Morales inaugura estação de monitoramento do primeiro satélite de comunicação boliviano

2 de dezembro de 2013

Internacional



Morales inaugura estação de monitoramento do primeiro satélite de comunicação boliviano
http://agenciabrasil.ebc.com.br/noticia/2013-12-02/morales-inaugura-estacao-de-monitoramento-do-primeiro-satelite-de-comunicacao-boliviano
Dec 2nd 2013, 22:07

Leandra Felipe*

Correspondente da Agência Brasil/EBC
Bogotá - O presidente da Bolívia, Evo Morales, inaugurou hoje (2) a estação terrestre de Amachuma, na cidade de El Alto, no Oeste do país. De lá será monitorado o primeiro satélite de comunicação boliviano, o Túpac Katari, que, segundo o governo do país, entrará em órbita no dia 20 de dezembro e será lançado na China.
"Não somos uma potência, mas estamos crescendo bastante. Já temos nosso satélite de comunicação. Isso não é mais privilégio só para as potências, mas também para países progressistas como o nosso", disse Morales durante a inauguração da base.
Após o lançamento, o satélite começará suas operações a partir de abril do ano que vem e será administrado pelos bolivianos. A órbita do Túpac Katari será de 36 mil quilômetros ao redor da Terra e o equipamento terá duas estações terrenas de controle.
Morales acrescentou que este será um passo importante para saber o que está acontecendo na Bolívia e no mundo inteiro. "Além disso, o satélite vai permitir que tenhamos melhor comunicação em território boliviano", disse.
De acordo com a Agência Boliviana Espacial, responsável pelo projeto, o Túpac Katari vai ampliar e melhorar os serviços de telefonia, internet, televisão e rádio e atenderá aos 337 municípios do país.
O custo do projeto, segundo a agência, foi superior a US$ 320 milhões e foi financiado pelo Banco de Desenvolvimento da China, com contrapartida do governo boliviano.
*Com informações da Tv Multiestatal Telesur e Agência Boliviana de Notícias (ABN).

Edição: Fábio Massalli
Todo o conteúdo deste site está publicado sob a Licença Creative Commons Atribuição 3.0 Brasil. Para reproduzir as matérias é necessário apenas dar crédito à Agência Brasil



You are receiving this email because you subscribed to this feed at https://blogtrottr.com

If you no longer wish to receive these emails, you can unsubscribe here:
https://blogtrottr.com/unsubscribe/hPP/fnCRwS

Farc convidam Maradona para Partida pela Paz em Havana

Internacional



Farc convidam Maradona para Partida pela Paz em Havana
http://agenciabrasil.ebc.com.br/noticia/2013-12-02/farc-convidam-maradona-para-partida-pela-paz-em-havana
Dec 2nd 2013, 22:38

Leandra Felipe

Correspondente da Agência Brasil/EBC
Bogotá – As Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc) convidaram hoje (2) o ex-jogador de futebol argentino Diego Armando Maradona para participar de uma Partida pela Paz, uma partida de futebol que a guerrilha pretende fazer em Havana (Cuba), onde os negociadores das Farc e do governo negociam o fim do conflito armado.
A Colômbia foi classificada para o Mundial de Futebol de 2014 após 16 anos sem participar da competição. O anúncio do convite a Maradona foi feito pela delegação das Farc que posou para fotos vestida com a camiseta da seleção colombiana. A Copa será disputada no Brasil.
A proposta da partida partiu de dois ex-jogadores da seleção colombiana: Carlos Valderrama e Mauricio Serna. As Farc aceitaram a ideia de fazer o evento em Cuba em prol da paz na Colômbia. "Aceitamos com muita satisfação este desafio e complementamos a proposta da seguinte maneira: jogamos duas partidas. A primeira aqui em Cuba e a segunda em Santa Marta, cidade de onde saíram tantas glorias do futebol colombiano", declararam as Farc em um comunicado.
O chefe da delegação negociadora das Farc em Havana, Iván Márquez, explicou porque a guerrilha convidou Maradona. "Necessitamos que tenhamos deste lado uma boa representação e por isso, daqui de Havana, lançamos um SOS [pedido de ajuda] para este processo de paz a Diego Armando Maradona", declarou. Politicamente o ex-jogador já mostrou afinidade à ideologia de esquerda e se declara fã do ex-presidente Hugo Chávez, de quem as Farc são simpatizantes.
As Farc demonstraram compartilhar com outros colombianos o gosto pelo futebol. "Quando o tempo livre nos permite, nos dedicamos a jogar um pouco de futebol e inclusive queremos que as mulheres participem deste evento", acrescentou Márquez.
Desde a semana passada as Farc e o governo colombiano fazem o 17º ciclo de conversações pelo fim do conflito. A mesa negociadora começou a analisar o problema das drogas ilícitas no país, o terceiro item da agenda de diálogos.

