não o podemos excluir", acrescentou, ao recordar que as recentes análises ocorrem quase nove anos após a morte do dirigente palestino.
Ao mesmo tempo, as autoridades israelenses voltaram a rejeitar qualquer envolvimento na morte de Arafat, um dia após a divulgação de um relatório médico suíço que reforça a tese do envenenamento com polônio. As causas da morte de Arafat, em 11 de novembro de 2004, no Hospital Militar Percy de Clamart - arredores de Paris - não foram elucidadas e numerosos palestinos mantém a suspeita de um envolvimento de Israel.





You are receiving this email because you subscribed to this feed at https://blogtrottr.com

If you no longer wish to receive these emails, you can unsubscribe here:
https://blogtrottr.com/unsubscribe/hPP/fnCRwS

EUA anunciam ajuda financeira à Palestina em visita de Kerry

Internacional



EUA anunciam ajuda financeira à Palestina em visita de Kerry
http://agenciabrasil.ebc.com.br/noticia/2013-11-07/eua-anunciam-ajuda-financeira-palestina-em-visita-de-kerry
Nov 7th 2013, 10:05

Da Agência Brasil*
Brasília - Os Estados Unidos anunciaram a concessão de US$ 75 milhões (aproximadamente R$ 170,8 milhões) à Palestina para projetos de infraestrutura. Essa quantia se soma aos US$ 25 milhões (R$ 56,9 milhões) concedidos anteriormente. O anúncio do aporte foi feito pelo secretário de Estado norte-americano, John Kerry, que está no Oriente Médio para uma viagem de nove dias a fim de revisar as negociações de paz entre Israel e Palestina, que se deterioraram depois de os israelenses terem retomado a construção de assentamentos em território palestino. Kerry chegou de Israel, ontem (7), em Belém, na Cisjordânia.
De acordo com o secretário de Estado, os Estados Unidos buscam a solução da crise entre Israel e Palestina com base num acordo bilateral. Ele pediu que ambas as partes acelerem o processo de negociação. Diplomatas americanos deverão se encontrar com o presidente palestino, Mahmoud Abbas, para tentar fazer com que as negociações avancem.
Representantes palestinos argumentam que as negociações não avançaram porque Israel continuou anunciando a construção de assentamentos na Cisjordânia e em Jerusalém Oriental – áreas palestinas. Eles fizeram manifestações com banners, que traziam a frase: "Morte à solução de dois Estados", em referência ao projeto do estabelecimento de dois Estados, Israel e Palestina, no território em conflito atualmente. Na Faixa de Gaza, o Hamas criticou a visita de Kerry e disse que o secretário não era bem-vindo à Palestina.
Ontem, Jonh Kerry informou que, para os Estados Unidos, os assentamentos israelenses não são legítimos. "Gostaria de enfatizar a posição dos Estados Unidos, que é a de que consideramos agora, assim como sempre consideramos, ilegítimos esses assentamentos", explicou o secretário de Estado, após uma reunião com Mahmoud Abbas, na Cisjordânia. Segundo ele, o presidente palestino demonstrou estar disposto a fazer concessões e assumir compromissos em nome da paz na região.
*Com informações da agência de notícias da China, Xinhua
Edição: Talita Cavalcante



You are receiving this email because you subscribed to this feed at https://blogtrottr.com

If you no longer wish to receive these emails, you can unsubscribe here:
https://blogtrottr.com/unsubscribe/hPP/fnCRwS

Lei que permite casamento entre homossexuais entra em vigor na Austrália

Internacional



Lei que permite casamento entre homossexuais entra em vigor na Austrália
http://agenciabrasil.ebc.com.br/noticia/2013-11-07/lei-que-permite-casamento-entre-homossexuais-entra-em-vigor-na-australia
Nov 7th 2013, 09:28

