Ativista brasileira do Greenpeace é libertada pela Justiça russa

20 de novembro de 2013

Internacional



Ativista brasileira do Greenpeace é libertada pela Justiça russa
http://agenciabrasil.ebc.com.br/noticia/2013-11-20/ativista-brasileira-do-greenpeace-e-libertada-pela-justica-russa
Nov 20th 2013, 15:55

Da Agência Brasil*
Brasília – A ativista brasileira Ana Paula Maciel deixou, hoje (20), o Centro de Detenção em que estava presa, em São Petersburgo, na Rússia. De acordo com informações do Greenpeace, ela foi a primeira do grupo de 28 ativistas e dois jornalistas a ser libertada após o pagamento de fiança. O valor não foi divulgado pelo grupo.
Até o momento, não foram informados pela Justiça russa as condições e restrições impostas aos ativistas beneficiados com a liberdade provisória. Também não foi divulgado se a brasileira poderá deixar a Rússia ou receber visitas. Segundo a organização não governamental, as informações devem ser esclarecidas nos próximos dias.
No Twitter do Greenpeace foi divulgado um desabafo da mãe de Ana Paula. "Meu coração de mãe sempre me disse para eu manter a fé. Mal posso esperar para ter a minha amada filha nos meus braços de volta a casa. Sabemos que ainda não terminou, mas minha filha é uma guerreira e superará tudo isso no final".
Ao todo, 15 ativistas foram libertados pela Justiça russa, sob o pagamento de fiança. O ativista australiano Colin Rusell é o único com ordem de prisão preventiva prolongada por mais três meses, até 24 de fevereiro. Estão marcadas para hoje (20) várias audiências quando a Justiça definirá se prolonga ou não o período de detenção dos ativistas, incluindo o período inicial de prisão preventiva de dois meses, que termina no próximo domingo (24).
O "Artic Sunrise", navio do Greenpeace foi retido no dia 19 de setembro por comandos da guarda costeira russa, depois de os ativistas da organização terem tentado escalar uma plataforma da empresa de gás Gazprom, no Mar de Barents (Ártico Russo). Os ativistas protestavam contra a exploração petrolífera no Ártico.
No início de outubro, os 30 membros da tripulação de 28 nacionalidades diferentes foram acusados formalmente de "pirataria em grupo organizado". No dia 30 de outubro, a Justiça russa decidiu reduzir a acusação contra a tripulação, passando de "pirataria" para "vandalismo". Segundo a lei russa, o crime de vandalismo é passível de uma pena de até sete anos de prisão.
*Com informações da Lusa
Edição: Marcos Chagas



You are receiving this email because you subscribed to this feed at https://blogtrottr.com

If you no longer wish to receive these emails, you can unsubscribe here:
https://blogtrottr.com/unsubscribe/hPP/fnCRwS

Brasil e Rússia querem intensificar negócios em US$ 10 bilhões

Internacional



Brasil e Rússia querem intensificar negócios em US$ 10 bilhões
http://agenciabrasil.ebc.com.br/noticia/2013-11-20/brasil-e-russia-querem-intensificar-negocios-em-us-10-bilhoes
Nov 20th 2013, 13:03