Edição: Fábio Massalli
Todo o conteúdo deste site está publicado sob a Licença Creative Commons Atribuição 3.0 Brasil. Para reproduzir as matérias é necessário apenas dar crédito à Agência Brasil



You are receiving this email because you subscribed to this feed at https://blogtrottr.com

If you no longer wish to receive these emails, you can unsubscribe here:
https://blogtrottr.com/unsubscribe/hPP/fnCRwS

Presidente sírio cometeu crimes de guerra e contra a humanidade, conclui ONU

Internacional



Presidente sírio cometeu crimes de guerra e contra a humanidade, conclui ONU
http://agenciabrasil.ebc.com.br/noticia/2013-12-02/presidente-sirio-cometeu-crimes-de-guerra-e-contra-humanidade-conclui-onu
Dec 2nd 2013, 15:49

Da Agência Brasil*
Brasília - A alta comissária das Nações Unidas (ONU) para os Direitos Humanos, Navi Pillay, disse hoje (2), pela primeira vez, que várias provas reunidas indicam a responsabilidade por crimes de guerra e contra a humanidade do presidente sírio, Bashar Al Assad.
"A comissão de inquérito [do Conselho de Direitos Humanos da ONU] apresentou enorme quantidade de provas sobre crimes de guerra e crimes contra a humanidade. As provas indicam uma responsabilidade do mais alto nível do governo, incluindo do chefe do Estado", informou Navi Pillay.
A comissão de inquérito foi estabelecida no dia 22 de agosto de 2011, por uma resolução do Conselho de Direitos Humanos. O grupo tem como missão investigar quaisquer violações dos direitos humanos desde de março de 2011 e identificar os culpados para garantir a realização de um julgamento.
No último relatório, publicado em 11 de setembro, a comissão acusou o regime de crimes contra a humanidade e crimes de guerra, sem se referir, no entanto, a qualquer pessoa, tampouco ao presidente Bashar Al Assad.
A comissão, que não teve autorização para ir à Síria, fundamenta seu trabalho em mais de 2 mil entrevistas, feitas desde que foi criada, com pessoas que estão na Síria e em países vizinhos. Foi elaborada uma lista confidencial, atualizada frequentemente, de suspeitos de terem cometidos crimes no país. Essa lista foi entregue à alta comissária da ONU.
Navi Pillay explicou que pretender fazer um inquérito judicial nacional ou internacional que permita julgar responsáveis pelos crimes. A guerra na Síria causou mais de 125 mil mortes desde março de 2011, de acordo com o último balanço do Observatório Sírio dos Direitos Humanos.
*Com informações da Agência Lusa

Edição: Juliana Andrade
Todo o conteúdo deste site está publicado sob a Licença Creative Commons Atribuição 3.0 Brasil. Para reproduzir as matérias, é necessário apenas dar crédito à Agência Brasil



You are receiving this email because you subscribed to this feed at https://blogtrottr.com

If you no longer wish to receive these emails, you can unsubscribe here:
https://blogtrottr.com/unsubscribe/hPP/fnCRwS

