Ataque na República Democrática do Congo deixa 21 mortos, diz ONU

16 de dezembro de 2013

Internacional



Ataque na República Democrática do Congo deixa 21 mortos, diz ONU
http://agenciabrasil.ebc.com.br/noticia/2013-12-16/ataque-na-republica-democratica-do-congo-deixa-21-mortos-diz-onu
Dec 16th 2013, 21:24

Da Agência Lusa
Kinshasa – Pelo menos 21 pessoas, incluindo crianças, foram mortas e alguns corpos foram mutilados em um ataque de "extrema brutalidade" no Leste da República Democrática do Congo, informou hoje (16) a missão da ONU no país.
A maioria das vítimas foi assassinada, com armas brancas, na sexta-feira (13) e no sábado (14), nas aldeias Musuku e Mwenda, na província de Kivu do Norte.
Uma nota da missão se refere, sem mencionar os supostos autores do ataque, que três meninas foram violentadas por assaltantes, antes de serem decapitadas. O corpo mutilado de uma criança foi encontrado em uma árvore, na aldeia de Musuku.
O movimento mais representativo da província, a Sociedade Civil de Kivu do Norte, disse que "a carnificina foi perpetrada por rebeldes ugandeses da ADF-Nalu".
A organização, que integra associações, organizações não-governamentais e sindicatos, apelou ao Exército congolês e à missão das Nações Unidas para que lancem "operações de perseguição contra ADF-Nalu, com vista a libertar a zona".
A missão da ONU, que já exigiu a abertura de um inquérito, indicou que reforçou o patrulhamento na zona e que usará "todos os meios necessários para assegurar a proteção da população".
O comunicado da ONU é divulgado no dia em que cerca de 2 mil refugiados centro-africanos chegaram à cidade de Zongo, no Norte da República Democrática do Congo, apesar do fechamento da fronteira centro-africana, para fugir da violência que atinge a República Centro-Africana desde 5 de dezembro, adiantou à agência AFP a porta-voz do Alto Comissariado da ONU para os Refugiados em Kinshasa, Céline Schmitt.
Segundo a porta-voz, o campo de Mole, em Zongo, tem quase 6 mil refugiados centro-africanos.



You are receiving this email because you subscribed to this feed at https://blogtrottr.com

If you no longer wish to receive these emails, you can unsubscribe here:
https://blogtrottr.com/unsubscribe/hPP/fnCRwS

Síria: Ban Ki-moon pede cessar-fogo antes da conferência de Genebra

Internacional



Síria: Ban Ki-moon pede cessar-fogo antes da conferência de Genebra
http://agenciabrasil.ebc.com.br/noticia/2013-12-16/siria-ban-ki-moon-pede-cessar-fogo-antes-da-conferencia-de-genebra
Dec 16th 2013, 19:05

Da Agência Lusa
Nova York (Estados Unidos) – O secretário-geral da Organização das Nações Unidas (ONU), Ban Ki-moon, pediu hoje (16) um cessar-fogo na Síria antes da conferência de Genebra, no dia 22 de janeiro, e outros "gestos" como a libertação de presos e sequestrados.
"Temos que cessar as hostilidades antes de começar o diálogo político em Genebra", avisou hoje o secretário-geral durante a sua tradicional conferência de imprensa de fim de ano, que foi dominada pela guerra civil na Síria.
Ban Ki-moon, que lamentou que o conflito tenha se deteriorado "para além de toda a imaginação", reiterou perante os jornalistas que a única saída é através do diálogo e não pela via militar.
Segundo estatísticas da ONU, já morreram mais de 100 mil pessoas no conflito, que começou em março de 2011.



You are receiving this email because you subscribed to this feed at https://blogtrottr.com

If you no longer wish to receive these emails, you can unsubscribe here:
https://blogtrottr.com/unsubscribe/hPP/fnCRwS

Número de refugiados sírios pode quase dobrar até final de 2014

Internacional



Número de refugiados sírios pode quase dobrar até final de 2014
http://agenciabrasil.ebc.com.br/noticia/2013-12-16/numero-de-refugiados-sirios-pode-quase-dobrar-ate-final-de-2014
Dec 16th 2013, 16:25