Da Agência Brasil*
Brasília - A lei que regula o casamento entre pessoas do mesmo sexo entrou hoje (7) em vigor no Território da Capital Australiana (ACT, sigla em inglês). Essa é a primeira legislação que permite esse tipo de união no país. As uniões civis entre pessoas do mesmo sexo são autorizadas na maioria dos estados australianos, mas o casamento rege-se pela lei federal, que limita a união de um homem com uma mulher. A Austrália tem seis estados e dois territórios. Estados vizinhos ao território da capital, Canberra, informaram que impugnarão a lei.
Os primeiros casamentos poderão ser celebrados entre os dias 7 e 8 de dezembro, dado que a lei obriga a que os casais de pessoas do mesmo sexo informem as autoridades responsáveis, com um mês de antecedência, a intenção de se casar. O mesmo é exigido a casais heterossexuais.
Apesar de a lei entrar em vigor nesta quinta-feira, a celebração dos casamentos ainda é uma incógnita porque o governo impugnou a legalidade da medida no Tribunal Superior do país, que analisará o caso nos dias 3 e 4 de dezembro. O governo da Austrália, liderado pelo primeiro-ministro conservador Tony Abbott, argumenta que a lei específica dos casamentos no território da capital contraria a lei nacional dos matrimônios.
A nova legislação, aprovada em 22 de outubro, abre caminho para que seja adotada em outros estados e territórios da Austrália. A legalização dos casamentos entre pessoas do mesmo sexo foi recusada em setembro pelo parlamento federal.
*Com informações da Agência Lusa
Edição: Talita Cavalcante



You are receiving this email because you subscribed to this feed at https://blogtrottr.com

If you no longer wish to receive these emails, you can unsubscribe here:
https://blogtrottr.com/unsubscribe/hPP/fnCRwS

Engenheiros nucleares começam a retirar placas de combustível de Fukushima este mês

Internacional



Engenheiros nucleares começam a retirar placas de combustível de Fukushima este mês
http://agenciabrasil.ebc.com.br/noticia/2013-11-07/engenheiros-nucleares-comecam-retirar-placas-de-combustivel-de-fukushima-este-mes
Nov 7th 2013, 08:55

Da Agência Brasil
Brasília - Os engenheiros nucleares japoneses estão prontos para iniciar a retirada das placas de combustível de urânio e de plutônio do tanque do Reator 4 da central da usina nuclear de Fukushima, no Nordeste do Japão. Essa é considerada a operação mais difícil e perigosa desde o acidente no complexo em 2011, causado por um terremoto seguido de tsunami.
A operadora da central Tokyo Electric Power (Tepco) começa neste mês a retirada das placas de combustível, uma operação desafiadora em termos técnicos. Essa operação testará também a capacidade de gestão da usina após meses de contratempo, falhas e vazamentos.
Os peritos argumentam que, apesar de arriscada, a medida é necessária para o desmantelamento da central. Mais de 1,5 mil placas de combustível, incluindo 200 novas, serão retiradas do tanque e transportadas para um outro edifício a cerca de 100 metros da atual localização.
O Reator 4 da central não estava em funcionamento no momento do desastre, mas o hidrogênio liberado do Reator 3 depois da explosão provocou danos na cobertura do edifício, deixando o material exposto a tempestades e outros desastres ou fenômenos naturais. Segundo a Tepco, não foram encontrados estragos no Reator 4, mas a empresa continuará acompanhando a situação com o objetivo de detectar qualquer problema.
*Com informações da Lusa
Todo o conteúdo deste site está publicado sob a Licença Creative Commons Atribuição 3.0 Brasil. Para reproduzir as matérias, é necessário apenas dar crédito à Agência Brasil



You are receiving this email because you subscribed to this feed at https://blogtrottr.com

If you no longer wish to receive these emails, you can unsubscribe here:
https://blogtrottr.com/unsubscribe/hPP/fnCRwS

Conselho do Vaticano para a Família defende aliança com outras religiões

Internacional



Conselho do Vaticano para a Família defende aliança com outras religiões
http://agenciabrasil.ebc.com.br/noticia/2013-11-07/conselho-do-vaticano-para-familia-defende-alianca-com-outras-religioes
Nov 7th 2013, 07:49