Da Agência Lusa
Moscou- O ministro dos Negócios Estrangeiros russo, Serguei Lavrov, e o chanceler brasileiro, Luiz Alberto Figueiredo, reuniram-se hoje (20) para discutir as relações bilaterais e aprofundar a "associação estratégica" entre os dois países.
"O Brasil é o nosso maior parceiro comercial na América Latina. Ambos, planejamos cumprir os acordos dos [nossos] presidentes para aumentar em um futuro próximo o volume de vendas até US$ 10 bilhões", disse Lavrov.
O chefe da diplomacia russa referia-se aos objetivos definidos pelo presidente russo, Vladimir Putin, e pela presidenta, Dilma Rousseff, durante uma reunião no Kremlin em dezembro do ano passado. As trocas comerciais entre 2005 e 2008 subiram, um crescimento que diminuiu com a crise, mas tornou a aumentar em 2011.
O ministro russo destacou o nível de colaboração entre os dois países em matérias como defesa, ciência, desporto e espaço. Ele informou que a Rússia e o Brasil assinaram uma declaração em que se comprometem "a não ser os primeiros a lançar armamento para o espaço".
Os ministros abordaram também o polêmico programa nuclear iraniano e o conflito na Síria. Lavrov destacou a contribuição do Brasil "na busca de caminhos para reduzir as tensões em torno dessa questão".
Figueiredo agradeceu a Lavrov pelo "seu papel na resolução do conflito sírio". Os ministros comentaram, também, o problema da espionagem americana, tema sensível para o Brasil que reagiu com indignação às notícias de que Washington teria feito escutas nos telefones e no correio eletrônico de Dilma Rousseff.
"A nossa tarefa é garantir a proteção dos direitos humanos fundamentais como o direito à intimidade", disse Figueiredo. O ministro russo, por sua vez, defendeu a aplicação de regras de "comportamento comum no ciberespaço" e recordou que Moscou propõe "aceitar obrigações de não interferir nas vidas privadas dos cidadãos".
Luiz Alberto Figueiredo exprimiu a sua satisfação pela decisão da Justiça russa de conceder a liberdade sob fiança à ativista da Greenpeace Ana Paula Maciel, detida com outros 30 ecologistas na Rússia.
"Estou muito contente com a coincidência de ter sabido da decisão do tribunal quando cheguei à Rússia", destacou o ministro brasileiro, numa referência à medida acordada ontem pelo Tribunal de São Petersburgo sobre o caso do Arctic Sunrise, o barco da Greenpeace envolvido em um protesto contra a exploração de petróleo no Ártico, no dia 19 de setembro.
Edição: Marcos Chagas
Todo o conteúdo deste site está publicado sob a Licença Creative Commons Atribuição 3.0 Brasil. Para reproduzir as matérias, é necessário apenas dar crédito à Agência Brasil






You are receiving this email because you subscribed to this feed at https://blogtrottr.com

If you no longer wish to receive these emails, you can unsubscribe here:
https://blogtrottr.com/unsubscribe/hPP/fnCRwS

Inundações causam mais 40 mortes no Vietnã

Internacional



Inundações causam mais 40 mortes no Vietnã
http://agenciabrasil.ebc.com.br/noticia/2013-11-20/inundacoes-causam-mais-40-mortes-no-vietna
Nov 20th 2013, 12:28

Da Agência Lusa
Hanoi - Pelo menos 42 pessoas morreram em inundações no Vietnã, as mais devastadoras no país desde 1999, de acordo com um balanço divulgado hoje (20).
Cinco pessoas continuam desaparecidas. O balanço anterior contabilizava 34 mortos e 11 desaparecidos em um desastre em que mais de 400 mil casas foram inundadas ou destruídas.
A localidade turística de Hoi An e a antiga cidade imperial de Hué, classificadas como patrimônio mundial da Unesco (Organização das Nações Unidas para a Educação, Ciência e Cultura), foram parcialmente atingidas pelas inundações.
Nesta quarta-feira, as chuvas estão mais fracas e a água começou a baixar em algumas zonas, de acordo com as autoridades. Depois de ter sofrido, ainda que de forma mais fraca, os efeitos do Tufão Haiyan que devastou as Filipinas, o Vietnã foi atingido pelas chuvas, resultantes de uma nova tempestade tropical no Mar da China. Os vietnamitas destacaram que o problema se agravou pelo impacto da água [nas cidades] liberada pelas centrais hidrelétricas da região.





You are receiving this email because you subscribed to this feed at https://blogtrottr.com

If you no longer wish to receive these emails, you can unsubscribe here:
https://blogtrottr.com/unsubscribe/hPP/fnCRwS

Assembleia da Venezuela aprova lei que dá poderes para que Maduro governe sob a emissão de decretos

Internacional



Assembleia da Venezuela aprova lei que dá poderes para que Maduro governe sob a emissão de decretos
http://agenciabrasil.ebc.com.br/noticia/2013-11-19/assembleia-da-venezuela-aprova-lei-que-da-poderes-para-que-maduro-governe-sob-emissao-de-decretos
Nov 19th 2013, 23:08