Da Agência Brasil*
Brasília - O número de refugiados da Síria pode quase dobrar até o final do ano que vem, informou hoje (16) o Alto Comissariado das Nações Unidas para os Refugiados (Acnur). Dos atuais 2,3 milhões de sírios deslocados para outros países, o total pode chegar a 4,1 milhões até 2014, segundo estimativas do órgão.
Devido ao grande número de deslocados sírios, o total de refugiados em 2013 foi o maior dos últimos 20 anos, quando houve a crise populacional relacionada ao genocídio em Ruanda, na década de 1990.
"Em 2013, mais de 2 milhões de pessoas deixaram seus países por causa de um conflito, é o maior número de novos refugiados em quase 20 anos. Atualmente, 2,3 milhões de refugiados sírios foram registrados na região, entre os quais 1,7 milhão [de pessoas que] chegaram em 2013, mas as estimativas indicam que o número pode ultrapassar os 4,1 milhões no final de 2014", disse o alto comissário das Nações Unidas para os Refugiados, António Guterres.
Para Guterres, a crise de refugiados sírios é a mais perigosa para a paz e a segurança desde a 2ª Guerra Mundial. Ele destacou as consequências desses deslocamentos para a sociedade, a demografia e a economia dos países vizinhos – que são os que mais recebem os refugiados da Síria.
"Eles precisam da solidariedade massiva da comunidade internacional, solidariedade em apoio financeiro, humanitário, estrutural e solidariedade na repartição das consequências", destacou.
Guterres pediu ainda que todos os países mantenham as suas fronteiras abertas aos refugiados sírios. Ele disse estar decepcionado com a falta de ajuda internacional a essas pessoas. De acordo com o alto comissário, foram oferecidos 15 mil abrigos por meio de programas de reinstalação.
"Precisamos de vistos, programas de reunificação e de reinstalação. Precisamos de mecanismos que permitam às pessoas estar em segurança sem passar pelas mãos de traficantes, que estão entre os piores criminosos no mundo", disse.
De acordo com António Guterres, o maior desafio da atualidade é organizar a crise na Síria, a multiplicidade de situações de emergência, como nas Filipinas ou na República Centro-Africana (RCA), além da persistência de outras, como no Sudão ou no Afeganistão.
As Nações Unidas (ONU) pediram hoje US$ 12,9 bilhões (cerca de R$ 30,1 bilhões) para aplicar em operações humanitárias em 2014. O valor, o mais alto já pedido pela organização, será usado para atender a 52 milhões de pessoas.
O plano inclui a participação de 568 organizações humanitárias e abrange, entre outros, a Síria, a República Centro-Africana, a República Democrática do Congo, o Sudão, o Sudão do Sul, a Somália, os países do Sahel (faixa de território subsaariano que vai do Leste ao Oeste da África), a Palestina, o Iêmen, o Afeganistão, Birmânia, as Filipinas e o Haiti.
*Com informações da Agência Lusa // Edição: Juliana Andrade



You are receiving this email because you subscribed to this feed at https://blogtrottr.com

If you no longer wish to receive these emails, you can unsubscribe here:
https://blogtrottr.com/unsubscribe/hPP/fnCRwS

Painel criado pelo presidente da França recomenda legalização de suicídio assistido no país

Internacional



Painel criado pelo presidente da França recomenda legalização de suicídio assistido no país
http://agenciabrasil.ebc.com.br/noticia/2013-12-16/painel-criado-pelo-presidente-da-franca-recomenda-legalizacao-de-suicidio-assistido-no-pais
Dec 16th 2013, 16:20

Da Agência Brasil

Brasília – Um painel de peritos criado pelo presidente François Hollande recomendou hoje (16) a legalização do suicídio assistido na França, onde o debate sobre a eutanásia se intensificou depois de um casal de idosos ter cometido suicídio em um hotel em Paris, em novembro. Atualmente, a eutanásia é uma prática ilegal no país. Apenas a eutanásia passiva é autorizada, o que significa que o paciente tem o direito de morre,r autorizando a suspensão dos remédios e do tratamento que esteja recebendo.
Os idosos Georgette e Bernard Cazes, de 86 anos, deixaram uma carta explicando temer mais a "dependência do que a morte", e reivindicando o direito à morte assistida.
"A possibilidade de cometer suicídio medicamente assistido é, aos nossos olhos, um direito legítimo de um paciente próxima da morte ou sofrendo de uma patologia terminal, baseado principalmente e, em primeiro lugar, no seu consentimento lúcido e na sua completa consciência", disseram os peritos.
De acordo com a avaliação dos especialistas, a lucidez da pessoa em questão tem de ser avaliada, pelo menos, por dois médicos. O debate em torno dessa questão foi uma das promessas de campanha de Hollande. Segundo pesquisa encomendada pela Associação pelo Direito de Morrer com Dignidade, 92% dos franceses são favoráveis à eutanásia para vítimas de doenças incuráveis ou que geram grande sofrimento.
"Militamos por outra lógica. Hoje, aqueles que estão em volta da cama do paciente é que decidem o que vai acontecer com a pessoa que está no fim da vida. Ou seja, os médicos e seus herdeiros. Queremos que a própria pessoa possa tomar essa decisão. Por isso, defendemos a legalização da eutanásia e do suicídio assistido. E que a pessoa decida, por ela mesma, o que ela deseja no fim da vida", explicou o presidente da associação, Jean-Luc Romero.
Para ele, a lei atual é cruel, já que, sem assistência, o paciente poder demorar horas ou semanas para morrer. Bélgica, Holanda, Suíça e Luxemburgo são países europeus em que a eutanásia assistida é legalizada.
* Com informações da Agência Lusa e da Rádio França Internacional
Edição: Nádia Franco
Todo o conteúdo deste site está publicado sob a Licença Creative Commons Atribuição 3.0 Brasil. É necessário apenas dar crédito à Agência Brasil