Da Agência Brasil*
São Paulo - O presidente do Pontifício Conselho para a Família, do Vaticano, dom Vicenzo Paglia, defendeu a aliança da Igreja Católica com outras religiões, em busca de soluções para lidar com a desagregação das famílias. "A Igreja terá de encontrar aliados, como os cristãos, em outras religiões e representantes da cultura. O tema diz respeito a toda a humanidade", afirmou Paglia, em entrevista em São Paulo, ao lado do arcebispo local, dom Odilo Scherer.
Paglia ressaltou que a aliança feita com outras religiões para discutir o tema envolve principalmente os cristãos. Ele informou que, no próximo dia 13, o Pontifício Conselho da Família terá um diálogo com representantes da Igreja Ortodoxa Russa.
O arcebispo italiano viajou ao Brasil para levar ajuda financeira do Vaticano destinada à construção de uma casa de atendimento a crianças filhas de dependentes químicos, em Salvador, na Bahia. O valor do auxílio ultrapassa os US$ 100 mil.
Vicenzo Paglia encontrou-se com representantes da Igreja em São Paulo e, ainda nesta semana, viajará a Aparecida, no interior do estado, onde fica o santuário da padroeira do Brasil.
Na entrevista, ele comentou o questionário de 39 perguntas divulgado terça-feira ((5) pelo Vaticano, como preparação para o Sínodo dos Bispos, que terá a família como tema central e que ocorrerá de 5 a 19 de outubro de 2014.
Segundo o arcebispo, o questionário ajudará a formar uma "fotografia" da realidade, para que a Igreja possa entendê-la. Paglia disse esperar "mudanças" de procedimento após o sínodo, mas defendeu a noção tradicional de família, com pai, mãe e filhos. "Se tudo for considerado família, então nada será família", acrescentou.
O presidente do Pontifício Conselho para a Família lembrou que, atualmente, o individualismo tornou "a satisfação pessoal mais importante do que o bem comum" e que a "exaltação do eu destroi a cultura da comunidade". Segundo ele, somado às dificuldades econômicas, torna-se um desafio para a Igreja mostrar a família como "valor atraente". "É mais fácil ficar sozinho do que criar uma família. Está em crise o casamento religioso, mas também o civil e a união de fato", frisou.
Segundo Paglia, a discussão durante o sínodo não tratará de assuntos abstratos, mas sim concretos e pastorais, como a participação de casais divorciados na Igreja, de idosos abandonados pelas famílias, crianças não educadas e famílias com só um filho.
Atualmente, os divorciados podem participar de pastorais, mas não podem, por exemplo, participar de sacramentos como a Eucaristia.
*Com informações da Agência Lusa
Edição: Graça Adjuto



You are receiving this email because you subscribed to this feed at https://blogtrottr.com

If you no longer wish to receive these emails, you can unsubscribe here:
https://blogtrottr.com/unsubscribe/hPP/fnCRwS

Sociedade colombiana tem dificuldade em aceitar participação política das Farc

Internacional



Sociedade colombiana tem dificuldade em aceitar participação política das Farc
http://agenciabrasil.ebc.com.br/noticia/2013-11-07/sociedade-colombiana-tem-dificuldade-em-aceitar-participacao-politica-das-farc
Nov 7th 2013, 06:53

