Cartes considera um grande gesto político visita de ministros brasileiros ao Paraguai

16 de janeiro de 2014

Internacional



Cartes considera um grande gesto político visita de ministros brasileiros ao Paraguai
http://agenciabrasil.ebc.com.br/noticia/2014-01-16/cartes-considera-um-grande-gesto-politico-visita-de-ministros-brasileiros-ao-paraguai
Jan 16th 2014, 12:14

Ana Cristina Campos *

Repórter da Agência Brasil
Brasília - A aproximação entre o Brasil e o Paraguai com a visita dos ministros do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, Fernando Pimentel, e das Relações Exteriores, Luiz Alberto Figueiredo Machado, é considerada pelo presidente paraguaio, Horacio Cartes, "um grande gesto político" do governo da presidenta Dilma Rousseff. Segundo Cartes, seu país pode representar boa oportunidade para o Brasil desenvolver sua produção industrial.
Figueiredo Machado se reúne hoje (16) com Horacio Cartes e com o chanceler paraguaio, Eladio Loizaga Caballero, na capital Assunção, para discutir os principais temas da agenda bilateral, com ênfase em infraestrutura. Eles também vão tratar da próxima reunião da Cúpula de Chefes de Estado do Mercosul, em Caracas, na Venezuela, que ocorrerá no fim do mês.
Na segunda-feira (13), Fernando Pimentel reuniu-se, em Assunção, com o ministro paraguaio da Indústria e Comércio, Gustavo Leite, e com o chanceler paraguaio. Entre outras questões, foi discutido o envio de missões paraguaias ao Brasil em 2014 para apresentar o vizinho a investidores brasileiros.
O comércio bilateral entre o Brasil e o Paraguai superou a cifra de US$ 4 bilhões em 2013, com aumento de aproximadamente 12% em relação ao ano anterior. Ao longo desse período, verificou-se também aumento de 14% nas exportações brasileiras e de 10% nas importações de produtos paraguaios, na comparação com o ano de 2012.
* Com informações da Agência IPParaguay
Edição: Valéria Aguiar



You are receiving this email because you subscribed to this feed at https://blogtrottr.com

If you no longer wish to receive these emails, you can unsubscribe here:
https://blogtrottr.com/unsubscribe/hPP/fnCRwS

Papa diz que é preciso sentir vergonha com os vários escândalos na Igreja

Internacional



Papa diz que é preciso sentir vergonha com os vários escândalos na Igreja
http://agenciabrasil.ebc.com.br/noticia/2014-01-16/papa-diz-que-e-preciso-sentir-vergonha-com-os-varios-escandalos-na-igreja
Jan 16th 2014, 12:55

Da Agência Brasil *
Brasília - O papa Francisco disse hoje (16) que é preciso envergonhar-se com os vários escândalos que abalaram a Igreja Católica. Ele falou durante a homilia na tradicional missa matutina que celebra na Casa de Santa Marta, no Vaticano, onde reside.
"Mas, tivemos vergonha? Tantos escândalos que não quero mencionar individualmente, mas que todos sabemos quais são. Escândalos [pelos quais] alguns tiveram de pagar caro. E isso está bem! Deve ser assim... a vergonha da Igreja", acrescentou, de acordo com a Rádio Vaticano. "Mas, temos vergonha desses escândalos, dessas derrotas de sacerdotes, bispos e laicos?", insistiu.
O papa considerou que os responsáveis envolvidos nos escândalos "não tinham uma relação com Deus. Tinham uma posição na Igreja, uma posição de poder e também de comodidade, mas não a palavra de Deus".
Na terça-feira (14), o papa também denunciou, durante a homilia na Casa de Santa Marta, a "figura do cristão corrupto", ao falar de laicos, sacerdotes e bispos que se aproveitam da situação e dos privilégios.
O representante do Vaticano na ONU em Genebra, Silvano Tomasi, apresentou hoje à Comissão das Nações Unidas para os Direitos da Criança a resposta da Igreja aos abusos sexuais de menores por padres e outros funcionário. Ele disse que não existe "desculpa possível" para esses casos.
Tomasi acrescentou que o Vaticano formulou "diretivas" na matéria para facilitar o trabalho das igrejas locais, que desenvolveram também recomendações para evitar abusos, disse ele, citando a Carta para a Proteção das Crianças e Jovens, adotada pela Igreja Católica norte-americana em 2005.
A comissão da ONU dedica a sessão de hoje à avaliação do cumprimento pelo Vaticano dos compromissos assumidos com a ratificação da Convenção dos Direitos da Criança, em 1990, e os respectivos protocolos em 2000.
*Com informações da Agência Lusa
Edição: Graça Adjuto