You are receiving this email because you subscribed to this feed at https://blogtrottr.com

If you no longer wish to receive these emails, you can unsubscribe here:
https://blogtrottr.com/unsubscribe/hPP/fnCRwS

Em telefonema, Dilma parabeniza Bachelet e reforça parceria com Chile

Internacional



Em telefonema, Dilma parabeniza Bachelet e reforça parceria com Chile
http://agenciabrasil.ebc.com.br/noticia/2013-12-16/em-telefonema-dilma-parabeniza-bachelet-e-reforca-parceria-com-chile
Dec 16th 2013, 17:11

Paulo Victor Chagas

Repórter da Agência Brasil
Brasília – A presidenta Dilma Rousseff telefonou há pouco para a presidenta eleita do Chile, Michelle Bachelet, para cumprimentá-la pela vitória nas eleições de ontem (15).
A presidenta cumprimentou Bachelet pelo "ótimo desempenho nas eleições presidenciais chilenas". A socialista obteve 63% dos votos no segundo turno, derrotando a adversária Evelyn Matthei. Bachelet é a primeira mulher a ser reeleita no Chile, após governar o país entre 2006 e 2010.
Segundo a assessoria de imprensa do Planalto, a ligação durou cerca de cinco minutos e Dilma manifestou o desejo de que o "Brasil e Chile possam trabalhar juntos por uma América do Sul cada vez mais forte". De acordo com o Blog do Planalto, a presidenta brasileira também confirmou presença na posse de Bachelet, marcada para 11 de março de 2014.
"Bachelet agradeceu o telefonema e disse que pretende trabalhar em estreita parceria com o Brasil após assumir a Presidência do Chile", informa o blog.
Pela manhã, Dilma disse, pelo Twitter, que Brasil e Chile têm muito a cooperar e construir juntos e que está certa de que seu governo e o de Bachelet vão aprofundar ainda mais as relações entre os dois países.


Edição: Carolina Pimentel
Todo o conteúdo deste site está publicado sob a Licença Creative Commons Atribuição 3.0 Brasil. É necessário apenas dar crédito à Agência Brasil



You are receiving this email because you subscribed to this feed at https://blogtrottr.com

If you no longer wish to receive these emails, you can unsubscribe here:
https://blogtrottr.com/unsubscribe/hPP/fnCRwS

União Europeia aprova nova política agrícola comum

Internacional



União Europeia aprova nova política agrícola comum
http://agenciabrasil.ebc.com.br/noticia/2013-12-16/uniao-europeia-aprova-nova-politica-agricola-comum
Dec 16th 2013, 15:46

Da Agência Brasil*
Brasília – Os ministros da Agricultura da União Europeia (UE) adotaram formalmente hoje (16) a reforma da Política Agrícola Comum (PAC), pondo fim a um longo processo de negociações. Com o aval dos 28 países-membros do bloco, a nova PAC irá vigorar entre 2014 e 2020, com recursos estimados em 408,31 bilhões de euros, dos quais 76,6% serão para pagamentos diretos e organização do mercado e o restante para aplicação em desenvolvimento rural. O total destinado ao PAC corresponde a 38% do Orçamento da União Europeia.
Em preparação desde 2009, a reforma da PAC envolveu, pela primeira vez, o Parlamento Europeu, que aprovou, em novembro, a reforma do programa para o período. De acordo com as novas regras, até 2019, nenhum membro deverá receber menos de 75% da média europeia e nenhum agricultor receberá menos de 60% da média nacional. A nova PAC prevê também um mecanismo de travamento, que assegura que as perdas de cada agricultor não sejam superiores a 30%.
"Acreditamos firmemente que o resultado está equilibrado: mantivemos uma robusta estrutura comum, o que responde às necessidades dos agricultores", disse o ministro da Agricultura da Lituânia, Vigilijus Jukna, país que atualmente preside a União Europeia.
As novas medidas, em sua maioria, serão aplicáveis depois de 1º de janeiro de 2015. Até lá, serão tomadas medidas de transição, com o estímulo de arranjos técnicos para que os produtores se adaptem ao novo quadro legal.
"Nosso objetivo era evitar qualquer vácuo legal ou financeiro, que poderia ter causado sérios problemas tanto para os produtores quanto para as instituições administrativas. A PAC irá continuar como uma política vital da união, permitindo que mantenhamos um setor agrícola sustentável, produtivo e competitivo, e a prosperidade da área rural do bloco", acrescentou Jukna.
* Com informações da Agência Lusa
Edição: Nádia Franco
Todo o conteúdo deste site está publicado sob a Licença Creative Commons Atribuição 3.0 Brasil. É necessário apenas dar crédito à Agência Brasil