OMS: 500 mil pessoas ficam incapacitadas anualmente devido a lesões na medula

Internacional



OMS: 500 mil pessoas ficam incapacitadas anualmente devido a lesões na medula
http://agenciabrasil.ebc.com.br/noticia/2013-12-02/oms-500-mil-pessoas-ficam-incapacitadas-anualmente-devido-lesoes-na-medula
Dec 2nd 2013, 13:06


Da Agência Brasil
Brasília – Cerca de 500 mil pessoas ficam incapacitadas anualmente devido a lesões na medula espinhal, revelou estudo divulgado hoje (2) pela Organização Mundial da Saúde (OMS) por ocasião do Dia Internacional das Pessoas com Deficiência, comemorado amanhã (3). O estudo, apresentado hoje em Genebra, na Suíça, foi o primeiro elaborado em nível mundial sobre esta área da saúde.
"A lesão espinhal é uma condição muito complexa do ponto de vista médico e com forte impacto na vida diária dos doentes", disse o diretor do departamento de Violência e Prevenção de Lesões e Incapacidades da OMS, Etienne Krug.
Segundo o estudo, cerca de 90% das lesões são causadas por traumas, como acidentes de carro, quedas de grandes alturas ou violência. Os percentuais, no entanto, variam de acordo com as regiões. Na África, por exemplo, 70% lesões da medula espinhal se devem a acidentes de trânsito; percentual que na Oceania cai para 55%. No Sudoeste Asiático e na zona do Mediterrâneo oriental, as quedas de grandes alturas representam cerca de 40% dos casos.
No caso das lesões não traumáticas, as principais causas são tumores, espina bífida (má formação congênita da coluna vertebral) e a tuberculose – doença que na África Subsaariana representa um terço das lesões medulares não traumáticas.
Segundo o relatório, os homens têm mais risco de sofrer lesões na medula entre os 20 e os 29 anos e a partir dos 70 anos. As mulheres tem mais probabilidade de sofrer uma lesão dessa natureza entre os 15 e os 19 anos e depois dos 60.
O relatório alerta também que esse tipo de lesões contribui para o desenvolvimento de patologias secundárias que podem ser letais, como tromboses, infecções urinárias, ulceras ou complicações respiratórias. Além das consequências físicas, como a incapacidade ou a dor crônica, as lesões medulares têm também repercussões emocionais. Entre 20% e 30% das pessoas afetadas mostram sinais de depressão clinicamente significativos, indicou a coordenadora de Incapacidades e Reabilitação da OMS, Alana Officer.
O relatório informa que, no caso de crianças com lesão medular, a probabilidade de começarem a frequentar a escola é menor e, uma vez matriculadas, têm menos possibilidade de progredir. Em relação a adultos e mercado de trabalho, pessoas com esse tipo de lesão têm taxa de desemprego global de 60%.
Para a coordenadora da OMS, muitas consequências não são derivadas da lesão em si, mas da falta de atenção médica adequada no momento do acidente e no tratamento de reabilitação posterior; além das barreiras físicas e sociais que excluem estas pessoas da participação nas comunidades.
"Um diagnóstico rápido, a estabilização das funções vitais, a imobilização da medula para preservar as suas funções neurológicas e o controle sanguíneo e de temperatura corporal são cuidados que os lesionados devem receber no prazo de duas horas após o acidente", enfatizou a organização.

* Com informações da Agência Lusa // Edição: Denise Griesinger

Todo o conteúdo deste site está publicado sob a Licença Creative Commons Atribuição 3.0 Brasil. Para reproduzir as matérias, é necessário apenas dar crédito à Agência Brasil



You are receiving this email because you subscribed to this feed at https://blogtrottr.com

If you no longer wish to receive these emails, you can unsubscribe here:
https://blogtrottr.com/unsubscribe/hPP/fnCRwS

Primeira-ministra da Tailândia diz que não renuncia

Internacional



Primeira-ministra da Tailândia diz que não renuncia
http://agenciabrasil.ebc.com.br/noticia/2013-12-02/primeira-ministra-da-tailandia-diz-que-nao-renuncia
Dec 2nd 2013, 12:58