You are receiving this email because you subscribed to this feed at https://blogtrottr.com

If you no longer wish to receive these emails, you can unsubscribe here:
https://blogtrottr.com/unsubscribe/hPP/fnCRwS

Vaticano lamenta casos de abusos sexuais contra menores envolvendo o clero

Internacional



Vaticano lamenta casos de abusos sexuais contra menores envolvendo o clero
http://agenciabrasil.ebc.com.br/noticia/2014-01-16/vaticano-lamenta-casos-de-abusos-sexuais-contra-menores-envolvendo-clero
Jan 16th 2014, 11:13


Da Agência Brasil *
Brasília – O Vaticano afirmou hoje (16) que não há desculpa possível para casos de exploração e violência contra crianças, mas destacou que os agressores estão presentes "em todas as profissões, incluindo entre membros do clero e o pessoal da Igreja".
"Há responsáveis de abusos entre os membros das profissões mais respeitadas do mundo e, mais lamentavelmente, entre membros do clero e outros funcionários da Igreja", disse Silvano Tomasi, representante do Vaticano na Organização das Nações Unidas (ONU) em Genebra.
Tomasi fez a apresentação do Vaticano perante a Comissão da ONU para os Direitos da Criança, na primeira participação da Igreja Católica em um órgão que vai escrutinar os abusos sexuais de menores cometidos por sacerdotes em todo o mundo.
O chefe da delegação do Vaticano reconheceu que a questão dos abusos contra crianças é particularmente grave quando o agressor goza de grande confiança e cujo papel devia ser o de proteger a pessoa, incluindo a saúde física, emocional e espiritual. "Esta relação de confiança é crítica e requer um grande sentido de responsabilidade e respeito em relação à pessoa que se serve", disse Tomasi.
"A resposta do Vaticano ao fenômeno dos abusos sexuais de menores foi articulada em vários níveis", explicou ele, ressaltando que o Vaticano ratificou a Convenção dos Direitos da Criança em 1990 e os respectivos protocolos em 2000. Tomasi acrescentou que o Vaticano formulou "diretivas" para facilitar o trabalho das igrejas locais, que desenvolveram também recomendações para evitar abusos, disse ele, citando a Carta para a Proteção das Crianças e Jovens, adotada pela Igreja católica norte-americana, em 2005.
A comissão da ONU dedica a sessão de hoje à avaliação do cumprimento pelo Vaticano dos compromissos assumidos com a ratificação da Convenção dos Direitos da Criança.
Diante dos escândalos de abusos sexuais que vem sendo noticiados nos últimos anos, a Igreja chegou a ser acusada de tentar esconder e desvalorizar o envolvimento de sacerdotes nesses crimes em vários países. Tomasi destacou, no entanto, que o Vaticano "delineou políticas e procedimentos para ajudar a eliminar tais abusos e colaborar com as respectivas autoridades estatais para lutar contra este delito".
Perante os casos verificados de abusos sexuais de menores sob custódia ou influência de padres, a posição das autoridades eclesiásticas foi a de que o religioso deve ser submetido às leis do país onde ocorreu o crime. Tomasi garantiu que o Vaticano "está empenhado em escutar cuidadosamente as vítimas de abusos sexuais e em abordar o impacto dessas situações nos sobreviventes e suas famílias".
Depois da apresentação de Tomasi, vários peritos da comissão questionaram a delegação do Vaticano sobre a forma como foram adotados os mecanismos para investigar e punir eficazmente os culpados de abusos dentro da Igreja e sobre os programas de segurança desenvolvidos e aplicados.
A comissão pediu esclarecimentos ao Vaticano sobre como garantir "os interesses superiores da criança" acima de quaisquer outras considerações, e sobre as medidas de "reparação física e psicológica" das vítimas.
A sessão de Genebra ocorre quando a pedofilia na Igreja continua no noticiário: a direção do movimento conservador dos Legionários de Cristo, desacreditado pelo escândalo pedófilo no qual está implicado o fundador, o padre mexicano Marcial Maciel, encontra-se reunida para decidir sobre as reformas a tomar.
Em dezembro, o Vaticano recusou responder a um questionário desta comissão da ONU, enviado em julho, sobre os dossiês de pedofilia, que estão sendo examinados pela Congregação para a Doutrina da Fé.