You are receiving this email because you subscribed to this feed at https://blogtrottr.com

If you no longer wish to receive these emails, you can unsubscribe here:
https://blogtrottr.com/unsubscribe/hPP/fnCRwS

Rússia desloca mísseis nucleares para perto das fronteiras da UE

Internacional



Rússia desloca mísseis nucleares para perto das fronteiras da UE
http://agenciabrasil.ebc.com.br/noticia/2013-12-16/russia-desloca-misseis-nucleares-para-perto-das-fronteiras-da-ue
Dec 16th 2013, 15:44

Da Agência Brasil*
Brasília - O Ministério da Defesa russo comunicou hoje (16) o deslocamento de mísseis nucleares iskander para perto das fronteiras com a União Europeia (UE). A movimentação russa foi uma resposta à instalação de escudo de defesa aéreo norte-americano na mesma área. O ministro da Defesa da Rússia, Igor Konashenkov, confirmou o posicionamento dos mísseis em Kaliningrado – território russo entre a Lituânia e a Polônia – e disse que a medida não viola qualquer norma internacional.
"O sistema de míssil tático-operacional Iskander foi, de fato, enviado às forças de mísseis e artilharia do distrito militar ocidental", disse o ministro por meio do porta-voz. De acordo com a Defesa russa, como não há qualquer desrespeito à lei internacional, não há motivo por que países ocidentais protestarem sobre ao posicionamento militar.
Em 2011, a Rússia admitiu o envio de mísseis de curto e médio alcance para as fronteiras orientais da União Europeia, em resposta à instalação do sistema de defesa de mísseis da Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan).
Os Estados Unidos e a Otan argumentam que o escudo não é contra a Rússia, mas destinado a proteger o Ocidente de potenciais ataques de "Estados párias". Os russos, no entanto, receiam que o sistema possa se tornar uma ofensiva, pois é formado por radares e satélites que orientam a trajetória dos mísseis.
*Com informações da Agência Lusa e a da Itar Tass
Edição: Talita Cavalcante



You are receiving this email because you subscribed to this feed at https://blogtrottr.com

If you no longer wish to receive these emails, you can unsubscribe here:
https://blogtrottr.com/unsubscribe/hPP/fnCRwS

Estátua de Mandela e inaugurada no Dia da Reconciliação na África do Sul

Internacional



Estátua de Mandela e inaugurada no Dia da Reconciliação na África do Sul
http://agenciabrasil.ebc.com.br/galeria/2013-12-16/estatua-de-mandela-e-inaugurada-no-dia-da-reconciliacao-na-africa-do-sul
Dec 16th 2013, 15:03

Pretória - Com a presença do presidente sul-africano Jacob Zuma foi inaugurada no jardim do Palácio Union Buildings, sede do governo, uma estátua do ex-presidente Nelson Mandela, no Dia da Reconciliação na África do SulPretória - Com a presença do presidente sul-africano Jacob Zuma foi inaugurada no jardim do Palácio Union Buildings, sede do governo, uma estátua do ex-presidente Nelson Mandela, no Dia da Reconciliação na África do SulPretória - Com a presença do presidente sul-africano Jacob Zuma foi inaugurada no jardim do Palácio Union Buildings, sede do governo, uma estátua do ex-presidente Nelson Mandela, no Dia da Reconciliação na África do SulPretória - Com a presença do presidente sul-africano Jacob Zuma foi inaugurada no jardim do Palácio Union Buildings, sede do governo, uma estátua do ex-presidente Nelson Mandela, no Dia da Reconciliação na África do SulPretória - Com a presença do presidente sul-africano Jacob Zuma foi inaugurada no jardim do Palácio Union Buildings, sede do governo, uma estátua do ex-presidente Nelson Mandela, no Dia da Reconciliação na África do SulPretória - Com a presença do presidente sul-africano Jacob Zuma foi inaugurada no jardim do Palácio Union Buildings, sede do governo, uma estátua do ex-presidente Nelson Mandela, no Dia da Reconciliação na África do SulPretória - Com a presença do presidente sul-africano Jacob Zuma foi inaugurada no jardim do Palácio Union Buildings, sede do governo, uma estátua do ex-presidente Nelson Mandela, no Dia da Reconciliação na África do Sul



You are receiving this email because you subscribed to this feed at https://blogtrottr.com

If you no longer wish to receive these emails, you can unsubscribe here:
https://blogtrottr.com/unsubscribe/hPP/fnCRwS

Após última despedida de Mandela, sul-africanos celebram Dia da Reconciliação

Internacional



Após última despedida de Mandela, sul-africanos celebram Dia da Reconciliação
http://agenciabrasil.ebc.com.br/noticia/2013-12-16/apos-ultima-despedida-de-mandela-sul-africanos-celebram-dia-da-reconciliacao
Dec 16th 2013, 13:20