Da Agência Brasil *
Brasília - A primeira-ministra da Tailândia, Yingluck Shinawatra, disse hoje (2) que não pensa demitir-se do cargo, como exigem os manifestantes que organizam protestos no país ao longo da última semana. Shinawatra explicou, no entanto, que está disponível para dialogar, apesar de continuarem os confrontos com a polícia na capital, Bangcoc.
De acordo com a premiê, as exigências da liderança dos protestos, encabeçada por Suthep Thaugsuban, são inaceitáveis e contrárias à Constituição. A oposição, liderada pelo Partido Democrata, pede que a primeira-ministra ceda a um conselho popular e deu prazo de dois dias ao governo para que isso aconteça.
"Quero fazer tudo o quer estiver ao meu alcance para que o povo esteja contente, mas o que eu faço deve estar dentro do consagrado na Constituição", argumentou Yingluck Shinawatra.
A primeira-ministra tailandesa, que confirmou ter tido um encontro com Suthep Thaugsuban na noite de ontem (1º) reiterou hoje estar disposta a "abrir qualquer porta" para negociar com os manifestantes. A oposição se articula para organizar uma greve geral e paralisar o governo. A mídia local informa, no entanto, que a maioria dos ministérios e de agências governamentais funcionam normalmente.
Segundo ela, manifestantes serão contidos pela polícia que, pelo segundo dia consecutivo, recorreu ao uso de gás lacrimogêneo e balas de borracha. Foram erguidas barricadas de cimento para impedir o acesso da população em protesto à Casa do Governo e à sede da Polícia Metropolitana, fortemente vigiadas por cerca de 2 mil agentes das forças antimotim.
Paralelamente, a Comissão Nacional para os Direitos Humanos da Tailândia apelou a todas as partes que cessem à violência. Autoridades tailandesas confirmaram a morte de cinco pessoas desde o início dos protestos. De acordo com o Ministério da Saúde da Tailândia, 56 pessoas foram atingidas por gás lacrimogêneo hoje, dos quais três foram hospitalizadas. Nos últimos sábado e domingo, 71 pessoas foram vítimas dos atos violentos.
Os manifestantes iniciaram os protestos há cerca de uma semana contra a premiê e o seu irmão Thaksin Shinawatra, ex-primeiro ministro do país. A liderança do movimento acredita que o irmão da premiê, acusado de corrupção e fraude, comanda o país por meio da irmã. O movimento contrário ao governo se intensificou na última semana depois que o ex-primeiro ministro foi anistiado por meio da aprovação do Parlamento.
Em um pronunciamento a corpos diplomáticos e organizações internacionais hoje, o ministro das Relações Exteriores tailandês, Surapong Tovichakchaikul, disse que o Executivo não tem o poder de intervir em relação à anistia, que foi um ato do Legislativo.
"De acordo com a Contituição, o governo não tem o poder de intervir. Agora a Casa de Representantes [Parlamento] que tem de atuar da forma apropriada. No entanto, como demonstração de boa fé, a coalização do governo faz mais uma concessão ao assinar uma proposição conjunta para que o projeto de anistia [do ex-primeiro ministro] não seja levada adiante pelo Parlamento. O primeiro-ministro deixou claro ao público, em várias ocasiões, que o governo apoia as ações da oposição de descartar esse projeto", informou Tovichakchaikul.
De acordo com ele, a recusa do projeto para a anistiar o ex-premiê é um pretexto para a mudança do regime.
"Eles tem intensificado a pressão sobre o governo de todos os meios, inclusive ilegais, para fazer aumentar a tensão. Possivelmente, em uma tentativa de provocar e instigar a violência com a esperança de haver uma intervenção militar", disse o ministro ao justificar que a ação do governo tem sido no sentido de preservar a lei e o processo democrático no país.
Surapong Tovichakchaikul pediu o apoio da comunidade internacional e das Nações Unidas no que tange às convenções, à lei internacional e à proteção da democracia e do acesso ao poder por meios democráticos.