* Com informações da Agência Lusa // Edição: Denise Griesinger

Todo o conteúdo deste site está publicado sob a Licença Creative Commons Atribuição 3.0 Brasil. Para reproduzir as matérias é necessário apenas dar crédito à Agência Brasil



You are receiving this email because you subscribed to this feed at https://blogtrottr.com

If you no longer wish to receive these emails, you can unsubscribe here:
https://blogtrottr.com/unsubscribe/hPP/fnCRwS

Conferência de doadores para a Síria arrecada US$ 2,4 bilhões

Internacional



Conferência de doadores para a Síria arrecada US$ 2,4 bilhões
http://agenciabrasil.ebc.com.br/noticia/2014-01-16/conferencia-de-doadores-para-siria-arrecada-us-24-bilhoes
Jan 16th 2014, 09:51


Da Agência Brasil *
Brasília - A 2ª Conferência Internacional de Doadores para a Síria arrecadou US$ 2,4 bilhões nessa quarta-feira (15) no Kuwait. O montante equivale a quase 40% do apelo total para a assistência humanitária no país em 2014, que é 6,5 bilhões.
De acordo com o Escritório das Nações Unidas para Assuntos Humanitários, as doações devem ajudar os sírios que estão abrigados em lugares de difícil acesso, especialmente as crianças, que não contam com assistência médica e educação.
Em janeiro do ano passado, na 1ª Conferência Internacional de Doadores para a Síria, 43 Estados-Membros da ONU se comprometeram a contribuir com US$ 1,5 bilhão para os esforços humanitários no país. Esses recursos foram utilizados para prestar assistência a milhões de pessoas na Síria e em países vizinhos, por meio de rações alimentares de emergência, assistência médica móvel, vacinas, água potável, saneamento básico e abrigo.
"A assistência humanitária é a diferença entre a vida e a morte, a esperança e o desespero. Ela já ajudou milhões de pessoas afetadas por essa crise", disse o secretário-geral da ONU, Ban Ki-moon.
O evento acontece uma semana antes da Conferência Genebra II, em que representantes de cerca de 30 países – incluindo o Brasil – vão negociar uma solução política para a crise na Síria, que já matou mais de 100 mil pessoas desde o levante contra o presidente Bashar Al Assad em março de 2011.
"Esta é a maior crise humanitária que enfrentamos hoje", disse a coordenadora humanitária da ONU, Valerie Amos, acrescentando que apesar das restrições, as agências e organizações humanitárias conseguiram aumentar as suas atividades no país em 2013.
O chefe da agência da ONU para Refugiados, António Guterres, disse que em poucos anos, a Síria passou de segundo maior país do mundo hóspede de refugiados para se tornar o produtor mais rápido de refugiados do planeta. São 2,3 milhões de sírios registrados como refugiados na região.
"Poucos influxos de refugiados já geraram impacto tão grande em seus países de acolhimento, com consequências demográficas, econômicas e sociais tão dramáticas. A pressão é sentida fortemente em todas as áreas da vida diária, como os aumentos nos déficits orçamentários, o baixo crescimento econômico, de empregos e salários e a instabilidade nos preços em toda a região, fazendo com que as famílias locais tenham que lutar para sobreviver", disse Guterres.
Ele ressaltou que a generosidade dos países vizinhos à Síria precisa ser acompanhada de um grande apoio internacional e que eles precisam não só de forte ajuda financeira, mas também que outros países abriguem os refugiados que não param de chegar.