Leandra Felipe

Correspondente da Agência Brasil/EBC
Bogotá - A população colombiana mostrou rejeição à notícia de que as Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc) poderiam, no futuro, formar um partido político caso abandonem as armas.
Após o anúncio, nessa quarta-feira (6), de que os negociadores da guerrilha e do governo conseguiram chegar a um acordo parcial sobre a participação política do grupo, as manifestações nas redes sociais e conversas nas ruas da capital colombiana mostraram tendência contrária à participação política das Farc.
Embora o governo e a guerrilha tenham somente sinalizado com essa possibilidade, uma vez que o tema deverá ser discutido a fundo nas próximas rodadas de negociação, internautas opinaram, no Twitter, de maneira negativa sobre o acordo parcialmente fechado.
"Terrorista agora vai poder ser presidente", postou um usuário da rede. O tema foi um dos mais comentados no microblog. Em Bogotá, a maioria das pessoas ouvidas pela Agência Brasil também se mostrou descontente com o acordo.
O vendedor de flores José Jaime disse que não concorda com a possibilidade de que as Farc tenham representantes políticos. "Depois de tudo o que fizeram, agora eles vão poder participar das decisões do país? Isso é um absurdo"!.
Segundo a professora María Amparo, apesar de desejar a paz e de acreditar que o caminho seria a conciliação política, a população não gostaria que isso acontecesse porque deixou de acreditar nas Farc. "Muitos de nós eram favoráveis à causa defendida pela guerrilha, mas com tantos anos com essa guerra acabamos perdendo a fé no que eles defendiam", explicou.
A classe política do país também se manifestou. No Congresso, o senador Iván Cepeda, um dos apoiadores da negociação, disse que o acordo é "um passo fundamental para a paz e um duro golpe aos inimigos do fim do conflito".
Cepeda é filho de Manuel Cepeda Vargas, jornalista e político colombiano que fez parte da União Patriótica, partido de esquerda fundado em 1985 por ex-guerrilheiros de movimentos insurgentes. Cepeda Vargas foi assassinado em agosto de 1994. A morte dele e a de mais 129 líderes no país são atribuídas à ação de grupos paramilitares colombianos de extrema direita.
Entre os políticos que criticam o processo, um dos mais eloquentes é o ex-presidente Álvaro Uribe. No Twitter e em entrevistas concedidas a emissoras de rádio colombianas, ele disse que "a Colômbia é a única democracia que aceita negociar com o terrorismo".
O presidente Juan Manuel Santos e o negociador-chefe das Farc em Havana, Iván Márquez, também deram declarações em defesa do acordo de participação política.
Após falar da necessidade de promover a "abertura democrática no país" depois de encerrado o ciclo de negociação em Havana (Cuba), Márquez usou o Twitter e escreveu vários posts sobre o tema. Para ele, a primeira mudança deverá ocorrer na mentalidade das pessoas.

"O primeiro item que temos que resolver em nossa pátria é que se respeite o direito à vida, à diferença, à opção política e à não estigmatização", postou no Twitter.
Márquez demonstrou preocupação com as garantias de segurança que as Farc terão após deixar as armas, para exercer o papel de oposição, evitando que casos como os da União Patriótica voltem a ocorrer. "Que se possa debater as ideias sem o temor de ser assassinado, desaparecido ou criminalizado", destacou.
Em pronunciamento em cadeia nacional de rádio e televisão na noite dessa quinta-feira, o presidente colombiano disse entender a impaciência e o ceticismo de algumas pessoas. "Sou o primeiro impaciente, mas temos que entender que a paz não se faz com inimigos", defendeu.
Em tom ponderado, ele informou que as operações militares continuam e que o futuro político da guerrilha e todos os compromissos firmados no segundo ponto de negociação só serão definidos após o término do conflito. "Tudo se aplicará somente se alcançarmos um acordo que inclua o abandono das armas, a desmobilização e a reincorporação das Farc à vida civil", explicou o presidente.
Para especialistas consultados pela Agência Brasil, o governo e as Farc terão muito trabalho para "convencer a sociedade" das mudanças que estão sendo propostas em Havana.
A analista política Beatriz Miranda, da Universidade Externado de Colômbia, acredita que a população tem dificuldade de aceitar e "enxergar" as Farc como um partido político, por causa da imagem negativa da guerrilha. Na sua opinião, essa imagem foi construída não só pelas ações do próprio grupo, mas também pela cobertura do tema pela mídia.
"Por um lado, as Farc vincularam-se ao narcotráfico e praticaram crimes contra a população civil, como o recrutamento de crianças e sequestros. De certo modo, isso traiu a confiança das pessoas nas causas defendidas inicialmente pelo grupo. Além disso, a mídia comercial e a campanha militar dos governos nos últimos anos reforçaram a imagem negativa", avaliou.
Brasileira radicada na Colômbia, ela acredita que as Farc e o governo devem realizar uma ampla campanha para conscientizar a população. "Até então, o processo em si e os ganhos que virão com a pluralidade política são conhecidos somente por um grupo restrito de acadêmicos e políticos. É importante que, juntamente com a negociação de paz, a sociedade receba informação adequada", acrescentou.
Edição: Graça Adjuto
Todo o conteúdo deste site está publicado sob a Licença Creative Commons Atribuição 3.0 Brasil. Para reproduzir as matérias, é necessário apenas dar crédito à Agência Brasil