* Com informações da Lusa e da Itar Tass
Edição: Valéria Aguiar



You are receiving this email because you subscribed to this feed at https://blogtrottr.com

If you no longer wish to receive these emails, you can unsubscribe here:
https://blogtrottr.com/unsubscribe/hPP/fnCRwS

Namíbia acusa Botsuana de atraso na identificação de local onde avião da Embraer caiu

Internacional



Namíbia acusa Botsuana de atraso na identificação de local onde avião da Embraer caiu
http://agenciabrasil.ebc.com.br/noticia/2013-12-02/namibia-acusa-botsuana-de-atraso-na-identificacao-de-local-onde-aviao-da-embraer-caiu
Dec 2nd 2013, 11:48

Da Agência Brasil*
Brasília - As autoridades de tráfego aéreo da Namíbia responsabilizam Botsuana pela demora na identificação do local onde o avião das Linhas Aéreas de Moçambique (LAM) caiu na última sexta-feira (29), alegando que o país vizinho não comunicou o desaparecimento da aeronave dos seus radares. O acidente ocorreu em território namíbio, mas a acusação é que o controle do voo era feito por Botsuana.
Já foram resgatados 31 corpos dos destroços do avião, encontrado sábado (30). O acidente não deixou sobreviventes. Os corpos de duas pessoas não haviam sido resgatados. A aeronave acidentada, um Embraer 190 de 93 lugares, recentemente adquirida pela LAM, foi fabricada no Brasil e entrou em serviço no dia 17 de novembro de 2012. O avião era equipado com dois motores da General Electric (GE).
De acordo com o controlador-chefe de Tráfego Aéreo do Ministério de Obras e Direção da Aviação Civil da Namíbia, Victor Likando, Botsuana não comunicou o desaparecimento do voo TM-470 da LAM entre Maputo, em Moçambique, e Luanda, em Angola. Segundo ele, foram as autoridades da Namíbia que contataram os departamentos em Gaborone, capital de Botsuana.
"Botsuana nunca nos disse. Eles deviam ter nos avisado, mas nunca o fizeram", disse Likando. Na sexta-feira, o avião da LAM caiu no Parque Nacional de Bwabwata, limitado a norte por Angola e a sul por Botsuana. As equipes de socorro chegaram ao local dos destroços 21 horas depois do acidente, que se presume ter ocorrido no começo da tarde.
Likando informou ainda que a tripulação do avião não tinha necessidade de contactar as autoridades da Namíbia porque, naquele percurso, a aeronave leva cerca de três minutos para atravessar o país - justamente o local onde o avião caiu. De acordo com ele, os aeroportos de Katima Mulilo e de Rundu, ambos no Norte do país, não receberam alertas de emergência.
A Namíbia vai liderar a unidade de investigação do acidente, que terá técnicos de Moçambique e Angola (países de origem e destino do voo, respectivamente), do Brasil (país onde a aeronave Embraer 190 foi produzida) e Estados Unidos (país onde foram fabricados os motores do avião), segundo normas da Organização Internacional da Aviação Civil (Icao). O resultado das investigações tem de ser apresentado em 30 dias.
A administradora da LAM, Marlene Manave, disse ontem que a aeronave havia sido inspecionada no dia anterior ao voo, como atividade de rotina que normalmente é feita de 14 em 14 dias. A representante da empresa informou que a companhia está empenhada em saber as reais causas do acidente.
De acordo com ela, o comandante do voo havia completado 9.053 horas de atividade, das quais 1.395 como comandante de aeronaves do tipo Embraer, e a sua licença mais recente havia sido renovada no dia 12 de abril de 2012. Segundo Marlene, o comandante passou por inspeção médica no dia 2 de setembro deste ano.
* Com informações da Lusa e da Agência de Informações de Moçambique (AIM)
Edição: Davi Oliveira
Todo o conteúdo deste site está publicado sob a Licença Creative Commons Atribuição 3.0 Brasil. Para reproduzir as matérias, é necessário apenas dar crédito à Agência Brasil



You are receiving this email because you subscribed to this feed at https://blogtrottr.com