Danilo Macedo

Enviado especial à Áfica do Sul
Pretória - Um dia depois do enterro de Nelson Mandela, a África do Sul comemorou o Dia da Reconciliação - data em que são celebrados o fim da segregação racial e a união entre os povos do país. Em Pretória, capital executiva, uma estátua em bronze do principal símbolo dessa reconciliação, com 9 metros de altura, foi inaugurada no jardim do Palácio Union Buildings, sede do governo, que hoje (16) completou 100 anos.
O presidente Jacob Zuma disse que a estátua, de braços abertos, representa Mandela indo ao encontro da nação para abraçá-la e dizendo "vamos juntos". O tema da festa este ano foi Construção da Nação, Coesão Social e Reconciliação, caminhando para os 20 anos, a serem completados no primeiro semestre do ano que entra, de liberdade e democracia.
Em 1994, após quase cinco décadas do regime de segregação racial do apartheid, os negros puderam votar pela primeira vez. Na ocasião eles elegeram Nelson Mandela, que havia saído da prisão em 1990, após 27 anos recluso por lutar pela igualdade.
Milhares de pessoas participaram do evento, que também teve a presença do ex-presidente Thabo Mbeki, de Mandla Mandela, neto do ícone da luta contra o apartheid, que acompanhou o corpo do avô durante os dez dias de funeral, e de outras autoridades locais. Também houve desfile militar e caças da força aérea passando sobre o palácio.
Para tirar o tecido preto que o encobria e mostrar o novo monumento ao mundo, foi necessária mais de uma tentativa. Bem-humorado, o apresentador da cerimônia disse que nem sempre a tecnologia funcionava e teria de ser colocado em prática o plano B. Depois de alguns minutos, enfim, o véu foi retirado e todos puderam conhecer o novo símbolo da cidade, a maior estátua de Mandela entre todas as que o homenageiam pela África do Sul e pelo mundo.
Edição: Valéria Aguiar
Todo o conteúdo deste site está publicado sob a Licença Creative Commons Atribuição 3.0 Brasil. Para reproduzir o material é necessário apenas dar crédito à Agência Brasil



You are receiving this email because you subscribed to this feed at https://blogtrottr.com

If you no longer wish to receive these emails, you can unsubscribe here:
https://blogtrottr.com/unsubscribe/hPP/fnCRwS

ONU pede US$ 12,9 bilhões para destinar à ajuda humanitária no próximo ano

Internacional



ONU pede US$ 12,9 bilhões para destinar à ajuda humanitária no próximo ano
http://agenciabrasil.ebc.com.br/noticia/2013-12-16/onu-pede-us-129-bilhoes-para-destinar-ajuda-humanitaria-no-proximo-ano
Dec 16th 2013, 13:58

Da Agência Brasil*
Brasília – A Organização das Nações Unidas (ONU) pediu hoje (16) US$ 12,9 bilhões (cerca de R$ 30,1 bilhões) para aplicar em operações humanitárias em 2014. O valor, o mais alto já pedido pela organização, será usado para atender a 52 milhões de pessoas, anunciou hoje (16) a subsecretária-geral para Assuntos Humanitários da ONU, Valerie Amos. As operações previstas para o próximo ano abrangem 17 países. A Síria deve receber o maior aporte, US$ 6,5 bilhões (R$ 15,1 bilhões).
As demais operações humanitárias de 2014 estão previstas para o Iêmen, o Sudão, o Sudão do Sul, o Afeganistão, a República Democrática do Congo, a República Centro-Africana, as Filipinas, a Somália, a Palestina, a Birmânia e o Haiti.
"As crises humanitárias são cada vez mais complexas, combinando desastres naturais e conflitos. A complexidade e a amplitude do nosso trabalho aumentam a cada ano", justificou Valerie Amos.
Depois da Síria, o país que mais necessita de fundos é o Sudão do Sul, em que a ONU precisa de US$ 1,1 bilhão (R$ 2,5 bilhões) para dar assistência a mais de 3 milhões de pessoas. No Sudão, a ONU prevê ajudar aproximadamente 6 milhões de pessoas com US$ 995 milhões (R$ 2,3 bilhões) e, na Somália, 2 milhões de pessoas, com US$ 928 milhões (R$ 2,1 bilhões).
Para dar resposta à catástrofe provocada pelo Tufão Haiyan nas Filipinas, a ONU pede para 2014 mais de US$ 790 milhões (R$ 1,8 bilhão) para dar assistência a cerca de 3 milhões de pessoas.
Em relação aos conflitos no Continente Africano, o pedido de fundos chega a US$ 832 milhões (R$ 1,9 bilhão) para a República Democrática do Congo e a US$ 247 milhões (R$ 576 milhões) para a República Centro-Africana. Nesta segunda-feira, a Organização para a Alimentação e a Agricultura (FAO) estimou a necessidade de mais de R$ 560 milhões só para a ajuda em alimentação da população da República Centro-Africana.
O alto comissário da ONU para os Refugiados, António Guterres, indicou que o conjunto das crises humanitárias em 2013 forçou o deslocamento de mais de 2 milhões de pessoas, o número mais elevado dos últimos 20 anos. "A maioria fugiu da Síria, mas os conflitos no Sudão e na República Centro-Africana provocaram um forte êxodo de populações", disse.
As três maiores crises registradas em 2013 – da Síria, da República Centro-Africana e das Filipinas – afetaram quase 14 milhões de crianças, segundo a vice-diretora executiva do Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef), Yoka Brandt.
*Com informações da Agência Lusa // Edição: Juliana Andrade