You are receiving this email because you subscribed to this feed at https://blogtrottr.com

If you no longer wish to receive these emails, you can unsubscribe here:
https://blogtrottr.com/unsubscribe/hPP/fnCRwS

Comércio entre Cuba e UE aumentou 8% entre janeiro e agosto

Internacional



Comércio entre Cuba e UE aumentou 8% entre janeiro e agosto
http://agenciabrasil.ebc.com.br/noticia/2013-11-07/comercio-entre-cuba-e-ue-aumentou-8-entre-janeiro-e-agosto
Nov 7th 2013, 08:06

Da Agência Brasil*
Havana – O comércio bilateral entre Cuba e a União Europeia (UE) cresceu 8% entre janeiro e agosto deste ano, informou nessa quarta-feira a Câmara de Comércio da ilha.
As importações cubanas dos países do bloco europeu aumentaram 20% enquanto as exportações de Havana caíram 12%, explicou o secretário-geral da Câmara de Comércio de Cuba, Omar Fernández, na 31.ª Feira Internacional de Havana.
As trocas comerciais da ilha com os 28 países da UE em 2011 alcançaram US$ 4.061 milhões, de acordo com os últimos dados publicados pelo Departamento de Estatísticas e Informação de Cuba.
*Com informações da Agência Lusa
Edição: Graça Adjuto



You are receiving this email because you subscribed to this feed at https://blogtrottr.com

If you no longer wish to receive these emails, you can unsubscribe here:
https://blogtrottr.com/unsubscribe/hPP/fnCRwS

Brasil fecha acordo para exportar R$ 4 bilhões em milho à China

Internacional



Brasil fecha acordo para exportar R$ 4 bilhões em milho à China
http://agenciabrasil.ebc.com.br/noticia/2013-11-06/brasil-fecha-acordo-para-exportar-r-4-bilhoes-em-milho-china
Nov 6th 2013, 21:55

Paulo Victor Chagas

Repórter da Agência Brasil
Brasília - O vice-presidente Michel Temer e o ministro da Agricultura, Antônio Andrade, assinaram hoje (6) um acordo com a China para a exportação de milho. Com o acordo, o Brasil vai vender o equivalente a R$ 4 bilhões do grão para o país asiático. Temer e sua comitiva participam no país de eventos oficiais e reuniões com empresários brasileiros e chineses.
"O protocolo que assinamos hoje amplia o leque de produtos de alta qualidade e de preço competitivo que o Brasil pode propiciar à China", disse o vice-presidente, comemorando a parceria com os chineses. A decisão foi tomada durante sessão plenária da Comissão Sino-Brasileira de Alto Nível de Concertação e Cooperação (Cosban), instância política de mais alto nível de diálogo regular entre os dois países.
A ampliação do agronegócio brasileiro para a China foi um dos principais assuntos da terceira reunião da Cosban. Em discurso após o encontro, o vice-presidente disse que recebeu das autoridades chinesas a indicação de que o processo de suspensão de embargo da carne bovina brasileira será concluído.