Edição: Valéria Aguiar
Todo o conteúdo deste site está publicado sob a Licença Creative Commons Atribuição 3.0 Brasil. Para reproduzir o material é necessário apenas dar crédito à Agência Brasil



You are receiving this email because you subscribed to this feed at https://blogtrottr.com

If you no longer wish to receive these emails, you can unsubscribe here:
https://blogtrottr.com/unsubscribe/hPP/fnCRwS

Fórum Econômico Mundial: crise nos orçamentos é principal preocupação

Internacional



Fórum Econômico Mundial: crise nos orçamentos é principal preocupação
http://agenciabrasil.ebc.com.br/noticia/2014-01-16/forum-economico-mundial-crise-nos-orcamentos-e-principal-preocupacao
Jan 16th 2014, 10:12

Da Agência Brasil *
Brasília - As crises nos orçamentos das principais economias, o desemprego, a falta de água, as severas disparidades de rendimento e as dificuldades na adaptação às mudanças climáticas constituem as principais preocupações identificadas no relatório de 2014 do Fórum Econômico Mundial.
"À medida que os sistemas internacionais de finanças, as redes de abastecimento, a saúde, energia, internet e o meio ambiente se tornam mais complexos e interdependentes, o seu nível de resiliência vai determinar se se tornam baluartes da estabilidade global ou amplificadores de choques em cadeia", diz a nona edição do relatório Riscos Globais 2014, divulgado hoje (16) pelo Fórum Econômico Mundial.
"A natureza sistêmica dos riscos mais significativos obriga procedimentos e instituições que estejam globalmente coordenados, mas que sejam flexíveis localmente", acrescenta o texto.
Os principais riscos que os participantes do fórum identificaram foram as crises orçamentais nas principais economias, o desemprego ou subemprego estruturalmente alto, as crises da água, o fracasso na adaptação e mitigação das alterações climáticas e da governança global, as crises de alimentos, a falha nas maiores instituições e mecanismos financeiros, além da profunda instabilidade política e social.
O documento acrescenta que, "como os riscos globais não foram realmente atacados, os efeitos sociais, econômicos e políticos podem ter grande alcance, como se comprova nos impactos continuados da crise financeira de 2007 e 2008".
* Com informações da Agência Lusa
Edição: Graça Adjuto



You are receiving this email because you subscribed to this feed at https://blogtrottr.com

If you no longer wish to receive these emails, you can unsubscribe here:
https://blogtrottr.com/unsubscribe/hPP/fnCRwS

Inundações e deslizamentos de terra deixam pelo menos 13 mortos na Indonésia

Internacional



Inundações e deslizamentos de terra deixam pelo menos 13 mortos na Indonésia
http://agenciabrasil.ebc.com.br/noticia/2014-01-16/inundacoes-e-deslizamentos-de-terra-deixam-pelo-menos-13-mortos-na-indonesia
Jan 16th 2014, 07:54