You are receiving this email because you subscribed to this feed at https://blogtrottr.com

If you no longer wish to receive these emails, you can unsubscribe here:
https://blogtrottr.com/unsubscribe/hPP/fnCRwS

Dilma cumprimenta Michelle Bachelet pela vitória nas eleições chilenas, pelo Twitter

Internacional



Dilma cumprimenta Michelle Bachelet pela vitória nas eleições chilenas, pelo Twitter
http://agenciabrasil.ebc.com.br/noticia/2013-12-16/dilma-cumprimenta-michelle-bachelet-pela-vitoria-nas-eleicoes-chilenas-pelo-twitter
Dec 16th 2013, 12:09

Yara Aquino

Repórter da Agência Brasil
Brasília – A presidenta Dilma Rousseff usou hoje (16) sua conta no microblog Twitter para saudar Michelle Bachelet pela eleição à presidência do Chile. Dilma escreveu que Brasil e Chile têm muito a cooperar e construir juntos e disse estar certa de que seu governo e o de Bachelet vão aprofundar ainda mais as relações entre os dois países.
"#BrasilChile tem muito a cooperar e a construir juntos. Temos uma compreensão clara do papel da integração da América do Sul", escreveu no microblog. Dilma ainda cumprimentou os chilenos por mais uma eleição democrática.
A socialista Michelle Bachelet foi eleita ontem (15) presidenta do Chile, pela segunda vez. Ela obteve 63% dos votos no segundo turno, derrotando a adversária Evelyn Matthei, que representa a aliança de centro-direita. Matthei, a candidata do atual governo, teve 38% dos votos.
Com a vitória, Bachelet é a primeira mulher eleita e reeleita para a Presidência do Chile. Ela governou o país de 2006 a 2010, deixando o lugar para o atual presidente, Sebastián Piñera. Pela legislação chilena, os presidentes não têm direito a dois mandatos consecutivos.

Edição: Denise Griesinger

Todo o conteúdo deste site está publicado sob a Licença Creative Commons Atribuição 3.0 Brasil. Para reproduzir as matérias é necessário apenas dar crédito à Agência Brasil



You are receiving this email because you subscribed to this feed at https://blogtrottr.com

If you no longer wish to receive these emails, you can unsubscribe here:
https://blogtrottr.com/unsubscribe/hPP/fnCRwS

FAO alerta para necessidade de 'ajuda alimentar urgente' à República Centro-Africana

Internacional



FAO alerta para necessidade de 'ajuda alimentar urgente' à República Centro-Africana
http://agenciabrasil.ebc.com.br/noticia/2013-12-16/fao-alerta-para-necessidade-de-ajuda-alimentar-urgente-republica-centro-africana
Dec 16th 2013, 11:49


Da Agência Brasil*
Brasília – Cerca de 1,29 milhão de pessoas na República Centro-Africana (RCA) precisam de ajuda alimentar urgente devido ao conflito no país, alertou hoje (16) a Organização para a Alimentação e a Agricultura (FAO) das Nações Unidas. De acordo com a FAO, essas pessoas representam mais de 40% da população rural do país e é quase o dobro do estimado em fevereiro deste ano.
"[A insegurança alimentar] vai aumentar dramaticamente no próximo ano se os agricultores não conseguirem se preparar para o próximo período de plantio", informou a organização.
A produção agrícola na RCA caiu este ano devido ao conflito deflagrado no Nordeste do país em dezembro do ano passado. Segundo as estimativas, aproximadamente 500 mil pessoas abandonaram suas casas e milhares de agricultores deixaram de ter acesso ao campo por causa da crise.
"Há uma grave falta de sementes. Por um lado, devido às pilhagens, por outro, porque os habitantes foram obrigados a consumi-las em vez de as conservar para o plantio", informou o diretor da divisão de Operações de Urgência da FAO, Dominique Burgeon.
De acordo com ele, os agricultores vendem utensílios e animais para alimentar a família e ficam sem meios de ganhar dinheiro. Outro problema tem sido o roubo de animais e de equipamento agrícola. A agricultura representa 53% do Produto Interno Bruto (PIB) da RCA e gera a maioria dos empregos do país, que tem cerca de três quartos da população vivendo no meio rural.
As exportações de madeira, algodão e café - uma das principais fontes de divisas estrangeiras no país - diminuíram drasticamente em 2013 e os preços dos alimentos estão elevados e voláteis, devido à perturbação do mercado.
O pedido de ajuda humanitária coordenado pelas Nações Unidas (ONU) aponta para a necessidade de US$ 241 milhões (cerca de R$ 562 milhões) para ajudar 1,8 milhão de pessoas na RCA. O aporte da FAO e do Programa Alimentar Mundial (PAM) para a cooperação em segurança alimentar é de U$ 61 milhões (cerca de R$ 142 milhões) para 500 mil pessoas.
A RCA tem 4,5 milhões de habitantes e, desde março deste ano, passa por uma crise causada pela substituição do então presidente François Bozizé pelo líder da coligação rebelde de maioria muçulmana, Seleka, Michael Djotodia. No começo de dezembro, o Conselho de Segurança da ONU aprovou uma resolução que permite a intervenção de forças internacionais no país.

