Acusações contra filha do rei da Espanha serão mantidas, diz juiz

8 de janeiro de 2014

Internacional



Acusações contra filha do rei da Espanha serão mantidas, diz juiz
http://agenciabrasil.ebc.com.br/noticia/2014-01-08/acusacoes-contra-filha-do-rei-da-espanha-serao-mantidas-diz-juiz
Jan 8th 2014, 15:20

Da Agência Brasil *
Brasília – O juiz espanhol responsável pela condução do processo que acusa a filha do rei da Espanha, Juan Carlos, a infanta Cristina de Bourbon, de desvio de fundos e lavagem de dinheiro, acredita que o caso não será suspenso. Segundo José Castro, a sua decisão de condenar a infanta pelos crimes citados deverá ser mantida independentemente dos recursos que serão apresentados pela defesa em um prazo de cinco dias. Ontem (7), Castro apresentou o processo que envolve Cristina, que contém uma intimação para ela seja ouvida pela Justiça no dia 8 de março.
Se as acusações contra a infanta forem mantidas, Cristina poderá ter de cumprir penas de seis e cinco anos de prisão por desvio e lavagem de dinheiro, respectivamente. A filha do rei Juan Carlos está envolvida no processo por ser coproprietária da empresa de bens imobiliários Aizoon, com 50% do total. A outra metade pertence ao seu marido, Iñaki Urdangarín. A empresa teria desviado mais de 1 milhão de euros em fundos públicos, por meio do Instituto Nóos, investigado há anos por uso indevido de recursos públicos.
Esta é a segunda vez, em menos de um ano, que a filha caçula do rei enfrenta a possibilidade de ser julgada, fato inédito para um integrante da família real na história democrática da Espanha. De acordo com o advogado de Cristina, Miguel Roca, a defesa está preparando o recurso para interpor na Justiça.
"A infanta quer que se faça justiça. Isto é uma coisa séria em que estão em jogo direitos, interesses e avaliações", disse Roca.
Desde o final de 2001, a Justiça da Espanha investiga o marido de Cristina, Iñaki Urdangarín, e seu ex-sócio, Diego Torres, pelo desvio de mais de 6 milhões de euros em fundos públicos dos governos das Ilhas Baleares - um arquipélago no Mar Mediterrâneo que pertence à Espanha - e da província de Valência, no Leste do país.
Esses fundos foram adjudicados entre 2004 e 2007 ao Instituto Nóos para a organização de cinco eventos, para os quais não foi feita licitação. Parte do dinheiro foi usada para gastos da Aizoon - que pertence à infanta e ao marido.
Em abril deste ano, o juiz José Castro encontrou 14 indícios de cumplicidade presumida e colaboração necessária de Cristina de Bourbon com as atividades ilícitas do marido. No processo, o juiz descreve a empresa dos membros da família real como uma "sociedade criada para desviar fundos apropriados ilicitamente". Apesar dos indícios, a defesa recorreu da decisão de Castro.
Nos meses seguintes, por meio do rastreamento minucioso de contas, cartões de crédito, propriedades e declarações fiscais da infanta Cristina, o juiz encontrou novos indícios. Segundo ele, o casal usou verba da Aizoon para gastos estritamente pessoais, como viagens ao exterior, presentes, decoração, pagamento de empregados, entre outros. Para o magistrado, esses gastos não declarados podem constituir delito à Fazenda Pública.
* Com informações da Telam



You are receiving this email because you subscribed to this feed at https://blogtrottr.com

If you no longer wish to receive these emails, you can unsubscribe here:
https://blogtrottr.com/unsubscribe/hPP/fnCRwS

Espalhe:

Comentário(s)
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Explore o MAXX

Notícias
Nacional

Internacional
Finanças
Política
Justiça
Segundo Caderno
Esportes


Educação
Inovação

Serviços
Barra de Ferramentas

Buscador
Previsão do Tempo
Tradutor
Viagens

Entretenimento
Cultura

Famosos
MAXX FM
Música
Sobre Rodas
Stations (Busca Rádios)

Estilo de vida
Homem

Mulher

Chat
Amizade

Encontros
Livre
Paquera
Sexo (+ 18 anos)
Webmasters
Outras salas

Fale conosco
Atendimento Virtual
Avalie-nos
E-mail

Fone Fácil
Fórum
Reclame Aqui
Redes Sociais

Copyright 2008 - 2017 © Ouni - Todos os direitos reservados.
"O uso desse website significa que você aceita os Termos de Uso e a Política de Privacidade, em especial no que tange ao uso de cookies."

Informações Importantes | Política de Privacidade | Termos de Uso

Vá para o Ouni