Da Agência Brasil*
Brasília – A Assembleia Nacional da Venezuela aprovou hoje (19) a Lei Habilitante, que dará ao presidente Nicolás Maduro mais poderes para governar, mediante a emissão de decretos, durante 12 meses.
A ampliação das prerrogativas do Executivo deve priorizar o combate à corrupção e ações para vencer a crise financeira que afeta o país. A lei faculta ao presidente Maduro a autonomia para expedir decretos com valor e força de lei sobre matérias pertinentes aos temas que o governo considere como necessidades e emergências do país.
Segundo o governo, a Lei Habilitante, aprovada em segunda votação, tem cinco pontos prioritários: "controle de custos, apoio à produção, proteção salarial, controle de preços e regulação, além de definição de limites de lucros para a iniciativa privada".
A população que apoia o governo se concentrou ao longo desta terça-feira nas proximidades da Assembleia Nacional da Venezuela, em Caracas, em sinal de apoio à aprovação da lei. Maduro tem dito que pretende intensificar ações contra crimes de usura, o combate à especulação financeira, especialmente no varejo de alimentos e eletrodomésticos. "É necessário que o povo mantenha a unidade para seguir derrotando os que praticam crimes de usura e também aos imperialistas, que promovem essa guerra econômica", defendeu, durante a sessão, o presidente da Assembleia Nacional, Diosdado Cabello.
O presidente Nicolás Maduro comentou, em sua conta no Twitter, que o Executivo já está trabalhando na formulação dos primeiros decretos para proteção de preços, comércio exterior e garantia de controle de importações e exportações no país.
Antes mesmo da aprovação da lei, o governo Maduro já havia anunciado mudanças para contornar a especulação financeira. O governo está promovendo operações de fiscalização de venda de produtos e determinou maior vigilância contra a venda de dólares no mercado paralelo.
Com a aprovação da lei, novas medidas devem ser anunciadas ainda esta semana. Para o governo, é importante apresentar melhores resultados econômicos e garantir o abastecimento alimentar, porque, no dia 8 de dezembro, o país terá eleições municipais. A oposição tem feito uma forte campanha para tentar ampliar a presença nos estados do país. A eleição é considerada por analistas do país como um termômetro interno para medir a força de Nicolás Maduro, quase um ano depois de ter assumido a Presidência do país interinamente com o agravamento do câncer de Hugo Chávez.
Após a aprovação da lei, o líder da oposição no país e governador do estado de Miranda, Henrique Capriles, disse que a Lei Habilitante não será capaz de resolver os problemas do país. "Essa lei é uma farsa porque conseguiram os 99 votos necessários a aprovação apelando para a corrupção judicial. É uma lei corrupta na origem e na maneira com que foi votada", atacou Capriles.
No discurso, durante uma maratona de campanha eleitoral no estado de Zuila, Capriles referiu-se ao fato de que, antes da aprovação da lei, a Assembleia Nacional ter aprovado a perda da imunidade parlamentar da deputada opositora María Mercedes Aranguren. Ex-chavista, ela é acusada e investigada por peculato e associação de capitais. A oposição considerou a ação como uma "manobra" para que Carlos Flores, suplente da deputada, votasse a favor da lei. A matéria precisava de 99 votos para ser aprovada. Na votação, a base governista conseguiu exatamente o mínimo necessário.
*Com informações da Agência Venezuelana de Notícias (AVN)
Edição: Lana Cristina
Todo o conteúdo deste site está publicado sob a Licença Creative Commons Atribuição 3.0 Brasil. Para reproduzir as matérias, é necessário apenas dar crédito à Agência Brasil



You are receiving this email because you subscribed to this feed at https://blogtrottr.com

If you no longer wish to receive these emails, you can unsubscribe here:
https://blogtrottr.com/unsubscribe/hPP/fnCRwS

Explore o MAXX

Notícias
Nacional

Internacional
Finanças
Política
Justiça
Segundo Caderno
Esportes


Educação
Inovação

Serviços
Barra de Ferramentas

Buscador
Previsão do Tempo
Tradutor
Viagens

Entretenimento
Cultura

Famosos
MAXX FM
Música
Sobre Rodas
Stations (Busca Rádios)

Estilo de vida
Homem

Mulher

Chat
Amizade

Encontros
Livre
Paquera
Sexo (+ 18 anos)
Webmasters
Outras salas

Fale conosco
Atendimento Virtual
Avalie-nos
E-mail

Fone Fácil
Fórum
Reclame Aqui
Redes Sociais

Copyright 2008 - 2017 © Ouni - Todos os direitos reservados.
"O uso desse website significa que você aceita os Termos de Uso e a Política de Privacidade, em especial no que tange ao uso de cookies."

Informações Importantes | Política de Privacidade | Termos de Uso

Vá para o Ouni