"Por isso, acordamos com as autoridades chinesas a mais rápida realização de visitas técnicas também com vistas à habilitação de novos estabelecimento exportadoras de carnes bovinas, suínas e de aves", disse.
A partir do acordo, o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) vai emitir um Certificado Fitossanitário para amparar as exportações a serem feitas. De acordo com o Mapa, a China vem importando volumes crescentes do cereal nos últimos anos e o Brasil tem perspectivas de se tornar um dos maiores fornecedores de milho para a China. "No ano passado, as exportações brasileiras do produto foram 19,8 milhões de toneladas", informa o ministério em nota.
Ainda segundo o Mapa, um grupo de trabalho (GT) será criado para tratar de biotecnologia agrícola e biossegurança, "o que facilita os entendimentos entre o Mapa e as autoridades chinesas nas questões envolvendo produtos geneticamente modificados". O vice-presidente disse que o GT vai facilitar atividades como a habilitação de novos tipos de sementes.
Temer, que foi escolhido pela presidenta Dilma Rousseff para representar o Brasil nas questões comerciais com outros países, tem também a missão de atrair investimentos chineses em empresas brasileiras. Segundo ele, os brasileiros receberam com "grande agrado [a notícia] do interesse da China em investimentos na área de energia e toda infraestrutura".
Em entrevista à Agência Brasil antes de embarcar, o vice-presidente disse que o fato de as estatais chinesas CNPC e Cnooc participarem do consórcio que venceu a licitação para explorar o petróleo do Campo de Libra significa abertura para que outras empresas venham para o Brasil.
"Temos projetos de infraestrutura extraordinários. Basta dizer que vamos ter 7.500 quilômetros de rodovias que queremos duplicar, ferrovias, especialmente na questão do trem-bala, e sabemos que a China é um dos principais países onde se desenvolveu a tecnologia dos trens de alta velocidade, e temos aeroportos, que vamos conceder à iniciativa privada", disse na ocasião, acrescentando que a preocupação de investidores com a burocratização dos contratos brasileiros será superada.
O novo diretor da Empresa de Planejamento e Logística (EPL), Paulo Sérgio Oliveira Passos, acompanha o vice-presidente na comitiva. Passos foi ministro dos Transportes e deve assumir a presidência da empresa em breve. Segundo a EPL, este é o maior programa de investimentos em logística no Brasil, por meio do qual 7 mil quilômetros de rodovias e 10 mil quilômetros de linhas férreas devem ser concedidos ao setor privado.
Durante a visita, Temer participou ontem (5) do Fórum para a Cooperação Econômica e Comercial entre a China e os Países de Língua Portuguesa, em Macau, região que ficou sob domínio de Portugal durante mais de 400 anos.
"Faço votos para que a meta a que nos propomos de elevar nossas trocas comerciais para US$ 160 bilhões até 2016 seja atingida de forma exitosa", disse na ocasião a representantes de Portugal, Angola, Moçambique, Guiné-Bissau, Timor Leste e Cabo Verde.
Amanhã, Temer será recebido em Pequim pelo presidente chinês Xi Jinping. Na capital chinesa, o vice-presidente se encontra com um grupo de empresários brasileiros e chineses. Além de Antônio Andrade, os ministros da Ciência e Tecnologia, Marco Antônio Raupp; da Secretaria de Aviação Civil, Wellington Moreira Franco, e os secretários executivos do Desenvolvimento Indústria e Comércio Exterior, Ricardo Schaefer, e de Minas e Energia, Márcio Zimmermann, participam da comitiva do vice-presidente.

Edição: Fábio Massalli
Todo o conteúdo deste site está publicado sob a Licença Creative Commons Atribuição 3.0 Brasil. Para reproduzir as matérias, é necessário apenas dar crédito à Agência Brasil





You are receiving this email because you subscribed to this feed at https://blogtrottr.com

If you no longer wish to receive these emails, you can unsubscribe here:
https://blogtrottr.com/unsubscribe/hPP/fnCRwS

ONU respalda acordo sobre participação política das Farc

Internacional



ONU respalda acordo sobre participação política das Farc
http://agenciabrasil.ebc.com.br/noticia/2013-11-06/onu-respalda-acordo-sobre-participacao-politica-das-farc
Nov 6th 2013, 21:53