*Com informações da Agência Lusa // Edição: Denise Griesinger

Todo o conteúdo deste site está publicado sob a Licença Creative Commons Atribuição 3.0 Brasil. Para reproduzir as matérias é necessário apenas dar crédito à Agência Brasil



You are receiving this email because you subscribed to this feed at https://blogtrottr.com

If you no longer wish to receive these emails, you can unsubscribe here:
https://blogtrottr.com/unsubscribe/hPP/fnCRwS

União Europeia irá discutir questão da Ucrânia nesta semana

Internacional



União Europeia irá discutir questão da Ucrânia nesta semana
http://agenciabrasil.ebc.com.br/noticia/2013-12-16/uniao-europeia-ira-discutir-questao-da-ucrania-nesta-semana
Dec 16th 2013, 11:28

Da Agência Brasil*
Brasília - A situação da Ucrânia será discutida nesta semana na reunião do Conselho Europeu da União Europeia (UE). Na agenda do encontro de representantes do bloco, na quinta-feira (19) e sexta-feira (20), em Bruxelas, na Bélgica, estão em pauta união monetária e econômica e alargamento do bloco. Espera-se que o líder da oposição ucraniana, Vitaly Klitschko, compareça. O encontro será presidido pelo presidente do conselho, Herman Van Rompuy. A chanceler alemã Angela Merkel também é esperada.
Ontem (15), UE decidiu suspender as negociações com a Ucrânia até que o país demonstre mais comprometimento em firmar um acordo. A suspensão das negociações entre o bloco europeu e a Ucrânia foi anunciada no mesmo dia em que cerca de 200 mil pessoas reuniram-se em protesto na Praça da Independência, em Kiev, capital do país. A população ucraniana tem se manifestado nas últimas semanas contrariamente ao presidente Viktor Yanukovich, que adiou a adesão da Ucrânia à UE devido à pressão da Rússia.
A oposição teme que Yanukovich assine um acordo de adesão do país à União Aduaneira das Antigas Repúblicas Soviéticas, sob a esfera de influência russa. Está prevista para amanhã (17) uma reunião da comissão interestadual russo-ucraniana para discutir a questão.
* Com informações da Itar Tass

Edição: Valéria Aguiar



You are receiving this email because you subscribed to this feed at https://blogtrottr.com

If you no longer wish to receive these emails, you can unsubscribe here:
https://blogtrottr.com/unsubscribe/hPP/fnCRwS

Dezesseis pessoas foram mortas em episódio de violência na China

Internacional



Dezesseis pessoas foram mortas em episódio de violência na China
http://agenciabrasil.ebc.com.br/noticia/2013-12-16/dezesseis-pessoas-foram-mortas-em-episodio-de-violencia-na-china
Dec 16th 2013, 09:58

Da Agência Lusa
Pequim - Dezesseis pessoas, entre as quais dois policiais, morreram no domingo (15) em Xinjiang, Noroeste da China, em confronto violento com as autoridades da região de maioria muçulmana, revelou hoje (16) fonte oficial local.
O incidente ocorreu perto da cidade de Kasghar, quando policiais que tentavam deter suspeitos foram atacados por homens armados com explosivos e facas, segundo um portal de notícias do governo da região autônoma de Xinjiang. Dois policiais morreram, 14 pessoas foram mortas a tiros e dois suspeitos foram detidos.
Foi o segundo incidente violento registrado em Xinjiang em um mês, depois de um assalto a uma esquadra da polícia em Selibuya, em meados de novembro, que deixou 11 mortos.
Xinjiang, vasto território de maioria islâmica, rico em petróleo e em recursos minerais, faz limite com o Afeganistão, Paquistão e três ex-repúblicas muçulmanas da Ásia Central. Os uigures constituem 45% dos cerca de 25 milhões de habitantes de Xinjiang.
No final de outubro, no centro de Pequim, um jipe com matrícula de Xinjiang avançou contra a multidão que se encontrava na Praça Tiananmen e depois explodiu, matando os três passageiros e dois turistas.
A polícia chinesa classificou o incidente como "um ataque terrorista" e atribuiu a sua autoria a "extremistas religiosos".
Segundo a imprensa oficial chinesa, durante o verão (entre julho e setembro), 139 pessoas foram detidas em Xinjiang por advogarem a "jihad" (guerra sagrada) pela internet.
Em junho passado, um outro ataque terrorista atribuído a extremistas religiosos deixou 24 mortos. Foi o mais violento incidente registrado em Xinjiang desde os tumultos do verão de 2009 em Urumqi, a capital da região, onde 197 pessoas morreram.