If you no longer wish to receive these emails, you can unsubscribe here:
https://blogtrottr.com/unsubscribe/hPP/fnCRwS

Síria: conflito já deixou mais de 125 mil mortos

Internacional



Síria: conflito já deixou mais de 125 mil mortos
http://agenciabrasil.ebc.com.br/noticia/2013-12-02/siria-conflito-ja-deixou-mais-de-125-mil-mortos
Dec 2nd 2013, 10:46


Da Agência Brasil *
Beirute - Pelo menos 125.835 pessoas, entre as quais 6.625 menores de idade, morreram na Síria desde o início do conflito entre o regime e a oposição, há dois anos e meio. As informações foram divulgadas hoje (2) pelo Observatório Sírio dos Direitos Humanos.
O grupo, com sede em Londres e uma ampla rede de ativistas no local, informou ter contado, até ontem (1º), as vítimas desde o início das atividades da oposição contra o presidente Bashar Al Assad. Até então, o observatório indicava que o conflito já havia deixado mais de 120 mil mortos.
A Síria vive em guerra civil desde março de 2011, quando a contestação popular ao regime do presidente se tornou um confronto militar aberto entre o exército e a oposição e milícias islâmicas.
* Com informações da Agência Lusa

Edição: Valéria Aguiar



You are receiving this email because you subscribed to this feed at https://blogtrottr.com

If you no longer wish to receive these emails, you can unsubscribe here:
https://blogtrottr.com/unsubscribe/hPP/fnCRwS

Manifestantes ucranianos acampam na capital após confrontos com a polícia

Internacional



Manifestantes ucranianos acampam na capital após confrontos com a polícia
http://agenciabrasil.ebc.com.br/noticia/2013-12-02/manifestantes-ucranianos-acampam-na-capital-apos-confrontos-com-policia
Dec 2nd 2013, 09:47

Da Agência Brasil*
Brasília - Milhares de manifestantes ucranianos acampam hoje (2) na Praça da Independência, na capital do país, Kiev, depois de violentos confrontos com a polícia no fim de semana, e pedem a antecipação das eleições presidenciais. Os confrontos no sábado (30) e no domingo (1º) deixaram mais de 150 feridos e levaram à demissão do chefe de polícia de Kiev. Depois do ocorrido, uma ordem judicial proibiu manifestações na Praça da Independência e em suas imediações até 7 de janeiro. Ainda assim, a oposição continua a organizar os protestos.
Na semana passada, o governo ucraniano rejeitou a assinatura de um acordo que viabilizaria a adesão da Ucrânia à União Europeia, o que gerou protestos da população, que organizou manifestações ao longo de toda a semana passada. O que é justificado como um adiamento da adesão pelo governo do país teria sido motivado pela resposta insatisfatória do bloco europeu à crise econômica na Ucrânia e pela reação da Rússia à aproximação do país vizinho da Europa.
"Uma revolução está começando na Ucrânia. Estamos montando um acampamento na Praça da Independência e lançando uma greve nacional", disse o líder do partido nacionalista Sovoboda (Liberdade, em português), Oleh Tiahniboh.
O antigo campeão mundial de boxe e líder de um partido da oposição, Vitali Klitschko, considerado um dos favoritos à Presidência ucraniana nas eleições de 2015, apelou aos eleitores para que não desistam de controlar o centro de Kiev. Milhares de manifestantes responderam ao apelo, passando a noite na Praça da Independência.
O secretário de Comunicação do governo, Vitaly Lukyanenk, disse hoje que não foi considerada ainda a possibilidade de declarar situação de emergência no país. Segundo a imprensa ucraniana, o presidente Ianukovich, eleito em 2010, passou grande parte do domingo (1º) reunido com os seus conselheiros.
"As autoridades ainda não levantaram a questão de um regime de emergência", informou. Nesta segunda-feira, o líder do partido oposicionista Batkivshchina (Pátria, em português) disse que o presidente Viktor Ianukovich teria uma reunião com os conselhos de Segurança Nacional e Defesa para decretar situação de emergência.
*Com informações da Lusa e da Itar Tass
Edição: Graça Adjuto