Leandra Felipe

Correspondente da Agência Brasil/EBC
Bogotá - A Organização das Nações Unidas (ONU) respaldou hoje (6) os negociadores de paz do governo colombiano e das Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc), que anunciaram um acordo parcial sobre a participação política das Farc após a conclusão das negociações que levem ao fim do conflito.
O coordenador humanitário da ONU na Colômbia, Fabrizio Hochschild, felicitou a mesa negociadora pelo avanço conquistado. "O importante é dar continuidade aos diálogos pela paz a fim de acabar com o sofrimento cotidiano e outras graves consequências humanitárias que a Colômbia vive [em decorrência do conflito]", destaca o comunicado enviado à delegação de negociadores e à imprensa.
Hochschild acrescentou que a ONU reitera sua plena disposição em seguir apoiando o processo de paz no país. A entidade tem participado do processo organizando fóruns para a discussão de cada um dos temas que vem sendo analisados em Havana.
As Nações Unidas também destacaram ser importante a possibilidade de que as Farc tenham acesso aos meios de comunicação, como relatado no documento divulgado hoje pelos participantes da negociação.
Ainda esta noite, o presidente da República, Juan Manuel Santos, deverá se pronunciar, em cadeia nacional de rádio e TV, sobre o acordo parcial, em torno da participação política, celebrado hoje.


Edição: Aécio Amado
Todo o conteúdo deste site está publicado sob a Licença Creative Commons Atribuição 3.0 Brasil. É necessário apenas dar crédito à Agência Brasil





You are receiving this email because you subscribed to this feed at https://blogtrottr.com

If you no longer wish to receive these emails, you can unsubscribe here:
https://blogtrottr.com/unsubscribe/hPP/fnCRwS

Venezuela apoia proposta do Brasil e da Alemanha sobre espionagem dos Estados Unidos

Internacional



Venezuela apoia proposta do Brasil e da Alemanha sobre espionagem dos Estados Unidos
http://agenciabrasil.ebc.com.br/noticia/2013-11-06/venezuela-apoia-proposta-do-brasil-e-da-alemanha-sobre-espionagem-dos-estados-unidos
Nov 6th 2013, 19:23


Leandra Felipe*

Correspondente da Agência Brasil/EBC
Bogotá - O presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, anunciou hoje (6) apoio à proposta que trata da espionagem eletrônica feita pelos Estados Unidos, apresentada como resolução pelo Brasil e pela Alemanha na Organização das Nações Unidas (ONU) na última sexta-feira (1º).



"Queremos anunciar os respaldos aos presidentes do Brasil e da Alemanha para que a ONU possa debater e tomar medidas contra a espionagem dos países, por parte das agências de inteligência dos Estados Unidos", declarou Maduro, durante um pronunciamento transmitido em cadeia nacional de rádio e TV.



Maduro informou ainda que conversou sobre o assunto com líderes de países-membros da Aliança Bolivariana para os Povos de Nossa América. "Vamos emitir um pronunciamento nesse sentido", disse.

*Com informações da Tv Multiestatal Telesur
Edição: Aécio Amado
Todo o conteúdo deste site está publicado sob a Licença Creative Commons Atribuição 3.0 Brasil. É necessário apenas dar crédito à Agência Brasil



You are receiving this email because you subscribed to this feed at https://blogtrottr.com

If you no longer wish to receive these emails, you can unsubscribe here:
https://blogtrottr.com/unsubscribe/hPP/fnCRwS

Maduro anuncia medidas para enfrentar crise econômica na Venezuela

Internacional



Maduro anuncia medidas para enfrentar crise econômica na Venezuela
http://agenciabrasil.ebc.com.br/noticia/2013-11-06/maduro-anuncia-medidas-para-enfrentar-crise-economica-na-venezuela
Nov 6th 2013, 23:23