Edição: Valéria Aguiar



You are receiving this email because you subscribed to this feed at https://blogtrottr.com

If you no longer wish to receive these emails, you can unsubscribe here:
https://blogtrottr.com/unsubscribe/hPP/fnCRwS

Bachelet é eleita presidenta do Chile com 63% dos votos

Internacional



Bachelet é eleita presidenta do Chile com 63% dos votos
http://agenciabrasil.ebc.com.br/noticia/2013-12-16/bachelet-e-eleita-presidenta-do-chile-com-63-dos-votos
Dec 16th 2013, 05:57

De Monica Yanakiew

Correspondente da Agência Brasil/EBC
Buenos Aires - A socialista Michelle Bachelet foi eleita presidenta do Chile nesse domingo (15). Ela obteve 63% dos votos no segundo turno, derrotando a adversária Evelyn Matthei, que representa a aliança de centro-direita. Matthei, que foi candidata do atual governo, teve 38% dos votos.
Com a vitória, Bachelet é a primeira mulher eleita e reeleita para a Presidência do Chile. Ela governou o país de 2006 a 2010, deixando o lugar para o atual presidente, Sebastián Piñera. Pela legislação chilena, os presidentes não têm direito a dois mandatos consecutivos.
Piñera telefonou a Bachelet para dizer que vai cooperar com ela durante os últimos três meses de seu mandato. Bachelet assume em março e o maior desafio será fazer as reformas que prometeu – entre elas, a da Constituição, herdada da ditadura militar.
Apesar de ter conseguido maioria no Congresso, ela não tem votos suficientes para fazer todas as mudanças que quer e terá que negociar com a oposição. A atual Constituição (que só pode ser alterada com o apoio de dois terços dos legisladores) limita a atuação dos políticos e a ingerência do Estado na economia, que foi privatizada durante o regime militar de Augusto Pinochet.
Bachelet quer fazer uma reforma tributária, para aumentar os impostos às empresas e aos mais ricos, obtendo assim recursos para financiar as reformas sociais, entre elas a do sistema educacional. Estudantes do ensino médio e das universidades paralisaram o Chile com protestos em 2011 e 2012, exigindo educação gratuita e de qualidade para todos. As manifestações foram apoiadas por oito de cada dez chilenos.
No Chile, as universidades são todas pagas (inclusive as públicas) e quem não tem dinheiro para financiar os estudos pode pedir empréstimo, mas termina a carreira endividado. Existem escolas de ensino médio gratuitas, mas são de má qualidade porque o governo prefere subsidiar instituições privadas, para que possam cobrar mensalidades baratas e oferecer uma educação de alto nível à população de baixa renda. Os donos dos colégios nem sempre usam o dinheiro do Estado para esse fim.
Nas eleições legislativas, que coincidiram com o primeiro turno em novembro passado, Bachelet conquistou o apoio de 20 dos 38 senadores e de 57 dos 120 deputados federais. Com isso, ela pode aprovar a reforma tributária. Mas para fazer a reforma da educação, precisa de quatro sétimos dos votos do Congresso (22 senadores e 69 deputados federais).
Edição: Graça Adjuto
Todo o conteúdo deste site está publicado sob a Licença Creative Commons Atribuição 3.0 Brasil. Para reproduzir as matérias é necessário apenas dar crédito à Agência Brasil



You are receiving this email because you subscribed to this feed at https://blogtrottr.com

If you no longer wish to receive these emails, you can unsubscribe here:
https://blogtrottr.com/unsubscribe/hPP/fnCRwS

Explore o MAXX

Notícias
Nacional

Internacional
Finanças
Política
Justiça
Segundo Caderno
Esportes


Educação
Inovação

Serviços
Barra de Ferramentas

Buscador
Previsão do Tempo
Tradutor
Viagens

Entretenimento
Cultura

Famosos
MAXX FM
Música
Sobre Rodas
Stations (Busca Rádios)

Estilo de vida
Homem

Mulher

Chat
Amizade

Encontros
Livre
Paquera
Sexo (+ 18 anos)
Webmasters
Outras salas

Fale conosco
Atendimento Virtual
Avalie-nos
E-mail

Fone Fácil
Fórum
Reclame Aqui
Redes Sociais

Copyright 2008 - 2017 © Ouni - Todos os direitos reservados.
"O uso desse website significa que você aceita os Termos de Uso e a Política de Privacidade, em especial no que tange ao uso de cookies."

Informações Importantes | Política de Privacidade | Termos de Uso

Vá para o Ouni