Da Agência Brasil*
Bangcoc - Pelo menos 13 pessoas morreram e 40 mil tiveram de abandonar as suas casas em consequência das cheias e dos deslizamentos de terra causados pelas chuvas intensas na Região Central da Indonésia, informou hoje (16) a imprensa local.
Sutopo Purwo Nugroho, da Agência Nacional de Mitigação de Desastres, disse que a chuva forte provocou grandes cheias e deslizamentos de terra nas zonas montanhosas, ao norte da Ilha de Célebes. As chuvas afetam especialmente a capital da província, Manado.
Todos os anos, a Indonésia é atingida por inundações durante a estação de chuvas, sobretudo de dezembro a fevereiro.
*Com informações da Agência Lusa
Edição: Graça Adjuto



You are receiving this email because you subscribed to this feed at https://blogtrottr.com

If you no longer wish to receive these emails, you can unsubscribe here:
https://blogtrottr.com/unsubscribe/hPP/fnCRwS

Venezuela quer retomar diálogo com os Estados Unidos

Internacional



Venezuela quer retomar diálogo com os Estados Unidos
http://agenciabrasil.ebc.com.br/noticia/2014-01-16/venezuela-quer-retomar-dialogo-com-os-estados-unidos
Jan 16th 2014, 08:19

Da Agência Brasil
Caracas – O presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, disse que seu governo está disponível para retomar o diálogo com os Estados Unidos em uma base de "respeito mútuo" e caminhar para uma relação positiva.
"Sobre o fundamento básico do respeito, é possível retomar os temas abordados" pelos responsáveis pelas pastas das Relações Exteriores, disse Maduro, lembrando o encontro, em junho passado, entre o secretário de Estado norte-americano, John Kerry, e Elías Jaua, o chanceler venezuelano.
Apesar da disponibilidade, Maduro condiciona a retomada do diálogo ao fim de incidentes como a proibição do governo Barack Obama à passagem do avião presidencial venezuelano no espaço aéreo dos Estados Unidos, como ocorreu em setembro quando ele se deslocou à China.
Para Nicolás Maduro, os Estados Unidos terão de entender que a Venezuela é um "país verdadeiramente independente". Ele considerou algumas posições norte-americanas como "infantis".
A Venezuela e os Estados Unidos mantêm as suas embaixadas com encarregados de negócios depois de terem ficado sem embaixadores, no fim de 2010.
Nos últimos meses, a Venezuela cancelou, em duas ocasiões, iniciativas para manter o diálogo com os Estados Unidos, em reação a comentários de funcionários norte-americanos que considerou ingerência.
Os dois países voltaram a ter problemas de relacionamento em setembro, quando Nicolás Maduro expulsou três funcionários da embaixada norte-americana em Caracas por suspeita de intervenção em assuntos internos.
*Com informações da Agência Lusa
Edição: Graça Adjuto



You are receiving this email because you subscribed to this feed at https://blogtrottr.com

If you no longer wish to receive these emails, you can unsubscribe here:
https://blogtrottr.com/unsubscribe/hPP/fnCRwS

Explore o MAXX

Notícias
Nacional

Internacional
Finanças
Política
Justiça
Segundo Caderno
Esportes


Educação
Inovação

Serviços
Barra de Ferramentas

Buscador
Previsão do Tempo
Tradutor
Viagens

Entretenimento
Cultura

Famosos
MAXX FM
Música
Sobre Rodas
Stations (Busca Rádios)

Estilo de vida
Homem

Mulher

Chat
Amizade

Encontros
Livre
Paquera
Sexo (+ 18 anos)
Webmasters
Outras salas

Fale conosco
Atendimento Virtual
Avalie-nos
E-mail

Fone Fácil
Fórum
Reclame Aqui
Redes Sociais

Copyright 2008 - 2017 © Ouni - Todos os direitos reservados.
"O uso desse website significa que você aceita os Termos de Uso e a Política de Privacidade, em especial no que tange ao uso de cookies."

Informações Importantes | Política de Privacidade | Termos de Uso

Vá para o Ouni