Leandra Felipe*

Correspondente da Agência Brasil/EBC
Bogotá - O governo de Nicolás Maduro divulgou hoje (6) seis medidas para enfrentar os problemas econômicos na Venezuela. Entre elas estão o controle de preços e do câmbio; liberação de recursos para o setor produtivo; criação de uma corporação para transporte de produtos; operações cívico-militares para fiscalizar a especulação financeira; e programas para promover a poupança.
"Decidimos propor uma ofensiva para combater a crise econômica por meio de mudanças na política e em órgãos do governo, assim como a criação de mecanismos para equilibrar a economia real", anunciou Maduro em um pronunciamento em cadeia nacional de rádio e TV.
O sistema de fixação de preços "justos e máximos" para todos os produtos definirá os valores que poderão ser utilizados pelo comércio. A obediência aos preços será fiscalizada pela própria população e forças militares do país, por meio das operações cívico-militares.
"Vamos até o último canto deste país para ver o preço. Será uma grande operação de equilíbrio, e tenho poderes econômicos definidos. Com a Lei Habilitante, esse processo será mais fácil", destacou Maduro. Segundo ele, para fiscalizar os preços, os estabelecimentos comerciais serão inspecionados, especialmente aqueles que se dedicam à venda de produtos têxteis, calçados, eletrodomésticos e veículos.
O presidente venezuelano também anunciou que será criado o Fundo de Compensação e Estabilização para a proteção dos preços, bens e produtos de consumo prioritário, como alimentação.
O maior controle de câmbio será feito, segundo Maduro, com a criação de um Centro Nacional de Comércio Exterior, órgão que deverá dirigir a atual política de administração de divisas. Um Pressuposto Nacional em Divisas do Estado Venezuelano, segundo ele, vai "otimizar os investimentos dos dólares que pertencem ao país".
Com relação aos incentivos ao setor produtivo, o presidente prometeu impulsionar as empresas que invistam no mercado nacional e injetar recursos para garantir o seu funcionamento. "Aprovei todos os recursos para garantir o investimento em bolívares e em dólares, especialmente para sustentar o abastecimento alimentício e de bens fundamentais, para novembro e dezembro e primeiro semestre de 2014", disse.
A Corporação Nacional de Serviço, Logística e Transporte, de acordo com Maduro, representará um novo sistema para garantir o abastecimento. Com esse objetivo, disse, que pediu uma frota de 5 mil caminhões para o Brasil e a China.
Por último, o governo prometeu premiar a incentivar a poupança no país. "Isso temos que coordenar para buscar ações especiais que possam estimular o regresso de capital e divisas à Venezuela", explicou.

*Com informações da Agência Venezuelana de Notícias (AVN)

Edição: Aécio Amado
Todo o conteúdo deste site está publicado sob a Licença Creative Commons Atribuição 3.0 Brasil. É necessário apenas dar crédito à Agência Brasil





You are receiving this email because you subscribed to this feed at https://blogtrottr.com

If you no longer wish to receive these emails, you can unsubscribe here:
https://blogtrottr.com/unsubscribe/hPP/fnCRwS

Explore o MAXX

Notícias
Nacional

Internacional
Finanças
Política
Justiça
Segundo Caderno
Esportes


Educação
Inovação

Serviços
Barra de Ferramentas

Buscador
Previsão do Tempo
Tradutor
Viagens

Entretenimento
Cultura

Famosos
MAXX FM
Música
Sobre Rodas
Stations (Busca Rádios)

Estilo de vida
Homem

Mulher

Chat
Amizade

Encontros
Livre
Paquera
Sexo (+ 18 anos)
Webmasters
Outras salas

Fale conosco
Atendimento Virtual
Avalie-nos
E-mail

Fone Fácil
Fórum
Reclame Aqui
Redes Sociais

Copyright 2008 - 2017 © Ouni - Todos os direitos reservados.
"O uso desse website significa que você aceita os Termos de Uso e a Política de Privacidade, em especial no que tange ao uso de cookies."

Informações Importantes | Política de Privacidade | Termos de Uso

Vá para o Ouni