You are receiving this email because you subscribed to this feed at https://blogtrottr.com

If you no longer wish to receive these emails, you can unsubscribe here:
https://blogtrottr.com/unsubscribe/hPP/fnCRwS

Anistia Internacional pede ação da ONU na República Centro-Africana

Internacional



Anistia Internacional pede ação da ONU na República Centro-Africana
http://agenciabrasil.ebc.com.br/noticia/2013-12-02/anistia-internacional-pede-acao-da-onu-na-republica-centro-africana
Dec 2nd 2013, 10:16


Da Agência Brasil *
Brasília – A organização não governamental (ONG) Anistia Internacional pediu hoje (2) que as Nações Unidas (ONU) autorizem rapidamente o envio de uma força de manutenção da paz para controlar a onda de violência na República Centro-Africana (RCA). Na semana passada, a França anunciou que enviaria mil soldados à sua ex-colônia em uma tentativa de acabar com uma série de abusos supostamente cometidos por milícias e ex-membros da Seleka, coligação rebelde de maioria muçulmana que derrubou o presidente da RCA, François Bozizé, em um golpe de Estado em março.
Os militares franceses, 600 dos quais já estão no país, vão trabalhar com cerca de 2,6 mil soldados da União Africana. O Conselho de Segurança da ONU deve aprovar, nesta semana, uma resolução francesa para reafirmar a força de estabilização africana. A Anistia Internacional acredita, no entanto, que poderá ser necessária uma resposta mais robusta, que se daria pelo envio de uma missão de manutenção da paz.
"As consequências desta decisão de vida ou morte vão afetar um país inteiro. Se o Conselho de Segurança não agir agora para travar o horrível ciclo de violência na RCA, essa falha vai pesar sobre a comunidade internacional durante anos", disse o secretário-geral da Anistia, Salil Shetty.
Para a ONG, poderá ser necessária uma "operação de manutenção da paz de pleno direito" para moderar as forças de segurança e os grupos armados no país que são, para a Anistia, os responsáveis por disparar as violações dos direitos humanos e os abusos".
A antiga colônia francesa está mergulhada no caos desde a substituição no poder, em 24 de março, do presidente François Bozizé por Michael Djotodia, o líder da Seleka. O grupo oposicionista foi supostamente dissolvido em janeiro deste ano, quando houve o cessar-fogo entre as partes. Muitos membros, no entanto, continuam atuando.
A ONU estima que 400 mil pessoas, o equivalente a 10% da população do país, tenham sido obrigadas a emigrar por causa do conflito.

*Com informações da Lusa // Edição: Denise Griesinger

Todo o conteúdo deste site está publicado sob a Licença Creative Commons Atribuição 3.0 Brasil. Para reproduzir as matérias, é necessário apenas dar crédito à Agência Brasil



You are receiving this email because you subscribed to this feed at https://blogtrottr.com

If you no longer wish to receive these emails, you can unsubscribe here:
https://blogtrottr.com/unsubscribe/hPP/fnCRwS

Explore o MAXX

Notícias
Nacional

Internacional
Finanças
Política
Justiça
Segundo Caderno
Esportes


Educação
Inovação

Serviços
Barra de Ferramentas

Buscador
Previsão do Tempo
Tradutor
Viagens

Entretenimento
Cultura

Famosos
MAXX FM
Música
Sobre Rodas
Stations (Busca Rádios)

Estilo de vida
Homem

Mulher

Chat
Amizade

Encontros
Livre
Paquera
Sexo (+ 18 anos)
Webmasters
Outras salas

Fale conosco
Atendimento Virtual
Avalie-nos
E-mail

Fone Fácil
Fórum
Reclame Aqui
Redes Sociais

Copyright 2008 - 2017 © Ouni - Todos os direitos reservados.
"O uso desse website significa que você aceita os Termos de Uso e a Política de Privacidade, em especial no que tange ao uso de cookies."

Informações Importantes | Política de Privacidade | Termos de Uso

Vá para o Ouni